Autarquia de Mangualde regista dívida real mais baixa dos últimos 20 anos

A Câmara Municipal de Mangualde aprovou na última reunião de Câmara, as contas relativas ao exercício de 2020, registando uma queda de 881 mil euros na sua dívida total, face ao exercício de 2019.

Estas contas refletem uma situação económica e financeira do município com grande equilíbrio e sustentabilidade.
O Balanço reflete um património líquido de cerca de 60 Milhões de euros e bons indicadores de autonomia financeira, de solvabilidade e de liquidez.
A Demonstração de Resultados reflete eficiência e sustentabilidade com um resultado líquido de 1,5 Milhões de euros. O saldo de gerência atingiu o valor de 2,7 Milhões de euros, tendo-se registado uma poupança significativa sobre as operações correntes que alavancam as operações de investimento e dão suporte, em capitais próprios, às candidaturas aos fundos europeus.
A Dívida baixou de 7,655 Milhões de euros para 6,774Milhões de euros, ou seja, menos 881 mil euros, menos 11,5%, atingindo, em termos reais, o valor mais baixo nos últimos 20 anos.
Para o Presidente da Câmara, Elísio Oliveira, “Temos conjugado uma grande dinâmica de desenvolvimento e progresso, transversal no território e nos setores, no ambiente, na regeneração urbana, na economia, na rede viária, na educação, cultura e desporto, no apoio às instituições, no combate à pandemia, etc. com contas saudáveis e sustentáveis, de forma a não hipotecar o futuro, e fazendo o melhor aproveitamento dos fundos comunitários”.“Sustentabilidade financeira e forte ambição de progresso, exprimem bem a marca do executivo camarário.”, sustentou o Autarca.
Fonte: Página no Facebook do Município de Mangualde