MAAVIM fornece parecer na petição da EU sobre Florestas

A MAAVIM, na defesa dos lesados dos Incêndios de Outubro de 2017, continua a reivindicar ajudas aos seus lesados e à população afetada.

Continuamos à espera dos apoios anunciados para as zonas afetadas pelos incêndios de Outubro de 2017. Sobretudo para as populações e empresas que nunca tiveram qualquer ajuda.

Nesse sentido e para que de futuro possamos melhorar e diminuir toda falta de apoio e preocupação com a floresta, a Maavim deu o seu parecer na petição da EU, acerca das Florestas e do seu futuro.

Forests – new EU strategy (europa.eu)

Queremos compromissos para ajuda aos que nunca tiveram, como sendo, e repetimos desde 2017:

  • Milhares de Agricultores que nunca receberam ajudas;
  • Centenas de empresas, especialmente na área florestal, que não receberam qualquer apoio e levaram muitas famílias a ficar sem posto de trabalho;
  • Dezenas de famílias que nunca receberam apoio para a sua habitação, mesmo depois de tantas promessas.
  • Plano de reflorestação e desenvolvimento regional das zonas afetadas pela catástrofe de 2017.

Não queremos mais promessas para uso de milhões em meios de combate aos incêndios e à desertificação, quando o que precisamos é apoios para a prevenção e ocupação do nosso território.

Queremos os apoios a quem tudo perdeu e contínua no território, sem os apoios prometidos.

Continuamos Abandonados.

Covid-19. Sobem os novos casos e o Rt que está em 1,06

Portugal contabiliza esta quarta-feira mais 8 mortes e 684 novos casos  , como resultado da pandemia de Sars-Cov2, segundo o relatório diário da Direção-Geral da Saúde (DGS).

Desde o início da pandemia, Portugal já registou 16.931 mortes e 828.857 casos de infeção pelo vírus SARS-CoV-2, estando esta quarta-feira ativos 25. 457 casos, mais 16 em relação a ontem.

O boletim da DGS revela que estão internados 447 doentes, mais 12 do que na terça-feira.

Nos cuidados intensivos estão 116 doentes, menos 2 que ontem.

RT CONTINUA A SUBIR

O Rt – índice de transmissibilidade – subiu hoje para 1,06 a nível nacional e para 1,05 no território continental.

No que respeita à incidência de novos casos de infeção com SARS-CoV-2, os dados revelam também uma subida para 72,4 casos por 100.000 habitantes e 69,0 casos por 100.000 habitantes se for considerado apenas o continente.

Concelhos de risco poderão ter “restrições mais duras”

O Parlamento preparar-se para renovar esta quarta-feira o estado de emergência – este será o 15.º e começará à meia-noite do dia 16 de abril e terminará às 23h59 do próximo dia 30. O Presidente da República e os partidos desejam que seja o último, mas antes disso é preciso avaliar as medidas para os próximos quinze dias e o desconfinamento deverá avançar com restrições mais duras a nível local

O secretário-geral adjunto do PS, José Luís Carneiro, admitiu que “o plano de desconfinamento deve prosseguir como estava previsto”, mas “é evidente que é importante que exista capacidade e agilidade para, se necessário, atuar em termos locais com outra dureza do ponto de vista das limitações”. No final da reunião com o Presidente da República, por videoconferência, José Luís Carneiro admitiu ainda que a vontade de todos é que este seja o último estado de emergência, já que existem “outros instrumentos para garantir níveis de intervenção apropriados às necessidades”.

Rui Rio também defendeu que é necessário aplicar medidas nos concelhos de maior risco. “Aquilo que entendemos que deve ser feito é não continuar o desconfinamento global no país todo, ou seja, não o fazer naqueles concelhos que estão com os indicadores de risco mais elevado e nos concelhos limítrofes. Se não travarmos aí vamos ter de travar o país todo outra vez daqui a um mês ou dois”, disse Rui Rio, líder do PSD, que vai voltar a apoiar a renovação do estado de emergência.

O CDS e o PAN também deverão voltar a votar a favor do estado de emergência. Cecília Anacoreta Correia, porta-voz do CDS, defendeu, porém, que “é um mecanismo excecional que não deve ser banalizado”.

