Joaquim Silva entre os melhores na Serra do Socorro, foi 4o em chegada inédita

A Equipa Continental UCI Tavfer-Measindot-Mortágua concluiu hoje a sua participação na 1a Etapa do Troféu Joaquim Agostinho, uma etapa de 85 quilómetros com chegada inédita à Serra do Socorro. Mais um dia onde a equipa esteve na disputa direta da etapa com dois homens no Top-10, Joaquim Silva 4o e Tiago Antunes 8o.

A etapa foi marcada foi marcada por uma fuga de 5 elementos, mas que nunca teve grande margem para o pelotão. A equipa manteve-se unida no pelotão, na tentativa de proteger os homens mais fortes na montanha, Joaquim Silva, Tiago Antunes e Gaspar Gonçalves.

Na subida à Serra do Socorro, toda ela muito dura com pendentes perto dos 20%, a seleção foi feita e à entrada do último quilómetro era já um grupo muito restrito de cerca de 10 unidades onde estavam presentes Joaquim Silva e Tiago Antunes. Já nas rampas finais, os ataques sucederam-se e Joaquim Silva resistiu até aos últimos metros e no risco de meta terminou na 4a posição a 19 segundos do vencedor Frederico Figueiredo (Efapel). 36 segundos depois chegou Tiago Antunes marcando a sua presença no Top-10.

Gaspar Gonçalves foi o nosso 3o homem a cortar a linha de meta, fechando assim a equipa. Por equipas ocupamos agora um honroso 3o lugar. A prova continua neste sábado. A segunda etapa parte às 12h45 da Câmara Municipal de Arruda dos Vinhos, terminando, cerca das 16h45, na Variante Poente, na quarta passagem pela meta. É o dia do tradicional circuito de Torres Vedras, que, entre outros pontos de interesse, inclui as subidas do Varatojo e da Serra da Vila.

Classificação Etapa
Turcifal – Serra do Socorro: 85,3 Kms
1.o Frederico Figueiredo (Efapel), 2h10m38s
4.o Joaquim Silva (Tavfer-Measindot-Mortágua), a 19s
8.o Tiago Antunes (Tavfer-Measindot-Mortágua), a 36s
32.o Gaspar Gonçalves (Tavfer-Measindot-Mortágua), a 1m35s 46.o Francisco Morais (Tavfer-Measindot-Mortágua), a 2m18s 57.o Rui Carvalho (Tavfer-Measindot-Mortágua), a 2m53s
92.o Leangel Linarez (Tavfer-Measindot-Mortágua), a 6m59s 97.o Pedro Paulinho (Tavfer-Measindot-Mortágua), a 7m01s

Velo Clube do Centro, Rua da Ponte, 26, Povoinha. 3450-450 Mortágua
Tlm: 918754986 – 911952447 | Tlf: 231921740 | @: [email protected]

Classificação Geral por Equipas

1.o Efapel, 6h33m13s
3.o Tavfer-Measindot-Mortágua, a 1m11s

PRESS RELEASE

GNR:Balanço de ações contra a criminalidade

A Guarda Nacional Republicana, para além da sua atividade operacional diária, levou a efeito um conjunto de operações, em todo o território nacional, entre os dias 9 e 15 de julho, que visaram, não só, a prevenção e o combate à criminalidade e à sinistralidade rodoviária, como também a fiscalização de diversas matérias de âmbito contraordenacional, registando-se os seguintes dados operacionais.

  1. Detenções390 detidos em flagrante delito, destacando-se:
  • 163 por condução sob o efeito do álcool;
  • 86 por condução sem habilitação legal;
  • 44 por tráfico de estupefacientes;
  • 15 por furto e roubo;
  • 13 por posse ilegal de armas e arma proibida;
  • Sete por violência doméstica;
  • Um por incêndio florestal.

  1. Apreensões:
  • 61 779 doses de haxixe;
  • 950 doses de liamba;
  • 646 doses de cocaína;
  • 341 doses de heroína;
  • 202 pés de canábis;
  • 24 armas de fogo;
  • 24 armas brancas ou proibidas;
  • Dez veículos.

  1. Trânsito:

Fiscalização6 773 infrações detetadas, destacando-se:

  • 2 539 excessos de velocidade;
  • 1 669 por falta ou incorreta utilização do cinto de segurança e/ou sistema de retenção para crianças;
  • 591 por falta de inspeção periódica obrigatória;
  • 479 por condução com taxa de álcool no sangue superior ao permitido por lei;
  • 321 relacionadas com anomalias nos sistemas de iluminação e sinalização;
  • 238 por uso indevido do telemóvel no exercício da condução;
  • 196 por falta de seguro de responsabilidade civil;
  • 177 relacionadas com tacógrafos.

