Detido em Nelas por cultivo de estupefacientes

O Comando Territorial de Viseu, através do Núcleo de Investigação Criminal (NIC) de Mangualde, ontem, dia 29 de julho, deteve um homem de 37 anos por cultivo de estupefacientes, no concelho de Nelas.

No âmbito de uma investigação por cultivo de estupefacientes, que decorria há cerca de um mês, foi dado cumprimento a uma busca domiciliária, que culminou na apreensão do seguinte material:

·         23 plantas de canábis;

·         63 doses de canábis;

·         Diversos objetos relacionados com a prática dos factos.

O suspeito foi constituído arguido, e os factos foram comunicados ao Tribunal Judicial de Nelas.

Câmara de Carregal do Sal atribui subsídios ao movimento associativo

O Executivo Municipal aprovou os montantes a atribuir em 2021, no âmbito do Plano de Atribuição dos Apoios às Atividades do Movimento Associativo.
Na última reunião de Câmara, realizada no dia 23 de julho, a Câmara Municipal aprovou disponibilizar 144.660,00€ às 23 coletividades concelhias que desenvolvem a sua atividade nos domínios sociais, culturais, recreativos e que apresentaram a respetiva candidatura, de acordo com Regulamento próprio.
De fora ficaram, por enquanto, as coletividades com desporto federado, cuja proposta e deliberação serão oportunamente definidas.
A atribuição destes apoios é assumida pela Câmara Municipal como uma ferramenta essencial para dignificar e garantir a continuação do trabalho desenvolvido por cada uma das coletividades em prol das comunidades em que se inserem contribuindo para a afirmação do Concelho, bem-estar e qualidade de vida dos munícipes.

Viseu: Apreendidas 216 doses de estupefacientes

O Comando Territorial de Viseu, através do Núcleo de Investigação Criminal (NIC) de Viseu, ontem, dia 27 de julho, deteve em flagrante um homem de 30 anos e uma mulher de 29 anos, por tráfico de estupefacientes, no concelho de Viseu.

No âmbito de uma ação de fiscalização rodoviária, os militares da Guarda abordaram uma viatura em que os ocupantes demonstraram um comportamento suspeito. Foram realizadas duas revistas e uma busca ao veículo, culminando na apreensão do seguinte material:

  • 148 doses de heroína;
  • 61 doses de cocaína;
  • Seis doses de haxixe;
  • Uma dose de canábis;
  • Uma viatura;
  • Uma arma branca;
  • Dois telemóveis.

Os detidos foram constituídos arguidos e serão presentes hoje, dia 28 de julho, ao Tribunal Judicial de Viseu, para aplicação das medidas de coação.

As Palavras que eu nunca te direi!”.Opinião por Rui Marques

Dizer que “à mulher de césar não basta ser séria, é preciso parecer” é ligeiramente machista… Por isso, diria que todos devemos ser sérios e tudo fazer para parecer o que se é! Depois há os que parecem o que não são, como a mulher de César, o próprio César, Alexandre o Grande ou o Luís XIV!

Com o início de mais uma campanha autárquica deparamo-nos, para já e apenas, com foguetes, tiros de artilharia, tiros de zagalote, murros, pauladas, pontapés, “bocas” e atoardas… Normal, diria! Os candidatos vão-se posicionando…

A mim interessa-me mais aquilo que se propõem fazer “Os da Câmara”!…

A subida das faturas da água e saneamento parece-me irreversível! Só falta assumir e explicar o porquê de, por exemplo, os canenses (e não só) irem pagar uma infraestrutura (ETAR) de que não usufruem, somado ao fato de ser precisamente um dos problemas prementes de Canas de Senhorim. Enfim, o esgoto continuará a correr para a Ribeira da Pantanha, a rebentar as tampas de esgoto e a entrar em caves e garagens de cidadãos que pagam saneamento!… Já agora, controle-se a qualidade da água que nos sai das torneiras, vinda de uma rede mal dimensionada, velha e de fim de linha. Se é para a pagar ao preço da água engarrafada, que seja de qualidade, ou, pelo menos, de igual qualidade à dos cidadãos de todo o Concelho!

Os Bombeiros de Canas de Senhorim, juntamente com o Estado, estão disponíveis para a criação de uma segunda EIP (Equipa de intervenção Permanente) e os candidatos a Presidente do Município?