André Silva, do PAN, também espera que esta seja a última vez. “Convergimos também com o Presidente da República no desejo de que esta seja a última renovação do estado de emergência na medida em que há uma estabilização”, disse o porta-voz do partido, após a audiência com Marcelo Rebelo de Sousa.

A esquerda voltou a alertar para o risco de banalizar do estado de emergência. Catarina Martins defendeu que “um país desconfinado é um país que não precisa de estado de emergência”.

A coordenadora do BE não revelou se vai manter o sentido de voto, ou seja a abstenção, mas alertou que pode ser “perigoso banalizar o estado de emergência. O Bloco de Esquerda voltou a apelar ao Governo para colocar os apoios sociais no terreno “o mais cedo possível”, porque “esses apoios têm ficado aquém do que é necessário”.

Jerónimo de Sousa insistiu na ideia de que “é preciso tomar as medidas alternativas ao confinamento para que ele acabe e não se repita, garantindo o funcionamento em segurança”.

Para o secretário-geral do PCP, a solução “não pode ser insistir no fecho de atividades, e no condicionamento da vida social, muitas vezes sem que a justificação seja percebida pelas populações já cansadas de um ano de confinamento, expondo-as a conflitos com a autoridade”.

A Iniciativa Liberal levantou, na reunião com o Presidente da República, a questão do teletrabalho. “A obrigatoriedade do teletrabalho até ao final do ano é uma coisa que não compreendemos. Achamos até que não há cobertura constitucional para obrigar pessoas a trabalhar em casa ou empresas a ter pessoas a trabalhar em casa sem condições”, disse João Cotrim Figueiredo.

André Ventura, do Chega, defendeu que “o processo de desconfinamento não pode parar”, porque isso iria “criar um problema muito sério à sociedade e à economia

In: Jornal i

Abandono de animal leva à constituição de um arguido

O Comando Territorial de Viseu, através do Posto Territorial de Souselo, no dia 11 de abril, identificou um homem de 31 anos por abandono de animal de companhia, no concelho de Cinfães.

Na sequência de uma denúncia de um cidadão a dar conta de que tinha encontrado um canídeo abandonado na via pública, tendo entregue o mesmo naquele Posto Territorial, os militares da Guarda apuraram que o animal vagueava na via pública após ter sido abandonado pelo seu proprietário.

O suspeito foi constituído arguido, e os factos foram remetidos ao Tribunal Judicial de Cinfães.

A Guarda Nacional Republicana recorda que o abandono de animais de companhia constitui um crime punível com pena de prisão até seis meses ou pena de multa até 60 dias.

A Guarda Nacional Republicana, através do Serviço da Proteção da Natureza e do Ambiente (SEPNA), tem como preocupação diária a proteção dos animais, apelando à denúncia de eventuais situações de maus-tratos ou abandono. Para o efeito, poderá ser utilizada a Linha SOS Ambiente e Território (808 200 520) funcionando em permanência para a denúncia de infrações ou esclarecimento de dúvidas.

Delegação da Cruz Vermelha em Oliveira do Conde reativada

A extinção e encerramento da Delegação da Cruz Vermelha de Oliveira do Conde aconteceu num contexto processual da Cruz Vermelha Portuguesa. De lá até agora, muito se tem dito e escrito, acusando-se tudo e todos, inclusive a Câmara Municipal, de inoperância e de falta de ação.

Como temos vindo a referir, desde a primeira hora, a Câmara Municipal foi sensível ao problema e foi estabelecendo contactos com a Direção Nacional da Cruz Vermelha Portuguesa. Tratando-se de um assunto demasiado importante, com cautela e acima de tudo com bom senso, sem propagandas, foi possível mostrar a importância da permanência da Cruz Vermelha no Concelho de Carregal do Sal.

Todo o trabalho desenvolvido, com rigor e empenho, pela Câmara Municipal de Carregal do Sal teve os seus frutos. Numa reunião ocorrida na Câmara Municipal, no passado dia 7 de abril, em que estiveram presentes o Presidente Nacional da Cruz Vermelha Portuguesa Dr Francisco George e a Secretária Geral Enga Susana Marques foram dados a conhecer os pressupostos do regresso da Cruz Vermelha ao nosso concelho. Será criada uma nova delegação que passará a designar-se Delegação da Cruz Vermelha do Concelho de Carregal do Sal, que ficará sediada em Oliveira do Conde.