PSD Nelas critica Luís Pinheiro

QUEM RENEGA O SEU PASSADO, JAMAIS TERÁ FUTURO
´´A vida é uma só.
O que somos hoje foi resultado da construção de toda uma história.
Negar quem participou dessa construção contigo é negar a si mesmo.´´
Por fim o ex-militante Luis Pinheiro assumiu o que já se sabia.
Nas eleições de 2017 aproveitou-se do acordo que existia entre Ele (MRCCS) e o PSD e o CDS-PP para vencer as eleições à junta de freguesia.
Luis Pinheiro e Mário Pires por um lado diziam que eram apoiados por estes partidos, por outro pediam para votar no atual presidente da câmara e no PS.
Com o último comunicado foi assumido o que à muito se sabia/suspeitava, e dá por consumada a transferência do MRCCS para o PS.
Mais, no comunicado quer colar a população de Canas à sua decisão de os trocar por quem sempre ele excluiu.
Durante anos, segundo Luis Pinheiro, o PSD, e o CDS-PP, foram excelentes (e foram) para a freguesia de Canas de Senhorim, agora para tentar justificar o injustificável, vem dizer o contrário, parecendo querer estar a pagar algum favor ou a querer justificar o seu futuro próximo.
A política deve excluir quem tem este tipo de jogos, de comportamento e quem se aproveita das pessoas para estes esquemas.
E aqui não é só Luis Pinheiro. Mário Pires e Borges da Silva são farinha do mesmo saco.
A política deve ser para estarmos ao serviço das populações e não o contrário.
A CP do PSD de Nelas

Rui Rio marca presença na apresentação da candidatura PSD/CDS em Tábua

Sob o lema ‘CORAGEM PARA MUDAR, Fernando Tavares Pereira, com a presença de Rui Rio, presidente do PSD, apresenta a sua candidatura à liderança do município de Tábua para os próximos quatro anos, no espaço do Multiusos de Tábua, dia 23 de Julho, a partir das 18.00h.

O evento que além de aceitar presença de público, respeitando todas as normas e diretivas da DGS (Direção-Geral da Saúde), terá transmissão em Live Streaming, nas redes sociais da candidatura.

O rompimento com políticas que fazem do concelho de Tábua um dos menos apelativos para se viver e investir. A descentralização a todos os níveis, não se preocupando com a sede do município, mas com todas as freguesias, aldeias e lugares e com quem neles habita são pilares fundamentais para o candidato e sua equipa.

Fernando Tavares Pereira assume que não será um presidente de gabinete e muito menos, ausente ou divorciado dos problemas reais de cada Tabuense, a quem se propõe ouvir, acompanhar e ser a solução.

Uma equipa de pessoas da terra, preocupadas com a atual situação do município e que, nos próximos 4 anos, se propõem inverter o rumo colocando no caminho do desenvolvimento e tornando Tábua num concelho exemplar em todo o país.

Coligação PSD/CDS Tábua:António Nina candidato à Assembleia Municipal

A equipa que apresento, foi constituída para servir os interesses de todo município e de garantir trabalho, empenho, rigor e competência.
António Nina, um homem que todos conhecem e lhe reconhecem o valor, por um percurso de vida irrepreensível, que vem assegurar que este grupo que tenho a honra de liderar, está de corpo e alma empenhado em mudar o rumo do município de Tábua.
Sei que existe a necessidade de romper com o passado, sei que existe a necessidade de inverter as políticas que nos conduziram a ser um concelho pouco atrativo a viver e investir. A garantia de que em breve tudo se irá alterar, apenas tem que ter A CORAGEM PARA MUDAR.

MAAVIM: “Já passou tempo demais para não se apresentarem as contas”

A MAAVIM, na defesa dos lesados dos Incêndios de Outubro de 2017, continua a reivindicar ajudas aos seus lesados e à população afetada.

E porque estamos em tempos de crise e de clarificar muito do que se tem passado, não compreendemos porque passados 45 meses ainda tanto está por fazer.

Em Outubro de 2017, a área afetada, muito superior à de Pedrogão em 2017, não teve um critério de igualdade em apoios e ajudas.

Continuamos com um território devastado e que não foi objeto das promessas dos governantes.

