Ciclismo:Grande Prémio Abimota é o próximo desafio para a Tavfer-Measindot-Mortágua

A Equipa Continental UCI Tavfer-Measindot-Mortágua inicia o mês de junho com o Grande Prémio Abimota que tem data marcada para o próximo fim de semana, nos dias 5 e 6 de junho. Esta prova dá início a um mês de junho muito preenchido com 14 dias de competição.

O Grande Prémio Abimota, uma das mais tradicionais provas por etapas do país, vai juntar o pelotão profissional e sub-23 para duas etapas. A tirada inaugural vai ligar Fátima a Vouzela, numa longa viagem de 197,3 quilómetros, tendo dois prémios de montanha de terceira categoria, o último ainda a 45,3 quilómetros da meta. A partida vai acontecer às 11h50, prevendo-se a chegada para as 16h45. Pelo meio, haverá a passagem por Mortágua que será feita ao quilómetro 143. Os corredores abordarão a vila pela rotunda do Intermarché (15:30h) seguindo depois em direção a Vouzela, onde poucos quilómetros mais à frente terão um Prémio de Montanha na Felgueira. A passagem no alto está agendada para as 15:45h sensivelmente.

No domingo o pelotão inicia as pedaladas em Anadia, às 12h50, encontrando a meta em Águeda, depois de percorridos 158 quilómetros, cerca das 16h50. As subidas de Sever do Vouga, Talhadas e Belazaima do Chão, dentro dos 55 quilómetros finais, proporcionam oportunidade para fazer a seleção de valores.

Para esta competição contamos com os regressos de Joaquim Silva e Gaspar Gonçalves mas também com a participação de Pedro Paulinho, Rui Carvalho, Francisco Morais, Ángel Sanchez e Iúri Leitão.

Xavier Silva, diretor adjunto da equipa, admite que “Esta é uma prova com bastante tradição no calendário português. Este ano mesmo com menos dias de competição é uma prova muito especial para nós pois irá passar em Mortágua e vamos querer naturalmente correr para ganhar.”