Quantas reabilitações terá de fazer o Cine-Teatro de Nelas para Canas de Senhorim ter uma Casa da Cultura, ou um Centro Cultural, ou um pavilhão multiusos?… Vá lá, umas tábuas em cima de uns bidons a servir de palco e bancos feitos com grades de cerveja?!

Quantas mais vezes vão reparar e alcatroar rua com duas vias em cada sentido, passeios, iluminação, separador central e, futuramente, ciclovia até que borrifem com alcatrão (só um cheirinho) as principais ruas de Canas?

Terão coragem de fazer mais alguma requalificação urbana em Nelas, mantendo a Rua do Paço ou o Rossio de baixo (só para dar dois exemplos) naquele estado deplorável?

Deve haver concursos para projetos no âmbito do PRR para um campo de relva artificial, requalificação de parques, jardins e luminárias, protocolos com as associações locais, IC12 e outras IC’s e IP’s… Enfim, coisas!

Mas não é tudo mau!…

Meio cemitério está feito, independentemente de não ser a melhor opção, nem a mais desejada pela maioria dos canenses, metade já está feito!

A ETAR da Ribeirinha também vai… Não vai é, de momento, servir para grande coisa! Depois de ligada à rede de saneamento, juntamente com um redimensionamento dessa mesma rede vai ficar TOP!…

A Rua (ou estrada?!?) da Boiça já falta pouco… Com mais curva ou menos curva, um projeto feito com uma lasca de tijolo e com a destreza de um homem a reunir vontades, temos Rua (ou estrada)!

Nestes tempos modernos onde a tecnologia consegue, a partir do lixo, novas matérias-primas, estranho o quase silêncio sobre a compra por parte de duas empresas, constituídas a poucos meses num escritório de advogados perto de si, das antigas instalações da CPFE!… As coisas boas são para se saber!

Bem sei, que muitos de nós quando votamos para os órgãos municipais, nos sentimos como um condenado à morte por decapitação: temos apenas o direito a escolher o carrasco que melhor afia a lâmina do machado! No entanto, de um já conhecemos o “corte”!

Falem-nos de coisas úteis: propostas, projetos, ideias por mais utópicas que sejam e não, simplesmente discutir quem a tem maior, sempre com a faca em punho pronta para cortar a do adversário!

@cingab2021

“Segue o teu destino…
Rega as tuas plantas;
Ama as tuas rosas.
O resto é a sombra
de árvores alheias”

Fernando Pessoa

Detido por tráfico de droga

O Comando Territorial de Viseu, através do Núcleo de Investigação Criminal (NIC) de Santa Comba Dão, ontem, dia 21 de julho, deteve um homem de 35 anos por tráfico de estupefacientes, no concelho de Tondela.

No âmbito de uma investigação que decorria há cerca de um mês, por tráfico e cultivo de estupefacientes, os militares da Guarda efetuaram várias diligências policiais que culminaram na realização de uma busca domiciliária, tendo sido apreendido diverso material, destacando-se:

·         Quatro plantas de canábis;

·         Três frascos de fertilizante.

O detido foi constituído arguido, e os factos foram remetidos ao Tribunal Judicial de Tondela.

Esta operação contou com o reforço do Destacamento de Intervenção (DI) de Viseu.

 

Município de Mangualde promove Programa de Voluntariado Jovem para a Natureza e Florestas

Sob o lema “A prevenção cabe a cada um de nós! Estás disposto a fazer a vigilância do teu futuro?”, o Município de Mangualde promove, uma vez mais, o Programa Voluntariado Jovem para a Natureza e Florestas para o Posto de Vigia na Torre da Igreja da Nossa Senhora Castelo, que decorrerá de 2 de agosto a 1 de setembro.

período de inscrições para jovens voluntários no âmbito do Programa Voluntariado Jovem para a Natureza e Florestas para o Posto de Vigia na Torre da Igreja da Nossa Senhora Castelo, decorrerá até dia 31 de julho.

INSCRIÇÕES

Quem pretender participar nestas atividades de voluntariado deverá registar-se na plataforma do Instituto Português do Desporto e dos Jovens: https://programasjuventude.ipdj.gov.pt/. Ao fazer este registo deverá preencher os dados de perfil. Após completar os dois passos, deverá fazer o login, verificar na área pessoal quais os projetos disponíveis e realizar a inscrição.