A criação desta nova delegação obedecerá aos procedimentos internos da Cruz Vermelha Portuguesa e tem na Câmara Municipal um parceiro muito próximo no auxílio a todo esse processo.

Pensamos tratar-se de uma excelente notícia para o concelho de Carregal do Sal em geral e para a freguesia de Oliveira do Conde em particular.

O Presidente,

Rogério Mota Abrantes

Viseu: Chuva regressa amanhã, terça feira, e permanece até sexta feira

Chuva veio para ficar no Distrito de Viseu.

Segundo as previsões do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), a precipitação deverá acontecer entre terça e sexta-feira.

Amanhã, terça-feira (dia 13), a chuva regressa. As temperaturas vão subir para entre os 11 e os 18 graus.

Na quarta-feira (dia 14), a temperatura máxima descerá para os 17 graus. Na quinta-feira (dia 15), a temperatura mínima subirá para os 12 graus.

Na sexta-feira (dia 16), regressa o sol a Viseu, que terá ainda períodos de chuva fraca à tarde, de acordo com as previsões do IPMA. A temperatura máxima vai aumentar para os 20 graus. A mínima vai descer para os 11 graus.

No fim de semana, haverá períodos de céu pouco nublado em Viseu, com temperaturas entre os 8 e os 19 graus. A chuva regressa na próxima segunda-feira (dia 19).

CPCJ de Carregal do Sal com diversas iniciativas em abril

Serei o que me deres… que seja Amor”…
Despertar consciências, sensibilizar, prevenir… são palavras de ordem a reter de forma ainda mais vincada no Mês da Prevenção dos Maus Tratos na Infância – abril.
Por isso, a CPCJ de Carregal do Sal sensibiliza a comunidade para esta problemática com o recurso a diversas iniciativas:
– No Largo junto ao Julgado de Paz – a colocação de um laço azul;
– Iluminação, a cor azul, do edifício dos Paços do Concelho;
– Colocação de Tarjas no edifício dos Paços do Concelho e em todos os estabelecimentos escolares do Agrupamento de Escolas;
– No portal e facebook da Autarquia e da CPCJ – a publicação de um vídeo com mensagens elaboradas por crianças/jovens do Agrupamento de Escolas de Carregal do Sal e a exibição do filme da Comissão Nacional da Promoção dos Direitos e Proteção das Crianças e Jovens.

Carregal do Sal está neste momento com 180 casos por 100 000 habitantes

§Nos últimos 14 dias, Carregal do Sal somou 18 novos casos. A população do Concelho, como consta no sítio da Autarquia na internet, é de 10 mil habitantes. Assim, se o indicador definido pelo Governo fosse calculado, ontem, 11 de abril, para os últimos 14 dias, registar-se-ia uma incidência de 180 novos casos acumulados por 100 000 habitantes, bem acima do limite de 120 casos, mas com um redução face aos mais de 240 casos verificados na última contagem.

A terceira fase de desconfinamento em Portugal, que está a ser feita pelo Governo de forma faseada, acontece a 19 de abril, ou seja, dentro de uma semana. Contudo, os 19 concelhos que superavam o limiar de 120 casos por 100 mil habitantes poderão ver o alívio das restrições ser suspenso, pelo menos parcialmente. E há 64 municípios limítrofes que também poderão ser afetados. 

Em termos de população, se os 19 concelhos acima do limite somam um total de 391.942 residentes, segundo os dados mais recentes do INE, os 64 municípios limítrofes têm uma população de 1.350.297 habitantes.

A lista das 19 autarquias que superam os 120 casos por 100 mil residentes inclui seis concelhos onde a incidência é maior do que 240 casos.

Na lista divulgada pelo primeiro-ministro os seis concelhos neste patamar são: Carregal do Sal, Moura, Odemira, Portimão, Ribeira de Pena e Rio Maior.

