Ministro da Economia em Nelas no Seminário de Empreededorismo. Visita a empresas na agenda

A Câmara Municipal de Nelas promove no próximo dia 3 de maio, terça feira, pelas 15h00, no Auditório do Edifício Multiusos,o 3º Seminário de Empreendedorismo- Investimento, Formação e Criação de Emprego com a presença do Ministro da Economia, Manuel Caldeira Cabral, empresários do Concelho, IEFP e empreendedores, entre as demais.

O Seminário apresenta, a todos os interessados, casos de sucesso, resultados e oportunidades em matéria de empreendedorismo, com o objetivo de conseguir demonstrar que os vetores da determinação, da inovação e do trabalho em rede são ingredientes para o sucesso empresarial e, consequente para o desenvolvimento desta região.

Serão transmitidas estratégias para o Desenvolvimento Regional do Instituto de Emprego e Formação Profissional, pelo Delegado Regional, e da Comunidade Intermunicipal Viseu Dão Lafões, pelo Secretário Executivo. Mário Mouraz, CEO do Climber Hotel oriundo de Canas de Senhorim, irá falar sobre a sua experiência pessoal como exemplo de empreendedorismo quando criou a sua Startup no âmbito do Projeto Startup Lisboa.

Evidenciando a diversidade do Ecossistema Económico Industrial de Nelas, assim como exemplos de Estratégias bem sucedidas de crescimento empresarial, apresentam-se testemunhos de Nelas para a Região, para o país e para o mundo, pelas empresas Borgstena, Movecho, Faurecia, QBeiras e Officeland.

No último Painel, serão assinados dois importantes Compromissos: “Formação Profissional & Empregabilidade”, entre o IEFP e a Câmara Municipal de Nelas, e “Inovação da Investigação Aplicada”, entre o Instituto Politécnico de Viseu e a Câmara Municipal de Nelas, peças fundamentais para a Estratégia de Desenvolvimento Económico Industrial de Nelas, que será apresentada pelo Presidente da Câmara, José Borges da Silva, sendo a Sessão encerrada por Manuel Caldeira Cabral, Ministro da Economia.

Do programa do 3ºSeminário faz ainda parte a visita do Ministro da Economia, Manuel Caldeira Cabral, às instalações de três empresas de sucesso instaladas no Concelho de Nelas, nomeadamente Borgstena Têxtil, Movecho e Faurecia, na parte da manhã.

Convite_geral

Viseu. O tuk tuk chegou à cidade

A VISTUK apresentou ontem, pelas 17h30, no Largo Pintor Gata, em Viseu, um novo serviço de transporte urbano, o “Tuk Tuk”.

Imagem1

De acordo com a empresa através deste serviço, “Viseu ganha uma nova forma de ser descoberta”.

“Uma maneira diferente dos viseenses e todos os que visitam Viseu, terem a oportunidade de conhecer a cultura e gastronomia da nossa região”, explicam.

Durante o evento, a VISTUK apresentou a sua proposta de circuitos turísticos e “batizou” o primeiro veículo “Tuk Tuk” a circular em Viseu.

A iniciativa contou com alguns parceiros que disponibilizaram petiscos e vinhos em virtude da VISTUK pretender ser um “elo de ligação” entre os diversos setores turísticos da cidade.

Casas do Lupo em destaque na VISÃO

A conceituada revista generalista Visão, dedica uma reportagem à unidade de alojamento local Lapense, Casas do Lupo, que, inspirando-se na tradição, “manteve a alma das Beiras”. Aquele que já classificámos como um pequeno hotel de charme,vê dado relevo a história do local, tradições, arquitetura, e à sua personalidade própria :

“Na pequena aldeia de Lapa do Lobo, era no Terreiro dos Antunes que antigamente se encontravam os senhores a jogar à malha e as senhoras a fazer renda nas soleiras das portas. Hoje continua a ser aqui que as gentes se juntam à conversa e é onde ainda se coze o pão no forno comunitário desta terra com pouco mais de mil e duzentos habitantes. Foi também no terreiro que nasceram, há dois anos, as Casas do Lupo.