Relembramos este mês os números anunciados pelos vários Ministérios e pelas várias entidades governamentais e autárquicas, mas que não são divulgados:

Até hoje nunca ninguém disse para onde foram os mais de 60 milhões que a CCDR-C diz ter aplicado no terreno. Será isso porque existem habitações que ficaram em mais de 300000€??

Porque será que ainda existem muitas habitações sem licença de utilização, com as famílias lá a habitar? Qual será o problema legal? Os empreiteiros já receberam?

Porque ainda existem dezenas de famílias sem habitação, 4 verões após Outubro de 2017???

Na Agricultura não sabemos quanto o Estado realmente pagou, porque desde 2019 que nunca mais se soube o paradeiro dos mais de 60 milhões que o Ministro da Agricultura na altura divulgou?

Quem os recebeu? Afinal o que foi feito?

Na área da Floresta quantas toneladas de madeira queimada foram compradas nos parques de recolha? E quais os projetos apoiados, com os mais de 100 milhões vindos da UE, que sofreram com os Incêndios, foram apoiados?

Na Industria, além das empresas que nunca tiveram apoio, quantos milhões ainda faltam pagar?

Urge explicar ao povo português e á União Europeia saber o que aconteceu a tantos milhões e explicar porque milhares de pessoas e empresas na região nunca nada receberam ou não receberam o prometido.

Já passou tempo demais para não se apresentarem as contas.

Continuamos Abandonados.

Proteção Civil alerta para perigo de incêndio rural

TEMPO QUENTE E SECO – PERIGO DE INCÊNDIO RURAL – MEDIDAS PREVENTIVAS

1. SITUAÇÃO

De acordo com a informação disponibilizada pelo Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), para as próximas 48 horas, prevê-se tempo quente e seco, com condições favoráveis ao incremento do risco de incêndio rural, destacando-se os seguintes aspetos:

  • −  Humidade relativa do ar com valores baixos, em especial no interior Norte e Centro e na região Sul, sem recuperação noturna;
  • −  Subida gradual das temperaturas com máximas que podem atingir os 41oC no interior Sul e no vale do Tejo. Noites tropicais em grande parte do território.
  • −  Vento a predominar do quadrante leste nas terras altas, sendo moderado a forte até final da manhã e a partir do final da tarde.
  • −  Aumento gradual do risco de incêndio em especial no Norte e Centro, até dia 17 de julho.

    Informação meteorológica mais detalhada em: www.ipma.pt

2. EFEITOS EXPECTÁVEIS

Esperam-se condições favoráveis à eventual ocorrência e propagação de incêndios rurais.

3. MEDIDAS PREVENTIVAS
A Autoridade Nacional de Emergência de Proteção Civil recorda que durante o PERÍODO CRÍTICO (01 de julho a 30 setembro) é:

  • −  PROIBIDO fazer Queimadas Extensivas SEM AUTORIZAÇÃO. Informe-se na sua câmara municipal ou pelo 808 200 520.
  • −  PROIBIDO fazer Queima de Amontoados SEM COMUNICAÇÃO PRÉVIA/AUTORIZAÇÃO. Informe-se na sua câmara municipal ou pelo 808 200 520.
  • −  PROIBIDO utilizar fogareiros e grelhadores em todo o espaço rural salvo se, usados fora das zonas críticas e nos locais devidamente autorizados, para o efeito.
  • −  PROIBIDO fumar ou fazer qualquer tipo de lume nos espaços florestais.
  • −  PROIBIDO lançar balões de mecha acesa e foguetes. O uso de fogo-de-artifício só é

    permitido com autorização da câmara municipal.

  • −  PROIBIDO fumigar ou desinfestar apiários exceto se os fumigadores tiverem dispositivos de retenção de faúlhas.
  • −  PROIBIDO usar motorroçadoras (exceto se possuírem fio de nylon), corta-matos e destroçadores nos dias de Risco Máximo. Evite o uso de grades de discos.
  • −  OBRIGATÓRIO usar dispositivos de retenção de faíscas e de tapa-chamas nos tubos de escape e chaminés das máquinas de combustão interna e externa nos veículos de transporte pesados e 1 ou 2 extintores de 6 Kg, consoante o peso máximo seja inferior ou superior a 10 toneladas.

    Acompanhe a evolução do perigo de incêndio para os próximos dias, disponível nos sítios da internet da ANEPC, do IPMA e do ICNF, ou junto dos Serviços Municipais de Proteção Civil e dos Corpos de Bombeiros.