Os concelhos com mais de 120 casos por 100 mil residentes nos últimos 14 dias a 31 de março são os seguintes:

Alandroal
Albufeira
Beja
Borba
Cinfães
Figueira da Foz
Figueiró dos Vinhos
Lagoa
Marinha Grande
Penela
Soure
Vila do Bispo
Vimioso

Concelhos limítrofes de municípios com 120 ou mais casos por 100 mil habitantes:

Alcobaça
Aljezur
Aljustrel
Alvaiázere
Ansião
Arouca
Azambuja
Baião
Barrancos
Boticas
Bragança
Cabeceiras de Basto
Cadaval
Caldas da Rainha
Cantanhede
Castanheira de Pêra
Castelo de Paiva
Castro Daire
Castro Verde
Condeixa-a-Nova
Cuba
Elvas
Estremoz
Ferreira do Alentejo
Ferreira do Zêzere
Lagos
Leiria
Loulé
Lousã
Macedo de Cavaleiros
Mértola
Miranda do Corvo
Miranda do Douro
Mogadouro
Monchique
Mondim de Basto
Monforte
Montemor-o-Velho
Mourão
Nelas
Oliveira do Hospital
Ourique
Penafiel
Pedrógão Grande
Pombal
Portel
Porto de Mós
Redondo
Reguengos de Monsaraz
Resende
Santa Comba Dão
Santarém
Santiago do Cacém
Serpa
Sertã
Silves
Sines
Tábua
Tondela
Vidigueira
Vila Pouca de Aguiar
Vila Real
Vila Viçosa
Viseu

Salva por um militar da GNR em Nelas

Um militar do Posto Territorial de Viseu, que se encontrava de férias, ontem, dia 9 de abril, salvou uma mulher de 56 anos que se encontrava presa no interior de um veículo que tinha caído ao Rio Mondego, no concelho de Nelas.

O militar deslocava-se na Estrada Nacional 231 quando, ao chegar à ponte sobre o Rio Mondego em Póvoa de Luzianes, constatou que o gradeamento lateral da ponte fora derrubado e que um veículo se encontrava dentro da água. De imediato, o militar da Guarda deslocou-se até à margem do rio, onde verificou que no interior do veículo se encontrava uma mulher, muito perturbada e aos gritos, a pedir socorro. Perante esta situação, o militar, sem hesitação e munido de uma corda, atirou-se à água e nadou até à viatura com o auxílio de três populares que ali se encontravam.

Quando chegou junto da viatura, o militar constatou que a mulher ainda se encontrava consciente e, com o auxílio de populares que lhe facultaram uma segunda corda, retirou-a para fora do veículo, transportando-a em segurança a nado até à margem do rio.

A mulher foi assistida no local por um médico que se encontrava de passagem naquele local, acabando por ser transportada pelos Bombeiros Voluntários de Nelas a uma unidade hospitalar para observação.

A ação do nosso militar foi providencial para que tivesse sido possível salvar uma vida humana.

Nota de Imprensa do Comando Distrital da GNR de Viseu

Covid-19.Carregal do Sal continua na zona vermelha

Os concelhos de Carregal do Sal e Penalva do Castelo estão acima do limite estipulado pelo Governo, para poderem passar à terceira fase de desconfinamento. Terão que ter um máximo de 120 casos por 100 mil habitantes, nos 14 dias anteriores.

De acordo com o balanço desta sexta-feira (9 de abril) ,da Direção-Geral da Saúde (DGS), Carregal do Sal está com uma taxa de incidência de 227 casos por 100 mil habitantes nas últimas duas semanas. Já Penalva do Castelo regista uma taxa de 126 casos. Cinfães já conseguir situar-se abaixo do limiar.

Jorge Coelho: Cortejo fúnebre de Lisboa para Mangualde

O velório de Jorge Coelho, que faleceu na quarta-feira, realizar-se-á na Basílica da Estrela, em Lisboa, esta sexta-feira. O funeral terá lugar no sábado, com uma missa, e o seu corpo ficará no jazigo de família no cemitério de Santiago de Cassurrães, no município de Mangualde. Lembramos que a autarquia decretou três dias de luto municipal.

Fonte do PS adiantou à agência Lusa que o velório na Basílica da Estrela terá lugar a partir das 19:00, e que no sábado, pelas 08:30, haverá uma missa, antes de o cortejo fúnebre seguir para Mangualde.

Jorge Paulo Sacadura Almeida Coelho, ministro nos dois governos liderados por António Guterres (1995/2002), faleceu aos 66 anos, na Figueira da Foz, vítima de ataque cardíaco fulminante.