A Linha da Juventude (800 203 050) ou os Serviços do Gabinete Técnico florestal (232 619 895) estão disponíveis para esclarecer as dúvidas que possam surgir.

As ações de vigilância de espaços rurais têm cada vez mais importância na efetiva redução do número de ocorrências de incêndios florestais. Desta forma, estes projetos visam assegurar a deteção imediata de um foco de ignição, a sua localização e a rápida comunicação da ocorrência às entidades responsáveis pela primeira intervenção.

“Mercadinho de Produtos Agrícolas” em Nelas beneficia mais 21 famílias

Na sequência de mais um “Mercadinho de Produtos Agrícolas” realizado no passado domingo, dia 18 de junho, nas antigas instalações da Federação dos Vitivinicultores do Dão, novamente com grande êxito, os Serviços Sociais da Câmara Municipal de Nelas deram continuidade à distribuição de fruta e produtos hortícolas pelas famílias mais carenciadas do Concelho de Nelas.
Nesta semana foram beneficiadas mais 21 famílias carenciadas, referenciadas no Serviço Municipal de Apoio à Economia Social da Câmara Municipal (com o apoio das Juntas de Freguesia), abrangendo 64 pessoas no total, residentes nas localidades de Nelas, Canas de Senhorim, Lapa do Lobo, Carvalhal Redondo, Senhorim e Santar, que receberam os 21 cabazes com diversificados produtos hortícolas e fruta.
Desde o começo desta iniciativa em 24 de maio de 2020, os Serviços Sociais da Câmara Municipal de Nelas já entregaram um total de 843 cabazes às famílias mais carenciadas do Concelho.
Na próxima semana, prosseguirá a distribuição de mais produtos hortícolas e fruta por outras famílias referenciadas nos Serviços Sociais, de acordo também com as indicações fornecidas pelas Juntas de Freguesia, como se referiu.

Secretário de Estado visita BUPi em Nelas

Em funcionamento no Município de Nelas desde o passado dia 28 de junho de 2021, o Balcão Único do Prédio (BUPi) foi, visitado pelo Secretário de Estado da Conservação da Natureza, das Florestas e do Desenvolvimento Rural, João Catarino, e pelo Diretor Executivo da CIM Viseu Dão Lafões, Nuno Martinho, tendo sido acompanhados nessa visita pelo Presidente da Câmara Municipal de Nelas, José Borges da Silva.
O BUPi no Município de Nelas, é um espaço destinado à realização da Representação Gráfica e Georreferenciada (RGG) dos prédios, com a identificação dos seus titulares, no âmbito do cadastro predial simplificado.
Para esse efeito, a Câmara Municipal de Nelas disponibilizou uma sala no Edifício Multiusos para atendimento ao público, sendo que, devido à pandemia da Covid-19, é dada prioridade ao atendimento por agendamento.
Para agendar o atendimento, os interessados devem contactar:
232 941 300.

Detido por posse ilegal de armas e munições

O Comando Territorial de Viseu, através do Núcleo de Investigação Criminal (NIC) de Moimenta da Beira, ontem, dia 19 de julho, deteve um homem de 50 anos por posse ilegal de armas e munições, no concelho de Tabuaço.

No âmbito de uma denúncia que o suspeito teria, ilegalmente, diversas armas em casa, os militares da Guarda desenvolveram diligências policiais que culminaram numa busca domiciliária, tendo sido apreendido o seguinte material:

·         Três espingardas de caça com lanternas e lasers acoplados;

·         Duas carabinas (uma com silenciador);

·          Duas pistolas;

·         Oito carregadores;

·         Três velas de pólvora seca com cordão detonante;

·         Quatro detonadores;

·         Duas cartucheiras;

·         Três coldres;

·         5,5 metros de cordão detonante;

·         207 cartuchos;

·         179 munições de diversos calibres.

O detido foi constituído arguido, e os factos foram remetidos ao Tribunal Judicial de Moimenta da Beira.

GNR:Balanço de ações contra a criminalidade

A Guarda Nacional Republicana, para além da sua atividade operacional diária, levou a efeito um conjunto de operações, em todo o território nacional, entre os dias 9 e 15 de julho, que visaram, não só, a prevenção e o combate à criminalidade e à sinistralidade rodoviária, como também a fiscalização de diversas matérias de âmbito contraordenacional, registando-se os seguintes dados operacionais.