As quatro casas de granito, outrora ao abandono, levam o nome de quem lá morava: Laurita, Nascimenta,  Cintinha e Ester. Nenhum tem ligação a Carlos Cunha Torres, responsável pelo projeto turístico, mas era nesta aldeia que o empresário passava as férias em casa da avó. “Não gostava de ver aquelas casas a cair”,  conta-nos. Recuperadas pelo arquiteto João Laplaine Guimarães, que respeitou a traça “de cariz popular”, possuem oito quartos no núcleo principal (formado por três casas) e outros três na Casa da Ester, a única que está separada uns metros das outras e tem uma loja onde se vende artesanato da região, vinhos do Dão e queijo da Serra, naturalmente.

Cada quarto é distinto e com personalidade própria. A decoração “portuguesa, clássica, com elementos de contemporaneidade” oscila entre as antigas cômodas de madeira e granito, as camas de ferro e o mobiliário vintage. Os nomes dos quartos antecipam parte dos encantos que nele se podem descobrir.  Como das Galinhas, com uma janela virada para o pátio da vizinha onde existe um galinheiro e de onde se ouve o galo a cantar pela manhã. Ou da Bela Vista, de onde se observa a Serra da Estrela. Ou o da Escada Redonda, com escada que dá acesso à piscina. Nos dias frios, os hóspedes conversam junto à lareira da sala comum, tomam um copo no bar (de vinho do Dão, pois) e nos dias quentes é a piscina exterior que se vão deixar de estar.

Depois de uma noite bem dormida e de energias recuperadas ao pequeno-almoço (com queijos e sumos de fruta das árvores da região),peça uma bicicleta (disponível gratuitamente) e parta à descoberta do património da aldeia: a dois miradouros, um  imenso carvalhal, um moinho do século XVII recuperado e muito mais para descobrir. A vila de Nelas está a oito quilómetros e, se tiver pernas para isto, também pode pedalar até lá. A pedido, organizam-se provas nas vinhas do Dão, com acompanhamento de uma enóloga. São casas portuguesas, com certeza. E nem falta o “pão e vinho sobre a mesa” como cantava Amália”.Casas do Lupo quarto

Red Dot Award: Product Design 2016 atribuído à peça Spherical da Movecho

Cadeira portuguesa da empresa Nelense vence prestigiado prémio internacional de design

A cadeira SPHERICAL desenvolvida e produzida pela empresa portuguesa MOVECHO foi distinguida com o Red Dot Award: Product Design 2016. Atribuído pela elevada qualidade do design este galardão vem premiar o significativo investimento em Investigação & Desenvolvimento levado a cabo pela MOVECHO e a sua aposta em criar peças de mobiliário de design únicas.

As soluções vencedoras deste concurso ficam expostas no conceituado Museu de Design do Red Dot (Design Zentrum Nordrhein Westfalen), na cidade alemã de Essen.

SPHERICAL RD

O prémio

Os Red Dot Awards são um dos mais prestigiados prémios internacionais de design sendo considerados os “óscares” da área. Organizado pelo Design Zentrum Nordrhein Westfalen em Essen, Alemanha, desde 1955, a edição deste ano contou com participantes de 57 países e cerca de 5,200 produtos foram submetidos ao escrutínio do júri. Este é composto por um painel independente de 41 profissionais entre designers, professores e jornalistas da especialidade que avalia as peças levadas a concurso de acordo com critérios como o nível de inovação, a qualidade formal, a funcionalidade e a compatibilidade ecológica.

A SPHERICAL

A cadeira SPHERICAL produzida pela MOVECHO contou com a assinatura do arquiteto Miguel Arruda num design inspirado pela sua obra Escultura Habitável erigida em 2010.