Nelas. Queda de carro na Ponte do Mondego (EN231) provoca um ferido

Foi pelas 7h45, que o alerta foi comunicado. Estiveram envolvidos na operação de resgate 16 operacionais e sete viaturas.

O despiste de um carro provocou hoje, 9 de abril, um ferido ligeiro na nacional 231, Ponte do Mondego, que liga Nelas a Seia. O carro caiu ao rio, depois da condutora perder o controlo do mesmo.

Foi o proprietário de um restaurante, junto ao local, que deu o alerta, depois de assistir ao acidente, acabando por ir em auxílio da condutora antes das autoridades chegarem, confirmou o pai da vítima.

Distritos em aviso amarelo devido a chuva forte e trovoadas

Catorze distritos de Portugal continental estão hoje sob aviso amarelo devido à previsão de aguaceiros que poderão ser fortes e acompanhados de trovoadas, segundo o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

Os distritos de Viana do Castelo, Braga, Porto, Vila Real, Bragança, Viseu, Aveiro, Guarda, Castelo Branco, Coimbra, Santarém, Portalegre e Leiria vão estar sob aviso amarelo entre as 11:00 e as 22:00 de hoje e Lisboa entre as 12:00 de hoje e as 00:00 de sábado.

O IPMA emitiu o aviso amarelo para aqueles distritos devido à previsão de aguaceiros, localmente fortes e acompanhados de trovoadas, que poderão ser ocasionalmente de granizo, especialmente nas regiões do interior.

O aviso amarelo é emitido pelo IPMA sempre que existe risco para determinadas atividades dependentes da situação meteorológica.

O IPMA prevê para hoje no continente céu geralmente muito nublado e aguaceiros, mais frequentes a partir do meio da manhã, que poderão ser localmente fortes, acompanhados de trovoada e ocasionalmente de granizo, em especial nas regiões norte, centro e Alto Alentejo.

A previsão aponta ainda para vento fraco a moderado do quadrante sul, temporariamente moderado a forte nas terras altas até final da tarde, pequena subida da temperatura mínima e descida da máxima nas regiões norte e centro.

As temperaturas mínimas vão oscilar entre os 07 graus Celsius (em Braga e Bragança) e os 15 (em Faro) e as máximas entre os 13 graus (na Guarda) e os 23 (em Leiria).

Município de Nelas: Edil entrega 20 novos cartões sénior

O Cartão Sénior ganha cada vez mais beneficiários.
Hoje, a Câmara Municipal de Nelas, na pessoa do seu Presidente, José Borges da Silva, procedeu à entrega de mais 20 novos cartões repletos de vantagens, elevando, assim, o número de beneficiários a 600 seniores do Município, que podem usufruir de um conjunto de benefícios e descontos em cerca de 107 estabelecimentos de comércio, serviços e indústrias do Concelho de Nelas.
Este momento foi também aproveitado pelo Presidente da Câmara e pelos Técnicos da Ação Social para um breve diálogo com os Munícipes e explicar o modo de utilização do cartão, que constitui mais uma resposta social face às necessidades da população mais idosa, contribuindo para a melhoria do seu bem-estar e qualidade de vida, fomentando o desenvolvimento pessoal e social e envelhecimento ativo, constituindo-se, ainda, como uma forma de apoio no estímulo às compras de bens e serviços no comércio tradicional existente no Concelho.
O Cartão Sénior é disponibilizado a todos os residentes e/ou naturais do Concelho de Nelas, com idade igual ou superior a 66 anos, de forma totalmente gratuita.
Se ainda não aderiu ao Cartão Sénior Municipal, poderá fazê-lo junto do Balcão Único, na Loja do Cidadão da Câmara Municipal de Nelas.
Inscreva-se!

Município de Mangualde decreta três dias de luto municipal

O Município de Mangualde recebeu, com enorme pesar, a notícia do falecimento inesperado do Dr. Jorge Paulo Sacadura Almeida Coelho.

Um Mangualdense ilustre, que ocupou altos cargos em funções de Ministro e de Conselheiro de Estado da República Portuguesa, político, gestor e empresário, defensor e embaixador do concelho de Mangualde e da região interior, onde fundou a Queijaria Vale da Estrela, demonstrando o carinho e apreço pela sua cidade e pelos seus conterrâneos.