  1. Detenções390 detidos em flagrante delito, destacando-se:
  • 163 por condução sob o efeito do álcool;
  • 86 por condução sem habilitação legal;
  • 44 por tráfico de estupefacientes;
  • 15 por furto e roubo;
  • 13 por posse ilegal de armas e arma proibida;
  • Sete por violência doméstica;
  • Um por incêndio florestal.

  1. Apreensões:
  • 61 779 doses de haxixe;
  • 950 doses de liamba;
  • 646 doses de cocaína;
  • 341 doses de heroína;
  • 202 pés de canábis;
  • 24 armas de fogo;
  • 24 armas brancas ou proibidas;
  • Dez veículos.

  1. Trânsito:

Fiscalização6 773 infrações detetadas, destacando-se:

  • 2 539 excessos de velocidade;
  • 1 669 por falta ou incorreta utilização do cinto de segurança e/ou sistema de retenção para crianças;
  • 591 por falta de inspeção periódica obrigatória;
  • 479 por condução com taxa de álcool no sangue superior ao permitido por lei;
  • 321 relacionadas com anomalias nos sistemas de iluminação e sinalização;
  • 238 por uso indevido do telemóvel no exercício da condução;
  • 196 por falta de seguro de responsabilidade civil;
  • 177 relacionadas com tacógrafos.

MAAVIM: “Já passou tempo demais para não se apresentarem as contas”

A MAAVIM, na defesa dos lesados dos Incêndios de Outubro de 2017, continua a reivindicar ajudas aos seus lesados e à população afetada.

E porque estamos em tempos de crise e de clarificar muito do que se tem passado, não compreendemos porque passados 45 meses ainda tanto está por fazer.

Em Outubro de 2017, a área afetada, muito superior à de Pedrogão em 2017, não teve um critério de igualdade em apoios e ajudas.

Continuamos com um território devastado e que não foi objeto das promessas dos governantes.

Relembramos este mês os números anunciados pelos vários Ministérios e pelas várias entidades governamentais e autárquicas, mas que não são divulgados:

Até hoje nunca ninguém disse para onde foram os mais de 60 milhões que a CCDR-C diz ter aplicado no terreno. Será isso porque existem habitações que ficaram em mais de 300000€??

Porque será que ainda existem muitas habitações sem licença de utilização, com as famílias lá a habitar? Qual será o problema legal? Os empreiteiros já receberam?

Porque ainda existem dezenas de famílias sem habitação, 4 verões após Outubro de 2017???

Na Agricultura não sabemos quanto o Estado realmente pagou, porque desde 2019 que nunca mais se soube o paradeiro dos mais de 60 milhões que o Ministro da Agricultura na altura divulgou?

Quem os recebeu? Afinal o que foi feito?

Na área da Floresta quantas toneladas de madeira queimada foram compradas nos parques de recolha? E quais os projetos apoiados, com os mais de 100 milhões vindos da UE, que sofreram com os Incêndios, foram apoiados?

Na Industria, além das empresas que nunca tiveram apoio, quantos milhões ainda faltam pagar?

Urge explicar ao povo português e á União Europeia saber o que aconteceu a tantos milhões e explicar porque milhares de pessoas e empresas na região nunca nada receberam ou não receberam o prometido.

Já passou tempo demais para não se apresentarem as contas.

Continuamos Abandonados.

Proteção Civil alerta para perigo de incêndio rural

TEMPO QUENTE E SECO – PERIGO DE INCÊNDIO RURAL – MEDIDAS PREVENTIVAS

1. SITUAÇÃO

De acordo com a informação disponibilizada pelo Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), para as próximas 48 horas, prevê-se tempo quente e seco, com condições favoráveis ao incremento do risco de incêndio rural, destacando-se os seguintes aspetos:

  • −  Humidade relativa do ar com valores baixos, em especial no interior Norte e Centro e na região Sul, sem recuperação noturna;
  • −  Subida gradual das temperaturas com máximas que podem atingir os 41oC no interior Sul e no vale do Tejo. Noites tropicais em grande parte do território.
  • −  Vento a predominar do quadrante leste nas terras altas, sendo moderado a forte até final da manhã e a partir do final da tarde.
  • −  Aumento gradual do risco de incêndio em especial no Norte e Centro, até dia 17 de julho.

