Câmara de Nelas investe na maior Zona Industrial do Concelho

Foi hoje aprovado em reunião de Câmara de Nelas o relatório final do júri do concurso público da reabilitação e ampliação do Parque Industrial de Nelas, bem como a minuta dos respetivos contratos a celebrar com as empresas de construção civil que ganharam o respetivo concurso.
As obras consistem na construção de 31 novos lotes para instalação ou de novas empresas ou ampliação das já existentes, na construção do novo arruamento do Chão do Grou, com ciclovia entre a rotunda da zona desportiva e o interior poente da zona industrial, passando nas Residências Séniores do Chão do Grou, requalificação da rede viária e de todas as redes nela existentes, como a rede de água, esgotos, comunicações, águas pluviais, gás, rede de incêndios, entre outras, e também melhoria da mobilidade ao nível dos passeios e espaços verdes.
O concurso está dividido em dois lotes, tendo apresentado a melhor proposta no lote n.º 1, relativa à zona nascente, a empresa “Irmãos Almeida Cabral, Lda“, pelo valor de 879.857,00€, e no lote n.º 2, relativa à zona poente, a empresa “Embeiral – Engenharia e Construção, SA“, pelo valor de 2.699.935,43€, ambos os valores sem IVA.
O total de investimento com IVA, nas referidas empreitadas, cifra-se assim no montante de 3.794.579,98€, montante este que, com projeto de execução e fiscalização da obra, pode atingir o valor de 4 milhões de euros, estando financiado este projeto no Centro2020/PT2020 com um apoio FEDER a fundo perdido de 2.300.000,00€, ficando a parte restante por conta do Município, e tendo a obra a duração de 18 meses.
Com esta reabilitação e ampliação do Parque Industrial de Nelas, a ligação do seus esgotos domésticos e industriais pré-tratados à nova Grande ETAR de Nelas III (ligação também efetuada à Zona Industrial do Chão do Pisco e construção em curso de uma nova ETAR na Zona Industrial da Ribeirinha, em Canas de Senhorim), fica esta Zona Industrial de Nelas, bem como as outras Áreas de Acolhimento Empresarial em excelentes condições para continuar a receber projetos de investimento, quer de novas empresas, quer para crescimentos das empresas já instaladas.
Fonte: CM de Nelas