Uma peça que homenageia a cortiça no seu potencial de versatilidade e conforto. Pelas suas qualidades únicas, leve e simultaneamente resistente, bem como pelas suas características de produto cem por cento natural, reciclável e reutilizável a cortiça foi o material eleito para criar esta peça MOVECHO de design exclusivo e não convencional agora reconhecida a nível internacional.

A versatilidade do material utilizado revela-se também na versatilidade da SPHERICAL, que se multiplica em inúmeras possibilidades de uso e à qual é possível adicionar acessórios complementares.

A MOVECHO

 Fundada em 1989, MOVECHO S. A. é uma empresa de mobiliário Portuguesa/Suíça com uma vasta experiência na conceção e produção nas áreas de mobiliário de escritório e retail/shopfitting.

Com uma área operacional de 16,000m², a MOVECHO conta atualmente com uma equipa dinâmica de mais de 150 trabalhadores distribuídos por diferentes campos de acção: desenvolvimento de projetos, engenharia de produto, fabricação, comercialização e instalação.

A criação de peças de design tem sido para a MOVECHO um campo de ação em crescimento como parte de um plano de Investigação & Desenvolvimento. Com o domínio do know-how e o investimento na mais recente tecnologia, a MOVECHO procura agora afirmar-se como uma marca de mobiliário de design definida pela inovação e criatividade e despojada de convencionalismos e cunhando sempre cada peça com a sua preocupação pela sustentabilidade ambiental e ecológica.

Empresa de produção de tecidos constrói novo pavilhão e cria 20 empregos

É mais uma boa notícia vinda da área empresarial privada no concelho de Nelas.

São 2 000 m2 destinados à construção de um novo pavilhão para produção de tecidos bordados. junto à Lusofinsa, cuja obra irá em breve arrancar. A nova unidade industrial vai criar na fase inicial 20 empregos, sendo que trabalham na empresa atualmente seis trabalhadores, em Vilar Seco.

Sobrinho Salvador é o empresário, e para o efeito a autarquia está a apoiar a empresa, tendo já colaborado na terraplanagem do terreno. A previsão aponta para que em Novembro a fábrica esteja a laborar.

Quinta do Sobral na elite dos vinhos tintos Portugueses

O Quinta do Sobral Touriga Nacional 2013, com um preço indicativo de 13€, obteve a classificação de 17,5 valores e o selo de boa compra, na prestigiada Revista dos Vinhos, na sua edição de Abril. “Rebuçados de violetas e framboesas, alegre e efusivo, com bons tostados e minerais”, descreve a publicação num painel de prova, que integra vinhos da Quinta de Lemos, Quinta do Crasto, Quinta do Portal, Vale da Raposa, Ribeiro Santo, com preços que chegam aos 55€ (Quinta Nova de N.S. Carmo). Um feito notável para um vinho vigoroso e muito elegante, com muita vivacidade, acidez perfeita e final muito longo. A graduação é 14%.Q do Sobral

Faurecia expande-se em Nelas e contrata 140 trabalhadores

O presidente da Câmara de Nelas anunciou hoje em reunião de Câmara mais um investimento de expansão no concelho A multinacional Francesa Faurecia, que fabrica componentes para a indústria automóvel, irá avançar com um investimento que elevará o seu volume de negócios acima de 100 milhões de euros, dos quais 80% para exportação.

Borges da Silva revelou que “A Faurecia terá que ter este novo projeto a funcionar até Julho e irá contratar cerca de 140 trabalhadores, passando para uma força de trabalho de 250 pessoas”. Ao que apurámos, a realização deste investimento está relacionada com um dos seus principais clientes – a norte americana Ford.

Ministro da Economia desloca-se a Nelas. Visitas à Borgstena, Movecho e Faurecia na agenda

O Ministro da Economia, Manuel Caldeira Cabral, vai acompanhar o 3º Seminário de Empreendedorismo promovido pela Câmara Municipal de Nelas, no próximo dia 3 de Maio, que inclui uma visita a três das mais importantes unidades industriais instaladas no concelho : Borgstena, Movecho e Faurecia.