    Informação meteorológica mais detalhada em: www.ipma.pt

2. EFEITOS EXPECTÁVEIS

Esperam-se condições favoráveis à eventual ocorrência e propagação de incêndios rurais.

3. MEDIDAS PREVENTIVAS
A Autoridade Nacional de Emergência de Proteção Civil recorda que durante o PERÍODO CRÍTICO (01 de julho a 30 setembro) é:

  • −  PROIBIDO fazer Queimadas Extensivas SEM AUTORIZAÇÃO. Informe-se na sua câmara municipal ou pelo 808 200 520.
  • −  PROIBIDO fazer Queima de Amontoados SEM COMUNICAÇÃO PRÉVIA/AUTORIZAÇÃO. Informe-se na sua câmara municipal ou pelo 808 200 520.
  • −  PROIBIDO utilizar fogareiros e grelhadores em todo o espaço rural salvo se, usados fora das zonas críticas e nos locais devidamente autorizados, para o efeito.
  • −  PROIBIDO fumar ou fazer qualquer tipo de lume nos espaços florestais.
  • −  PROIBIDO lançar balões de mecha acesa e foguetes. O uso de fogo-de-artifício só é

    permitido com autorização da câmara municipal.

  • −  PROIBIDO fumigar ou desinfestar apiários exceto se os fumigadores tiverem dispositivos de retenção de faúlhas.
  • −  PROIBIDO usar motorroçadoras (exceto se possuírem fio de nylon), corta-matos e destroçadores nos dias de Risco Máximo. Evite o uso de grades de discos.
  • −  OBRIGATÓRIO usar dispositivos de retenção de faíscas e de tapa-chamas nos tubos de escape e chaminés das máquinas de combustão interna e externa nos veículos de transporte pesados e 1 ou 2 extintores de 6 Kg, consoante o peso máximo seja inferior ou superior a 10 toneladas.

    Acompanhe a evolução do perigo de incêndio para os próximos dias, disponível nos sítios da internet da ANEPC, do IPMA e do ICNF, ou junto dos Serviços Municipais de Proteção Civil e dos Corpos de Bombeiros.

“Mercadinho de Produtos Agrícolas” em Nelas apoiou mais 18 famílias

Na sequência de mais um “Mercadinho de Produtos Agrícolas” realizado no passado domingo, dia 11 de julho, nas antigas instalações da Federação dos Vitivinicultores do Dão, novamente com grande êxito, os Serviços Sociais da Câmara Municipal de Nelas deram continuidade à distribuição de fruta e produtos hortícolas pelas famílias mais carenciadas do Concelho de Nelas.
Nesta semana foram beneficiadas mais 18 famílias carenciadas, referenciadas no Serviço Municipal de Apoio à Economia Social da Câmara Municipal (com o apoio das Juntas de Freguesia), abrangendo 65 pessoas no total, residentes nas localidades de Nelas, Canas de Senhorim, Santar, Carvalhal Redondo e Lapa do Lobo, que receberam os 18 cabazes com diversificados produtos hortícolas e fruta.
Desde o começo desta iniciativa em 24 de maio de 2020, os Serviços Sociais da Câmara Municipal de Nelas já entregaram um total de 822 cabazes às famílias mais carenciadas do Concelho.
Na próxima semana, prosseguirá a distribuição de mais produtos hortícolas e fruta por outras famílias referenciadas nos Serviços Sociais, de acordo também com as indicações fornecidas pelas Juntas de Freguesia, como se referiu.
CM de Nelas

Detido pelo crime de violência doméstica

O Comando Territorial de Viseu, através do Posto Territorial de Resende, ontem, dia 13 de julho, deteve um homem de 36 anos, pelo crime de violência doméstica, no concelho de Resende.

No decorrer de uma ação de patrulhamento no dia 8 de julho, os militares da Guarda detiveram o suspeito na sequência de um episódio violento em que o homem se encontrava a agredir e a ameaçar com uma arma branca os seus pais, ambos com 59 anos. O detido foi presente ao Tribunal Judicial de Lamego, tendo-lhe sido aplicada como medida de coação afastamento e proibição de contacto com as vítimas.

No seguimento, e perante o incumprimento da medida de coação, o agressor no dia 10 de julho, foi novamente detido por violência doméstica uma vez que começou a injuriar e ameaçar de morte os seus progenitores no momento em que os visualizou.