Troféu Joaquim Agostinho será o último desafio antes da Volta a Portugal

A Equipa Continental UCI Tavfer-Measindot-Mortágua regressa este fim de semana à competição com o Troféu Joaquim Agostinho, prova internacional de categoria 2.2 que se disputa de 16 a 18 de julho na região de Torres Vedras.

A tirada inaugural da prova parte do Turcifal, junto à igreja matriz, pelas 15h15. Os corredores vão ter de percorrer 85,3 quilómetros até à Serra do Socorro, onde deverão chegar às 17h20, após um percurso que poderá fazer algumas diferenças.

Para a segunda etapa, os ciclistas vão partir de Arruda dos Vinhos, junto à Câmara Municipal, às 12h45, num dia que poderá ser propício para um final ao sprint. Chegados a Torres Vedras, onde se situa a chegada, os corredores vão ter de completar três voltas a um circuito, terminando à quarta passagem pela meta, após terem sido percorridos 166 quilómetros.

Na terceira e última etapa, a partida está marcada para as 11h45, perto da junta de freguesia de Serra d’el Rei, a partir de onde o pelotão terá de completar 185 quilómetros até ao Alto de Montejunto. A chegada será pelas 16h00, numa tirada marcada por duas contagens de montanha de primeira categoria, na parte final do percurso.

Esta vai ser uma prova com um nível de exigência muito alto com duas chegadas em alto em três etapas, todas elas bastante duras. Será com certeza um bom teste para a Volta a Portugal que se irá iniciar cerca de 15 dias após terminar esta competição. Para esta prova vamos alinhar com 8 corredores, são eles Joaquim Silva, Leangel Linarez, Tiago Antunes, Gaspar Gonçalves, Ash Coning, Francisco Morais, Rui Carvalho e Pedro Paulinho.

Em antevisão a esta prova, o diretor desportivo adjunto Xavier Silva afirma que “Vamos com ambições para esta prova que é o derradeiro teste para a Volta a Portugal. A equipa encontra-se à algumas semanas em estágio na Serra da Estrela e estamos preparados para disputar a vitória das etapas bem como a Classificação Geral.”

Autárquicas Nelas.Coligação apresenta candidato à Junta de Carvalhal/Aguieira

Apresentamos o candidato a Presidente da Junta da União de Freguesias de Carvalhal Redondo e Aguieira:

António Andrade

Andrade, como é mais conhecido, é uma pessoa com grande vontade de colocar a União de Freguesias de Carvalhal Redondo e Aguieira no lugar em que merece. É uma pessoa com caráter, de palavra e disponível para abraçar o nosso projeto e dar muito do seu tempo, esforço e trabalho ao serviço da freguesia.
Será acompanhado por uma equipa de conterrâneos e conterrâneas que assumem o compromisso de, nos próximos quatro anos, fazerem mais e melhor pelas suas terras.
Com António Andrade e a sua equipa, Carvalhal Redondo e Aguieira voltarão a crescer.

“Aceitei este desafio porque acho que eu, e a equipa que me acompanha, podemos dar muito à União de Freguesias, sendo que irei sempre colocar os interesses das nossas terras acima de tudo. Juntos, tudo faremos para que Carvalhal Redondo e Aguieira não caiam no esquecimento e se desenvolvam como merecem.
Esta candidatura tem muita gente jovem com novas e boas ideias, com vontade de contribuir para o futuro. Tem, também, gente com maior experiência de vida e que não quer deixar de a partilhar, alertando e aconselhando sobre situações que possam surgir. Certo é que todos estamos prontos para a mudança que se exige nas nossas terras.
Tenho um percurso profissional e associativo conhecido por todos e tenho, também, lutado por causas e obras para melhor servir as populações da União de Freguesias.
Com a coragem e o trabalho que me conhecem, com o trabalho da equipa que me acompanha e com o apoio do executivo camarário liderado pelo Dr. Joaquim Amaral, estou certo de que Carvalhal Redondo e Aguieira serão novamente tratados com a dignidade que merecem.
MUDAR está nas mãos de todos!”

