Poluição de Ribeira em Beijós (Carregal do Sal) tem origem na ETAR III de Nelas

Carlos Alexandre Pais Baptista, Presidente, faz público, nos termos da alínea a), do n.º 1, do art.º 18.º, da Lei n.º 75/2013, de 12 de setembro, que:

O atual Executivo da Junta de Freguesia de Beijós sempre se pautou por uma postura de rigor e transparência, pelo que repudia todo e qualquer aproveitamento de situações anómalas, e que lhe são alheias, sem que tenha sido contactado para um esclarecimento, quer seja por parte dos cidadãos, quer seja por qualquer outro partido político com representação na Assembleia Municipal.

Apesar de diversos comentários nas redes sociais, o Executivo lamenta que no dia de ontem (dia 18 de junho) nenhum cidadão se tenha dirigido à Junta de Freguesia, durante o seu horário de expediente, para qualquer esclarecimento.

Ao contrário do citado nos referidos comentários, os representantes da Câmara Municipal, assim como o Engenheiro e funcionários da Câmara Municipal de Nelas estiveram no Poço da Relva, na Ribeira de Travassos, durante o dia de 6.ª feira, tendo também o Presidente da Junta de Freguesia de Beijós sido contactado, via telefone, pelo Presidente do Município de Nelas, Dr. Borges da Silva.

Refira-se, ainda, que assim que o problema surgiu, as autoridades competentes foram alertadas para o sucedido (5.ª feira, dia 17 de junho). Ainda nesse mesmo dia, ao final da tarde, o Presidente da Junta de Freguesia foi contactado pelo Presidente da Câmara Municipal de Nelas e pelo Engenheiro do Ambiente, Carlos Mendes, explicando a causa do problema sucedido na Ribeira. O Executivo foi informado que estão a decorrer testes de funcionamento na nova ETAR III de Nelas, sendo que os mesmos revelaram algumas anomalias, nomeadamente na retenção dos reagentes utilizados para o tratamento das águas residuais urbanas e industriais. Foi então solicitado pelo Presidente da Junta de Freguesia de Beijós que o Engenheiro Carlos Mendes se deslocasse a Beijós, e que fossem efetuados trabalhos de limpeza do local (Poço da Relva), o que veio a acontecer na manhã do dia 18 de junho (6.ª feira), tal como já mencionado anteriormente.

Durante a noite de 6.ª feira, o Engenheiro Carlos Mendes foi novamente contactado, uma vez que a situação (existência de espuma) havia piorado. Foi dito que a chuva forte que caiu em Nelas havia aumentado o caudal da Ribeira e, consequentemente, acentuado o volume de espuma.

Já no dia de hoje (sábado) voltou a estabelecer-se contato com o responsável técnico da ETAR, tendo sido também enviadas fotos do atual estado da Ribeira. Foi igualmente apresentada nova queixa à Agência Portuguesa do Ambiente (APA), ao Serviço de Proteção da Natureza e do Ambiente (SEPNA) e à Comissão de Coordenação e Desenvolvimento da Região Centro (CCDRC).

Ficou ainda acordada a recolha de água para novas análises na próxima 2.ª feira, sendo que as análises efetuadas no dia 28 de maio serão afixadas anexamente a este edital.

O Executivo reforça, ainda, a ideia da necessidade de bom senso, responsabilidade, empatia e união para a melhor resolução dos problemas e bem-estar da freguesia.

Para constar, se publica este e outros de igual teor, que vão ser afixados nos lugares de estilo, da Freguesia e no website da Freguesia em jf-beijos.pt.