No dia 12 de julho foi dado cumprimento a um mandado de detenção, tendo o detido sido presente no dia 13 de julho, ao Tribunal Judicial de Lamego, tendo-lhe sido aplicada a medida de coação de prisão preventiva.

Carregal do Sal em risco máximo de incêndio

Vinte e sete concelhos dos distritos de Faro, Santarém, Portalegre, Viseu, Coimbra e Castelo Branco apresentam esta quarta-feira um risco máximo de incêndio, segundo o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

Em risco máximo de incêndio estão os concelhos de Portimão, Monchique, Loulé, São Brás de Alportel e Tavira (Faro), Portalegre, Marvão, Castelo de Vide, Nisa e Gavião (Portalegre), Vila Velha de Ródão, Castelo Branco, Fundão, Proença-a-Nova, Sertã e Vila de Rei (Castelo Branco). Também os concelhos de Mação, Sardoal, Tomar, Sardoal, Ferreira do Zêzere, Abrantes, Vila Nova da Barquinha, Constância e Chamusca (Santarém), Oliveira do Hospital (Coimbra) e Carregal do Sal (Viseu) estão hoje em risco máximo de incêndio.

O IPMA colocou também vários concelhos de todos os distritos do continente (18) em risco muito elevado e elevado de incêndio. O risco de incêndio vai manter-se elevado em algumas regiões do continente pelo menos até domingo. Este risco de incêndio determinado pelo IPMA tem cinco níveis, que vão de reduzido a máximo. Os cálculos são obtidos a partir da temperatura do ar, humidade relativa, velocidade do vento e quantidade de precipitação nas últimas 24 horas.

O IPMA prevê para esta quarta-feira no continente céu pouco nublado ou limpo, temporariamente com períodos de maior nebulosidade em alguns locais, do litoral Centro até início da manhã e da costa sul do Algarve durante a tarde. Está também previsto vento fraco a moderado do quadrante norte, sendo do quadrante sul na costa sul do Algarve durante a tarde, por vezes forte e com rajadas até 60 quilómetros por hora, na faixa costeira a norte do Cabo Espichel, em especial durante a tarde, e nas terras altas do Norte e Centro até meio da manhã.

A previsão aponta ainda para uma pequena subida da temperatura mínima, em especial no interior, e subida da máxima, sendo acentuada em alguns locais do litoral Norte e Centro, e pequena descida da temperatura máxima no sotavento algarvio. As temperaturas mínimas vão oscilar entre os 12 graus Celsius (em Bragança, Leiria e Coimbra) e os 19 (em Portalegre e Faro) e as máximas entre os 26 (na Guarda, Porto e Aveiro) e os 37 (em Santarém).

Todos os distritos de Portugal continental e o arquipélago da Madeira apresentam esta quarta-feira um risco muito elevado de exposição à radiação ultravioleta (UV), segundo o IPMA. No arquipélago dos Açores, as ilhas Terceira, Faial, Flores e São Miguel apresentam risco elevado de exposição à radiação UV. Para as regiões com risco muito elevado, o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) aconselha a utilização de óculos de sol com filtro UV, chapéu, ‘t-shirt’, guarda-sol, protetor solar e evitar a exposição das crianças ao sol.

Lusa

Balanço da campanha “Taxa Zero ao Volante”

A Campanha de Segurança Rodoviária “Taxa Zero ao Volante” da responsabilidade da Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária (ANSR), da Guarda Nacional Republicana (GNR) e da Polícia de Segurança Pública (PSP), decorreu nos dias 6 a 12 de julho e teve como objetivo alertar os condutores e todos os ocupantes dos veículos para os riscos da condução sob a influência do álcool.

Inserida no Plano Nacional de Fiscalização de 2021, a campanha foi divulgada nos meios digitais e através de cinco ações de sensibilização da ANSR, realizadas em simultâneo com as operações de fiscalização realizadas pela GNR pela PSP, em Lisboa, Bragança, Vila Real, Gouveia e Setúbal.

Na campanha foram sensibilizados 365 condutores e passageiros a quem foram transmitidas as seguintes mensagens:

  • Com uma taxa de álcool no sangue de 0,5 g/l o risco de sofrer um acidente mortal duplica;
  • Os acidentes que decorrem da condução sob a influência do álcool são particularmente graves;
  • Conduzir sob a influência do álcool causa perturbações ao nível cognitivo e do processamento de informação, o que acarreta, entre outros efeitos, uma menor capacidade e rapidez de decisão, aumento do tempo de reação, diminuição do campo visual (visão em túnel) e descoordenação de movimentos.