Em reconhecimento e memória post mortem o executivo municipal decreta, a partir de hoje, três dias de luto municipal, entre o dia de hoje e o dia do seu funeral, que decorrerá no dia 10 de abril.

Nestes dias a bandeira do município será colocada a meia haste no edifício do Paços do Concelho.

O Município de Mangualde endereça as mais sentidas condolências à família enlutada e aos amigos mais próximos.

 

Jorge Coelho morre de acidente de viação aos 66 anos

Ex Ministro, o Mangualdense era figura de topo do PS. Proprietário da Queijaria Vale da Estrela, situada na ZI de Mangualde, regressou às suas origens, em defesa acérrima da sua região, que vivia com grande paixão. O Queijo Serra da Estrela DOP a ele muito lhe deve nos últimos anos.

Em poucos dias, mais uma grande perda para o Distrito de Viseu, para a Beira Alta e para Portugal, depois do óbito de Almeida Henriques, edil de Viseu.

A informação está a ser avançada pela Sic Notícias.

(em atualização)

Incêndios 2017 continuam envoltos em polémica

Abusos de poder, empreitadas à margem da lei, suspeitas de fraude de apoios concedidos a que poderia não os merecer, como o nosso jornal noticiou em dezembro de 2019.
Atualmente são muitas as famílias a viverem ainda em situações quase sub-humanas. A reportagem “Investigação CM” coloca, mais uma vez a nu a situação dramática em que muitos ainda vivem, depois dos maiores incêndios de sempre na Beira Alta, que tiraram a vida a 50 pessoas. E continuam muitas suspeições de ilegalidades diversas.
Veja aqui o VÍDEO da reportagem da CMTV:

Nelas.Centro de Vacinação contra a Covid-19 muda-se para o Cineteatro

O Centro de Vacinação contra a doença Covid-19 mudar-se-á para o Cineteatro Municipal de Nelas a partir da próxima quinta-feira, dia 8 de abril, saindo do Pavilhão Desportivo Municipal de Nelas, onde se tem mantido desde meados de fevereiro, por razões decorrentes quer do início das atividades escolares, quer da abertura progressiva à atividade desportiva que vai verificar-se em breve.

O novo espaço foi devidamente adaptado ao processo de vacinação que vai decorrer nos próximos meses, tendo sido visitado hoje pelo Diretor Executivo do ACES Dão Lafões, Cabrita Grade, e pelo Presidente da Câmara, José Borges da Silva, confirmando que o mesmo reúne as melhores condições para esse efeito, quer em termos de acessibilidade e mobilidade, quer em termos energéticos, bem como pode propiciar ótimas condições aos munícipes e aos profissionais que ali vão passar a desenvolver a sua atividade.

Até ao momento foram já ministradas no Concelho de Nelas mais de 2300 vacinas, sendo mais de 500 já segundas doses, encontrando-se, pois, cerca de 18% da população vacinada ou já em processo de vacinação.

A Câmara Municipal, que continua a prestar todo o apoio logístico e de recursos humanos à operação de vacinação, continuará a disponibilizar transporte a todos os munícipes que, por qualquer razão, tenham dificuldade em se deslocar para efeito de serem vacinados, continuando a aconselhar que, por razões sanitárias, os munícipes devem, tanto quanto possível, deslocar-se em meios próprios, evitando ajuntamentos ou até a partilha de transporte com outras famílias.

Em matéria Covid-19, continua em funcionamento a Zona de Concentração de Apoio à População, instalada com cerca de 50 camas e os respetivos serviços associados na sede da Associação de Santo António/Bairro da Igreja, em Nelas, instalações que foram também disponibilizadas pela Direção daquela Associação para eventual Centro de Vacinação, situação que não veio a ocorrer por determinação das Autoridades de Saúde Pública em função das condições existentes no Cineteatro Municipal, ficando, no entanto, um agradecimento por tal disponibilização à Direção daquela Associação, agradecimento que se renova por haverem já permitido instalar um equipamento de apoio ao combate da calamidade que vimos vivendo.

A LINHA DE APOIO MUNICIPAL AO TRANSPORTE ESTÁ DISPONÍVEL ATRAVÉS DO NÚMERO 965 194 745