Mangualde.Exposição homenageia Eurico Cunha

Mangualde recebe a Exposição de Pintura de homenagem ao mangualdense Eurico José Gomes Cunha, na Biblioteca Municipal Dr. Alexandre Alves, de 2 de agosto a 11 de setembro. A mostra, de entrada livre, é um tributo prestado pelos amigos do autor, que tiveram a necessidade de homenagear e recordar Eurico Cunha. A iniciativa é um gesto de celebração da vida do autor e marca 10 anos da sua partida. A exposição será realizada de acordo com as regras impostas pela DGS.

A obra será composta por obras reunidas pelos seus amigos, de forma a criar uma exposição à imagem do artista, uma vez que Eurico Cunha desde cedo ofereceu aos seus amigos e familiares as suas criações. É devido a esta generosidade, que os amigos podem hoje partilhar estas obras, com aqueles que não tiveram a sorte de conhecer o autor.

As obras são o reflexo da aprendizagem contínua do autor e da sua perceção peculiar e entendimento único da sua envolvente, pois tudo era considerado um recurso disponível, tudo era potencialmente tema ou matéria porque não havia barreira ou imposição social que não pudesse ser corrompida. A sua arte refletiu a exploração da sua própria fragilidade e da sua insaciável sede de conceber e experimentar. A sua estética pessoal fazia coagir o feio e o belo num contexto onde não havia distinção entre o real e a fantasia.

Biografia

Eurico José Gomes Cunha (1984 – 2011) foi um dos artistas mais promissores da região. Embora a sua passagem tenha sido breve, a sua obra foi sem dúvida de uma diversidade e criatividade imensa.

Nascido a 16 de março de 1984, viveu e cresceu na cidade de Mangualde, onde frequentou o agrupamento de Artes na Escola Felismina Alcântara. Embora dado às artes desde cedo, aí demonstrou ser um destemido experimentalista, desenvolvendo as suas capacidades técnicas através da exploração de várias formas de expressão. Eurico Cunha revelava um imenso interesse pela pintura, escultura e fotomontagem, onde a arte do retrato sempre foi mais proeminente. Embora o seu trajeto artístico nunca tenha sido interrompido, somente aos 23 anos ingressou no curso de Artes Plásticas e Multimédia na Escola Superior de Educação de Viseu, onde desenvolveu interesse por design de comunicação e vídeo.