Durante as operações das Forças de Segurança, realizadas entre os dias 6 e 12 de julho, foram fiscalizados 55.264 veículos, tendo sido registado um total de 14.341 infrações, das quais 622 relativas à condução sob o efeito do álcool.

  Número de veículos fiscalizados Total de Infrações Infrações por condução sob a influência do álcool
GNR 32981 8605 537
PSP (22283), dos quais (18438) em território continental (5736), das quais (4853) em território continental (85), das quais (77) em território continental
Total Continental 55264 14341 622

No período da campanha, de 6 a 12 de julho, registou-se um total de 2195 acidentes, de que resultaram 9 vítimas mortais, 53 feridos graves e 756 feridos leves. Relativamente ao período homólogo de 2020, verificaram-se menos 92 acidentes, menos uma vítima mortal, mais sete feridos graves e mais nove feridos leves.

Esta campanha, simultaneamente implementada a nível nacional por todas as entidades envolvidas, foi mais um passo para o envolvimento dos condutores no desígnio de tornar a segurança rodoviária uma responsabilidade de todos.

Preço dos combustíveis em máximos de 10 anos motiva manifestações

Centenas de pessoas manifestaram-se ontem,11 de julho, em Portugal, contra o preço dos combustíveis, com a organização a considerar a situação “insuportável e insustentável” para o país e a exigir uma redução dos valores.

Na convocatória divulgada na rede social Instagram e no comunicado enviado à comunicação social, os organizadores lembraram que os preços dos combustíveis dispararam para o valor “mais elevado dos últimos 10 anos” num ano “especialmente difícil para as famílias portuguesas”.

“Portugal está no top 5 dos países com os combustíveis mais caros, sendo que 60% do valor que pagamos por cada litro se deve à carga fiscal portuguesa”, referem, sublinhando que Portugal “está entre os seis países da União Europeia com o salário médio mais baixo”.

Gritando palavras de ordem como “o Estado que mente põe a gente doente”, “nós só queremos os impostos a baixar”, “a gasolina está cara”, “chega de valores abusivos”, “isto é um assalto” ou “Governo baixa o gasóleo”, os manifestantes saíram da Praça do Saldanha até ao Marquês de Pombal e desceram a Avenida da Liberdade, em direção ao Rossio.

À partida, marcada para as 1 horas, eram cerca de 200 as pessoas que se encontravam no Saldanha, constatou a agência Lusa no local.

Uma faixa cor de vinho, em que se lia “Não há gota para esta palhaçada”, encabeçava a coluna de manifestantes a pé, seguida por outros tantos que se faziam transportar de mota, acompanhados de perto pela PSP. À sua frente, o camião negro da organização, que entoava as palavras de ordem repetidas pelos manifestantes, agitava bandeiras, entre as quais do Movimento Cumprir Portugal.

Em declarações à agência Lusa quando a comitiva passava no Marquês de Pombal, Tomé Cardoso, da organização, explicou que a manifestação estava a “decorrer muito bem”, tendo uma “grande adesão”.

O representante frisou que os manifestantes protestam contra os elevados preços dos combustíveis, salientando que não vão parar até terem uma resposta do Governo. “Não vamos parar até baixarem os combustíveis. Vamos estar na rua daqui a 15 dias se não tivermos resposta e nos 15 dias seguintes, sempre aos domingos”, frisou.

Tomé Cardoso adiantou à Lusa não ter dados sobre os protestos no Porto, que decorrem ao mesmo tempo, salientando que durante a manhã, em Faro, houve perto de duas centenas de pessoas a manifestar-se.

Centro Notícias com Lusa

GNR: Balanço da atividade de combate à criminalidade

A Guarda Nacional Republicana, para além da sua atividade operacional diária, levou a efeito um conjunto de operações, em todo o território nacional, entre os dias 2 e 8 de julho, que visaram, não só, a prevenção e o combate à criminalidade e à sinistralidade rodoviária, como também a fiscalização de diversas matérias de âmbito contraordenacional, registando-se os seguintes dados operacionais:

  1. Detenções311 detidos em flagrante delito, destacando-se:
  • 119 por condução sob o efeito do álcool;
  • 82 por condução sem habilitação legal;
  • 22 por tráfico de estupefacientes;
  • 21 por furto e roubo;
  • 12 por posse ilegal de armas e arma proibida;
  • Três por incêndio florestal;
  • Três por violência doméstica.