Borges da Silva adiantou ontem ao nosso jornal, à margem da apresentação do Rali Vinho do Dão, que irá revelar a estratégia do município para a industrialização do concelho, nos próximos 20 anos, em opções estratégicas que irão incluir duas novas áreas de acolhimento empresarial.image001

Jorge Coelho inicia a obra da Queijaria Vale da Estrela. Inauguração prevista para Setembro com criação de 20 empregos

Na passada sexta-feira, dia 15 de abril, foi celebrado o auto de consignação que simbolizou oficialmente o arranque dos trabalhos da Queijaria Vale da Estrela. Trata-se de um investimento de cerca de 1.200.000€ do empresário e antigo ministro, o mangualdense Jorge Coelho. O momento contou com a presença de Jorge Coelho e do Presidente da Câmara Municipal de Mangualde, João Azevedo.

A intervenção, da responsabilidade da Empresa MAP Engenharia, Lda., tem a duração prevista de cinco meses e a entrada em funcionamento da queijaria deverá acontecer em finais de setembro do corrente ano. Nessa altura iniciará a receção de Leite e respetiva produção de Queijo Serra da Estrela DOP (Denominação de Origem Protegida) certificado e de Requeijão Serra da Estrela DOP.

A obra é financiada pela Caixa Económica Montepio Geral e tem como parceiro estratégico, relativamente a produção e recolha de Leite de Ovelha Bordaleira Serra da Estrela, a COAPE – Cooperativa Agro-Pecuária dos Agricultores de Mangualde.

Esta será a primeira queijaria tradicional do concelho de Mangualde. A nova unidade terá a designação de Queijaria Vale da Estrela e, numa primeira fase, vai criar 20 postos de trabalho sendo uma alavanca para a economia local. Com cerca de 950 metros quadrados, este novo espaço vai servir para produzir regularmente Queijo Serra da Estrela DOP certificado. O modelo da unidade vai incluir uma mezzanine, que permite que seja visível do exterior o fabrico do queijo, por forma a promover as visitas por parte de escolas e atrair o turismo.

Texla é líder Europeia no fabrico de tecidos laminados e emprega 30 pessoas em Carregal do Sal

“Portugal continua a ser um ponto estratégico para o grupo Texla”, afirmou recentemente o presidente do Grupo Sueco, Pär Palmgren. Sedeado em Gotemburgo (Suécia), o Grupo possui unidades de produção em Portugal, Bélgica e República Checa. A filial portuguesa, localizada em Carregal do Sal, dedica-se à produção de tecidos laminados, maioritariamente para a indústria automóvel.

Atualmente a fábrica tem 30 trabalhadores e perspectiva a expansão das suas instalações para aumentar a área de corte. A empresa-mãe na Suécia já reconheceu que a unidade portuguesa demonstra “um grande know how e uma excelente capacidade para desenvolver relações de confiança, que se revelam muito importantes neste negócio”. “É uma excelente equipa de trabalho, estão connosco há muitos anos e são, sem dúvida, uma mais-valia para o Grupo Texla”, sublinhou Pär Palmgren.

Fundada em 1962, a Texla é hoje um dos “players” mais experientes do setor, afirmando-se como a maior empresa privada independente da Europa a fabricar tecidos laminados. Atualmente fornece as grandes empresas mundiais do setor automóvel, com produtos laminados.

O presidente da Câmara de Carregal do Sal, Rogério Abrantes, acompanhado da sua vereadora, Ana Cristina Borges, visitaram ontem a empresa, inteirando-se da sua estratégia,produtos, processo produtivo e colaboradores. Esta visita foi por nós também acompanhada, depois de termos respondido afirmativamente ao convite dirigido pela empresa.