Viseu.”Capitão de Abril” morre aos 75 anos

A família do Coronel Arnaldo Carvalhais da Silveira Costeira comunica o seu falecimento, aos 75 anos de idade, ocorrido ao início da manhã deste sábado, 8 de Maio de 2021. O desenlace decorreu após um longo combate a um quadro de doença prolongada, que se agravou ao longo da última semana, tendo partido de forma serena na sua residência, rodeado dos seus familiares mais próximos.

Nascido em Lamego a 20 de abril de 1946, coronel do Exército Português na reforma, Arnaldo Carvalhais Costeira foi Capitão do Movimento das Forças Armadas, contribuindo decisivamente aos comandos da força militar, que saiu na madrugada de 25 de Abril de 1974, do Regimento de Infantaria 14 de Viseu. Da sua participação nesse momento marcante da história recente de Portugal, escreveu e publicou o livro “Eu, Capitão de Abril me confesso” onde deixa perpetuada a descrição dos acontecimentos que antecederam o movimento dos capitães, todos os detalhes das operações no terreno e importantes testemunhos dos meses que se seguiram ao derrube do regime. Foi ainda Comandante do Regimento de Infantaria 14 de 1993 a 1996.

Foi condecorado, por S. Exa. o Senhor Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, em 26 de fevereiro último, com a Ordem da Liberdade – grau de Grande-Oficial, que considerou “uma justiça ainda não cabalmente prestada” aos capitães de abril.

Espírita convicto, dedicou-se integralmente à direção da Associação Social Cultural Espiritualista de Viseu (ASCE Viseu, IPSS), importante instituição particular de solidariedade social da região, sendo um dos seus cofundadores e à qual presidia desde a sua criação, em 1977, onde desenvolveu profícua atividade social e de divulgação de mensagem espiritualizante.

Conforme a sua vontade, o corpo será velado, a partir das 15h, nas instalações da sede da ASCE, onde serão prestadas as últimas homenagens, salvaguardadas e cumpridas todas as normas impostas pelo combate à COVID-19.

O funeral será domingo, pelas 15h, no cemitério de Pindo e está reservado à família e amigos próximos por causa da pandemia.