“Mercadinho de Produtos Agrícolas” em Nelas apoiou mais 18 famílias

Na sequência de mais um “Mercadinho de Produtos Agrícolas” realizado no passado domingo, dia 11 de julho, nas antigas instalações da Federação dos Vitivinicultores do Dão, novamente com grande êxito, os Serviços Sociais da Câmara Municipal de Nelas deram continuidade à distribuição de fruta e produtos hortícolas pelas famílias mais carenciadas do Concelho de Nelas.
Nesta semana foram beneficiadas mais 18 famílias carenciadas, referenciadas no Serviço Municipal de Apoio à Economia Social da Câmara Municipal (com o apoio das Juntas de Freguesia), abrangendo 65 pessoas no total, residentes nas localidades de Nelas, Canas de Senhorim, Santar, Carvalhal Redondo e Lapa do Lobo, que receberam os 18 cabazes com diversificados produtos hortícolas e fruta.
Desde o começo desta iniciativa em 24 de maio de 2020, os Serviços Sociais da Câmara Municipal de Nelas já entregaram um total de 822 cabazes às famílias mais carenciadas do Concelho.
Na próxima semana, prosseguirá a distribuição de mais produtos hortícolas e fruta por outras famílias referenciadas nos Serviços Sociais, de acordo também com as indicações fornecidas pelas Juntas de Freguesia, como se referiu.
CM de Nelas

Detido pelo crime de violência doméstica

O Comando Territorial de Viseu, através do Posto Territorial de Resende, ontem, dia 13 de julho, deteve um homem de 36 anos, pelo crime de violência doméstica, no concelho de Resende.

No decorrer de uma ação de patrulhamento no dia 8 de julho, os militares da Guarda detiveram o suspeito na sequência de um episódio violento em que o homem se encontrava a agredir e a ameaçar com uma arma branca os seus pais, ambos com 59 anos. O detido foi presente ao Tribunal Judicial de Lamego, tendo-lhe sido aplicada como medida de coação afastamento e proibição de contacto com as vítimas.

No seguimento, e perante o incumprimento da medida de coação, o agressor no dia 10 de julho, foi novamente detido por violência doméstica uma vez que começou a injuriar e ameaçar de morte os seus progenitores no momento em que os visualizou.

No dia 12 de julho foi dado cumprimento a um mandado de detenção, tendo o detido sido presente no dia 13 de julho, ao Tribunal Judicial de Lamego, tendo-lhe sido aplicada a medida de coação de prisão preventiva.

Câmara de Mangualde evocou José dos Santos Pinto em tertúlia-concerto

Município de Mangualde homenageou no passado domingo, dia 11 de julho, o músico José dos Santos Pinto durante a tertúlia-concerto comentado que teve lugar na Igreja Matriz de Lobelhe do Mato. O evento contou com a presença do Presidente da Câmara Municipal, Elísio Oliveira, e do Vereador da Cultura, João Lopes.

Cumprindo todas as regras de segurança emanadas pela Direção Geral da Saúde – DGS, cerca de 25 pessoas marcaram presença na iniciativa e assistiram à tertúlia–concerto moderada por Ana Margarida Cardoso. O momento cultural contou ainda com a presença do oboísta Luís Francisco Vieira, antigo aluno Uma imagem com pessoa, chão, interior, em pé

Descrição gerada automaticamentede Santos Pinto, que partilhou com o público algumas das memórias com o músico.

Tiago Coimbra no oboé e Joana Moreira no piano, protagonizaram o momento musical composto pelo seguinte repertório: José S. Pinto – Sonate dans l’Spirit Classique, para oboé e piano; Tomás Borba – Rosas Bravas: Melodia do Pastor (para oboé); Marcello/Bach – Adagio em Ré menor; José S. Pinto – Segunda Sonata, para oboé e piano.

A ação aconteceu no âmbito do projeto Reviver José Santos Pinto, cujo intuito é recordar o trabalho do músico e homenageá-lo. Constava ainda na programação deste projeto um Concerto Sinfónico com a Orquestra Poema, mas que acabou por ser cancelado.

PROJETO REVIVER SANTOS PINTO

O projeto Reviver Santos Pinto é da autoria de Ana Margarida Cardoso, que escreveu o livro “José dos Santos Pinto: retrato de um músico profissional durante o Estado Novo”, e do oboísta Tiago Coimbra. Através desta parceria pretendem recuperar duas sonatas para oboé compostas pelo próprio José dos Santos Pinto, apresentando-as ao público com o oboé que o músico utilizou durante toda a sua carreira. Este instrumento faz parte do espólio constante na Sociedade Filarmónica Lobelhense, foi restaurado e é único no mundo, uma vez que a sua dedilhação foi patenteada pelo músico.

 

 

Carregal do Sal:Feriado municipal celebra-se em Cabanas de Viriato

Assinala-se na próxima 2.ªfeira, dia 19 de julho, o Dia do Município.

E a Câmara Municipal preparou um programa comemorativo que, pela primeira vez, é deslocalizado.