Apreensões:

  • 569 plantas de canábis;
  • 23 armas brancas ou proibidas;
  • 18 armas de fogo;
  • 32 munições;
  • 40 armadilhas.
  1. Trânsito:

Fiscalização7 526 infrações detetadas, destacando-se:

  • 2 407 excessos de velocidade;
  • 332 por falta ou incorreta utilização do cinto de segurança e/ou sistema de retenção para crianças;
  • 626 por falta de inspeção periódica obrigatória;
  • 232 relacionadas com anomalias nos sistemas de iluminação e sinalização;
  • 368 por condução com taxa de álcool no sangue superior ao permitido por lei;
  • 242 por uso indevido do telemóvel no exercício da condução;
  • 186 por falta de seguro de responsabilidade civil;
  • 99 relacionadas com tacógrafos.

Temperaturas sobem.Risco de incêndio rural aumenta

PERIGO DE INCÊNDIO RURAL – MEDIDAS PREVENTIVAS

1. SITUAÇÃO

De acordo com a informação disponibilizada pelo Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), prevê-se um agravamento das condições favoráveis ao incremento do risco de incêndios, devido ao tempo quente e seco, sendo de destacar os seguintes aspetos para as próximas 72 horas:

  • −  Subida da temperatura máxima, com maior incidência nas regiões do Alentejo, Algarve e interior Centro, estendendo-se ao interior Norte;
  • −  Humidade relativa do ar com valores baixos na generalidade do território, sem recuperação noturna;
  • −  Vento intenso nas terras altas, soprando por vezes forte;
  • −  Condições meteorológicas propícias a ocorrências de comportamento errático dos

    incêndios, em especial nas regiões do Alentejo e Algarve.

    Informação meteorológica em: www.ipma.pt

2. EFEITOS EXPECTÁVEIS

Considerando a previsão meteorológica, esperam-se condições favoráveis à eventual ocorrência e propagação de incêndios rurais em especial nas regiões do Algarve, Alentejo, Centro interior, estendendo-se posteriormente ao interior Norte do país.

3. MEDIDAS PREVENTIVAS
A Autoridade Nacional de Emergência de Proteção Civil recorda que durante o PERÍODO CRÍTICO (01 de julho a 30 setembro) é:

  • −  PROIBIDO fazer Queimadas Extensivas SEM AUTORIZAÇÃO. Informe-se na sua câmara municipal ou pelo 808 200 520.
  • −  PROIBIDO fazer Queima de Amontoados SEM COMUNICAÇÃO PRÉVIA/AUTORIZAÇÃO. Informe-se na sua câmara municipal ou pelo 808 200 520.
  • −  PROIBIDO utilizar fogareiros e grelhadores em todo o espaço rural salvo se, usados fora das zonas críticas e nos locais devidamente autorizados, para o efeito.
  • −  PROIBIDO fumar ou fazer qualquer tipo de lume nos espaços florestais.
  • −  PROIBIDO lançar balões de mecha acesa e foguetes. O uso de fogo-de-artifício só é permitido com autorização da câmara municipal.
  • −  PROIBIDO fumigar ou desinfestar apiários exceto se os fumigadores tiverem dispositivos de retenção de faúlhas.
  • −  PROIBIDO usar motorroçadoras (exceto se possuírem fio de nylon), corta-matos e destroçadores nos dias de Risco Máximo. Evite o uso de grades de discos.
  • −  OBRIGATÓRIO usar dispositivos de retenção de faíscas e de tapa-chamas nos tubos de escape e chaminés das máquinas de combustão interna e externa nos veículos de transporte pesados e 1 ou 2 extintores de 6 Kg, consoante o peso máximo seja inferior ou superior a 10 toneladas.

    Acompanhe a evolução do perigo de incêndio para os próximos dias, disponível nos sítios da internet da ANEPC, do IPMA e do ICNF, ou junto dos Serviços Municipais de Proteção Civil e dos Corpos de Bombeiros.

Este portal utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização Saiba mais sobre privacidade e cookies