Diego Garcia encabeça lista do BE à Assembleia Municipal

A Assembleia Concelhia de Aderentes de Carregal do Sal do Bloco de Esquerda aprovou, por unanimidade, a 7 de junho, Diego Enrique Rodrigues Garcia como cabeça de lista à Assembleia Municipal de Carregal do Sal nas próximas eleições autárquicas. Esta decisão também já foi posteriormente ratificada pela Comissão Coordenadora Distrital de Viseu do Bloco. 

Os Bloquistas anunciam o atual Deputado Municipal e revelam a sua biografia e participação política e cívica: “Diego Garcia nasceu na Galiza no dia 1 de agosto de 1992, mas reside permanentemente na região da Beira Alta desde 2009. A sua família materna é galega e a sua família paterna é portuguesa, tendo raízes entre a Beira Alta, no concelho de Santa Comba Dão, e o Alentejo. Fez a escolaridade obrigatória (12º ano) na já extinta Escola Profissional de Santa Comba Dão e neste momento encontra-se em fase de conclusão de uma Licenciatura em Estudos Europeus pela Universidade Aberta, enquanto exerce também funções como assessor do Grupo Parlamentar do Bloco de Esquerda Diego Garcia é membro do Núcleo Concelhio de Carregal do Sal do Bloco e desde 2016 também é membro da Comissão Coordenadora Distrital de Viseu deste partido, tendo sido eleito delegado pelo distrito nas duas últimas Convenções Nacionais do Bloco, em 2018 e 2021. Foi candidato à Assembleia Municipal de Carregal do Sal em 2017, na primeira candidatura de sempre deste partido no concelho, tendo sido eleito deputado municipal com 8,24% e 437 votos”.

Diego Garcia, em nota que o BE fez chegar à nossa redação, frisa que “não sendo oriundo do concelho e neste momento residindo no município ao lado, no concelho de Santa Comba Dão, na freguesia de São João de Areias, vivi e trabalhei durante muitos anos em Carregal do Sal, tenho amigos aqui e é onde faço muita da minha vida, é um concelho pelo que tenho uma verdadeira estima. Conheço o território e conheço, sobretudo, as necessidades dos e das carregalenses”.

“Conheço o território e as gentes de Carregal do Sal porque cumpri o meu mandato de 4 anos na Assembleia Municipal perto da população e sempre com uma interação constante com a sociedade, tendo sempre um único objetivo: A melhoria de vida dos e das carregalenses. Combati o conservadorismo que reina no concelho, denunciei casos de poluição e tentei trazer mais dignidade para os animais do canil municipal, mas também nos preocupamos com a população envelhecida e isolada através de várias propostas como a criação do Gabinete do Cuidador Informal”, acrescenta, concluindo que “fomos o partido mais ativo no concelho, com mais propostas na Assembleia Municipal, com uma visão alternativa para as políticas municipais. Uma visão que está cansada da rotina do PSD e PS que na maioria das vezes pouco divergem”.