A sessão solene vai realizar-se na Casa do Passal, em Cabanas de Viriato, situação motivada pelo facto de, nesse dia, ser a data de nascimento do humanista Aristides de Sousa Mendes.

Um dos momentos altos da sessão será, portanto, a evocação ao aniversário do Cônsul que salvou milhares de vidas do extermínio nazi.

A Câmara Municipal vai também distinguir as empresas com resultados meritórios em 2020 que conquistaram, por isso, as distinções PME Líder e PME Excelência.

O programa integra ainda ao lançamento e apresentação de mais um livro alusivo ao património concelhio – “Lagares e Lagaretas rupestres no Concelho de Carregal do Sal” e a entrega de prémios aos melhores alunos do ano letivo 2019/2020, cerimónia que foi adiada devido à situação pandémica.

Coligação PSD/CDS.Paula Ribeiro cabeça de lista à AM de Tábua

Pela primeira vez uma mulher é candidata à Presidência da Assembleia Municipal de Tábua.
Quando se apresenta um conjunto de pessoas para os lugares de responsabilidade, nem sempre se tem a preocupação de dar esses cargos a uma mulher. Não, isso que sucede connosco, na verdade, queremos romper com todas as ideias e convicções formadas.
Tábua é de todos e para todos, dando voz e atenção a cada um sem olhar à sua condição social, crença, sexo ou raça.
A Paula Ribeiro é disso um enorme exemplo, uma mulher com todas as provas dadas em prol da nossa terra, dos Tabuenses e do seu próximo.
Candidata-se à Presidência da Assembleia Municipal, leva consigo a responsabilidade de nunca permitir que nenhum Tabuense fique sem ser ouvido, sem lhe ser dada a devida e merecida atenção.
A todas as mulheres que como a Paula Ribeiro amam esta nossa terra muito agradeço por, tal como ela, terem a CORAGEM PARA MUDAR!
Comunicado da candidatura do PSD/CDS em Tábua

Carregal do Sal em risco máximo de incêndio

Vinte e sete concelhos dos distritos de Faro, Santarém, Portalegre, Viseu, Coimbra e Castelo Branco apresentam esta quarta-feira um risco máximo de incêndio, segundo o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

Em risco máximo de incêndio estão os concelhos de Portimão, Monchique, Loulé, São Brás de Alportel e Tavira (Faro), Portalegre, Marvão, Castelo de Vide, Nisa e Gavião (Portalegre), Vila Velha de Ródão, Castelo Branco, Fundão, Proença-a-Nova, Sertã e Vila de Rei (Castelo Branco). Também os concelhos de Mação, Sardoal, Tomar, Sardoal, Ferreira do Zêzere, Abrantes, Vila Nova da Barquinha, Constância e Chamusca (Santarém), Oliveira do Hospital (Coimbra) e Carregal do Sal (Viseu) estão hoje em risco máximo de incêndio.

O IPMA colocou também vários concelhos de todos os distritos do continente (18) em risco muito elevado e elevado de incêndio. O risco de incêndio vai manter-se elevado em algumas regiões do continente pelo menos até domingo. Este risco de incêndio determinado pelo IPMA tem cinco níveis, que vão de reduzido a máximo. Os cálculos são obtidos a partir da temperatura do ar, humidade relativa, velocidade do vento e quantidade de precipitação nas últimas 24 horas.

O IPMA prevê para esta quarta-feira no continente céu pouco nublado ou limpo, temporariamente com períodos de maior nebulosidade em alguns locais, do litoral Centro até início da manhã e da costa sul do Algarve durante a tarde. Está também previsto vento fraco a moderado do quadrante norte, sendo do quadrante sul na costa sul do Algarve durante a tarde, por vezes forte e com rajadas até 60 quilómetros por hora, na faixa costeira a norte do Cabo Espichel, em especial durante a tarde, e nas terras altas do Norte e Centro até meio da manhã.

A previsão aponta ainda para uma pequena subida da temperatura mínima, em especial no interior, e subida da máxima, sendo acentuada em alguns locais do litoral Norte e Centro, e pequena descida da temperatura máxima no sotavento algarvio. As temperaturas mínimas vão oscilar entre os 12 graus Celsius (em Bragança, Leiria e Coimbra) e os 19 (em Portalegre e Faro) e as máximas entre os 26 (na Guarda, Porto e Aveiro) e os 37 (em Santarém).

