Delegação da Cruz Vermelha em Oliveira do Conde vandalizada

Vítor Figueiredo, fundador da Delegação da Cruz Vermelha Portuguesa de Oliveira do Conde, mostrou na sua página no Facebook, os atos de vandalismo de que foi alvo a delegação situada em Oliveira do Conde.

“A maior humilhação que se pode fazer a uma população, autentica pilhagem e destruição de bens que se encontravam dentro da sede da CVP, hoje extinta sem explicação a quem de direito. Tudo espalhado, equipamento de proteção individual e muitas outras coisas destruídas por vontade de alguém que apostou em destruir a Delegação. Não há nada para apontar dos operacionais a quem deram o seu melhor e a quem empresas particulares e Camara Municipal ofereceram os EPI. Não é admissível que em nome da Cruz Vermelha se pratiquem estes atos de vandalismo, desrespeito a voluntários, Câmara Municipal, população e empresas. Se duvidam vão visitar e olhem pela janela, já que as chaves têm a CVP DE SILGUEIROS. Sinto nojo dos incapazes de resolver situações e usam os meios mais anti Democráticos num país de direito e deveres, em nome da CVP? Aonde chegamos? A única consolação é que acreditamos na justiça, esta tarda mas não falha. Quero informar que estas fotos foram tiradas na presença de dois Zeladores e um ex curador, dos expassos exteriores”, escreveu.