Todos os distritos de Portugal continental e o arquipélago da Madeira apresentam esta quarta-feira um risco muito elevado de exposição à radiação ultravioleta (UV), segundo o IPMA. No arquipélago dos Açores, as ilhas Terceira, Faial, Flores e São Miguel apresentam risco elevado de exposição à radiação UV. Para as regiões com risco muito elevado, o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) aconselha a utilização de óculos de sol com filtro UV, chapéu, ‘t-shirt’, guarda-sol, protetor solar e evitar a exposição das crianças ao sol.

Lusa

Luís Pinheiro anuncia não ser candidato mas diz “estarei por aí”

Luís Pinheiro,atual presidente da Junta de Freguesia de Canas de Senhorim,pelo Movimento de Restauração do Concelho,fez chegar à nossa redação um comunicado,em que anuncia a sua retirada da política ativa, pelo menos nas próximas autárquicas, deixando aos “partidos esse papel”.

“Não serei candidato a nenhum cargo nestas eleições”,assegura,não deixando contudo de assumir a continuidade do Movimento que lidera e pretende continuar a liderar. Fala do período de dois anos em que foi Chefe da Gabinete do atual autarca,Borges da Silva,considerando que, em Nelas,foi “um alvo a abater”. Vai mesmo mais longe a afirma que “o inferno ficou instalado e alguns Nelenses deitaram mão a tudo, para me complicar a vida e alimentar um ódio que já não faz sentido”. Apesar de se retirar, e lembrando as palavras de um antigo Primeiro Ministro,Luís Pinheiro diz: “Até breve.Estarei por aí”.

Comunicado na íntegra: 

Considero ser meu dever, depois de mais de duas décadas à frente dos destinos da Freguesia de Canas de Senhorim, quer na Junta, quer no Movimento, informar a população que é chegada a hora de me retirar e deixar esse papel aos Partidos. Claro que a continuidade do Movimento e da minha liderança à frente do mesmo, não estará em causa.

Não serei candidato a nenhum cargo nestas eleições. Agradeço ao Povo que sempre me apoiou, que confiou no meu trabalho, empenho e desafios em todas as frentes, que em conjunto fomos superando.

Neste momento, embora com falhas, estão à vista todas as dificuldades ultrapassadas na defesa das nossas causas e valores; na estreita colaboração com todo o Movimento Associativo; na continuidade das nossas Instituições, assim como, um melhor entendimento com todo o Poder Político Local e Nacional.

Defendi e defenderei sempre os interesses da Nossa Terra e, é com alguma tristeza que vejo a falta de respeito por parte de algumas Pessoas e Partidos, para com a nossa Instituição e o nosso Movimento pois, não vale tudo na corrida ao poder.

Considerei em 2019, que seria melhor aceitar o lugar que me foi proposto pelo Sr. Presidente da Câmara Municipal de Nelas, para integrar a sua equipa, na tentativa de uma aproximação das gentes de Canas e de Nelas assim como das suas Instituições. Trabalhei durante cerca de dois anos afincadamente, para que esta ponte fosse uma realidade e se esbatessem alguns azedumes já sem sentido. Se em Canas isto foi de certa forma incompreendido, em Nelas (onde dei mostras de grande envolvimento e dedicação ao Concelho), o entendimento foi de que eu, independentemente do trabalho, seria um alvo a abater. Consideram que Canas (ou pelo menos eu) não têm lugar na Sede do Concelho.

Não me arrependo porque, para além de não ganhar mais, tentei que este problema fosse ultrapassado e se conseguisse trabalhar em conjunto. Engano meu, porque o Inferno ficou instalado e alguns Nelenses deitaram mão a tudo, para me complicar a vida e alimentar um ódio que já não faz sentido. Superei e mostrei-lhes como se trabalha, até chegar a hora de dizer basta e voltar para o meu lugar porque, nunca estive dependente deste ou de qualquer outro cargo.

Penso que cometi em conjunto convosco, o erro de em 2005 termos dado o poder Camarário ao PSD/ CDS, onde mostrámos uma forma diferente de como recebemos aqui os Nelenses da Coligação assim como a forma como conseguimos trabalhar com Eles durante dois mandatos. Acontece que este acordo de votação desse ano, foi negociado com os Partidos da coligação que depois acabaram por não cumprir, “como poderei explicar mais tarde”.

Este trabalho foi continuado, com a entrada do Dr. Borges da Silva, pese embora que, nem num lado nem noutro conseguimos tudo a que temos direito, mas com afinco e boa vontade, fomos superando.

Neste momento apoiarei, o Candidato Mário Pires, Independente do PS. Acho que devemos apoiar quem trabalha afincadamente e garante o empenho, a continuidade do trabalho e o conhecimento profundo de todos os nossos graves problemas, fazendo de tudo para os ultrapassar.

Deixo, não sozinho, aquilo que considero primordial para a sobrevivência da nossa Freguesia – uma Escola; Zona Industrial; Etar ́s e Ecopontos; Parques; Correios; Piscinas; uma Instituição Bancária; arruamentos para futuras construções; Piscina, Sedes para a maioria das Associações; qualidade de vida, e muitas obras já concluídas e outras que espero fiquem acabadas até ao final do mandato. Espero ainda que outras obras e defesa de causas, tenham a continuidade, com o afinco que, só serão garantidos pelo Mário Pires com uma equipa renovada.

Mais uma vez, apelo ao vosso bom senso, pelo conhecimento que têm de tudo o que foi feito e defendido por nós, na Nossa Terra, pedindo-vos para, sem demagogias e enganos que vão aparecer por aí, apoiar quem luta, sabe e dá continuidade ao trabalho desenvolvido por todos, honrando a nossa História, o nosso Presente e preparando o nosso Futuro.

Peço desculpa por todas as falhas cometidas, agradecendo mais uma vez o Vosso carinho e apoio que nunca me foi negado, mas… preciso de fazer uma pausa, embora esteja sempre disponível para tudo e todos, esperando que me deixem em paz nesta campanha que se aproxima porque estarei fora… embora cá dentro!

Obrigado por todo o apoio e até breve. Estarei por aí.

O Presidente da Junta

Luis Pinheiro

Balanço da campanha “Taxa Zero ao Volante”

A Campanha de Segurança Rodoviária “Taxa Zero ao Volante” da responsabilidade da Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária (ANSR), da Guarda Nacional Republicana (GNR) e da Polícia de Segurança Pública (PSP), decorreu nos dias 6 a 12 de julho e teve como objetivo alertar os condutores e todos os ocupantes dos veículos para os riscos da condução sob a influência do álcool.

Inserida no Plano Nacional de Fiscalização de 2021, a campanha foi divulgada nos meios digitais e através de cinco ações de sensibilização da ANSR, realizadas em simultâneo com as operações de fiscalização realizadas pela GNR pela PSP, em Lisboa, Bragança, Vila Real, Gouveia e Setúbal.

Na campanha foram sensibilizados 365 condutores e passageiros a quem foram transmitidas as seguintes mensagens:

  • Com uma taxa de álcool no sangue de 0,5 g/l o risco de sofrer um acidente mortal duplica;
  • Os acidentes que decorrem da condução sob a influência do álcool são particularmente graves;
  • Conduzir sob a influência do álcool causa perturbações ao nível cognitivo e do processamento de informação, o que acarreta, entre outros efeitos, uma menor capacidade e rapidez de decisão, aumento do tempo de reação, diminuição do campo visual (visão em túnel) e descoordenação de movimentos.

Durante as operações das Forças de Segurança, realizadas entre os dias 6 e 12 de julho, foram fiscalizados 55.264 veículos, tendo sido registado um total de 14.341 infrações, das quais 622 relativas à condução sob o efeito do álcool.

  Número de veículos fiscalizados Total de Infrações Infrações por condução sob a influência do álcool
GNR 32981 8605 537
PSP (22283), dos quais (18438) em território continental (5736), das quais (4853) em território continental (85), das quais (77) em território continental
Total Continental 55264 14341 622

No período da campanha, de 6 a 12 de julho, registou-se um total de 2195 acidentes, de que resultaram 9 vítimas mortais, 53 feridos graves e 756 feridos leves. Relativamente ao período homólogo de 2020, verificaram-se menos 92 acidentes, menos uma vítima mortal, mais sete feridos graves e mais nove feridos leves.

Esta campanha, simultaneamente implementada a nível nacional por todas as entidades envolvidas, foi mais um passo para o envolvimento dos condutores no desígnio de tornar a segurança rodoviária uma responsabilidade de todos.

Concerto da Escola Municipal de Música em Nelas

Cerca de 70 alunos da Escola Municipal de Música, professores de música e professores de atividades lúdico expressivas, apresentaram no passado dia 10 de julho 2021, no Largo do Município, Nelas, o resultado do trabalho desenvolvido durante o corrente ano letivo.

“Com um repertório musical composto por músicas clássicas e contemporâneas, a apresentação traduziu o talento, empenho e dedicação dos alunos e professores, merecendo os aplausos de pais, familiares e amigos presentes. Excelentes momentos musicais neste fim de ano letivo 2020/2021”, escreve o município na sua página no Facebook.