Campanha de educação ambiental decorre em Oliveira do Hospital

Campanha de educação ambiental a decorrer em Oliveira do Hospital

O Município de Oliveira do Hospital está a ser palco, durante esta semana, da apresentação do Plano de Sensibilização e Educação Ambiental, iniciativa da Associação de Municípios da Região do Planalto Beirão. Através da exposição itinerante “Ideia com Futuro – Reciclar no Planalto Beirão”, que compreende um conjunto de atividades lúdico-pedagógicas, vídeos, apresentações e jogos interativos, pretende-se sensibilizar a população para a importância da Economia Circular e do papel de cada um na separação dos resíduos para reciclagem.

Até ao final da semana, este camião expositivo vai percorrer várias freguesias do concelho estacionando junto das escolas onde os alunos são convidados a conhecer de perto a exposição que é acompanhada por dois agentes de sensibilização, que abordam a problemática da gestão dos resíduos urbanos e reforçam a importância de fazer a separação dos resíduos de embalagem, para que possam ser reciclados e transformados em matéria-prima para novos produtos. No local, os agentes garantem ainda o cumprimento de todas as regras aplicáveis de distanciamento social e medidas de higiene.

O ponto de partida aconteceu no Largo Ribeiro do Amaral onde o presidente do Planalto Beirão, Mário Loureiro reforçou a importância deste “investimento na educação ambiental” que chega agora a Oliveira do Hospital, concelho que há cerca de “dois anos entregou toda a recolha concelhia à Associação”. Deu conta ainda dos vários investimentos realizados pela Associação, após financiamento e que possibilitaram a “aquisição de equipamentos como viaturas, ecopontos, ilhas ecológicas” bem como esta aposta na sensibilização pública. Aos oliveirenses, Mário Loureiro pediu atenção “a este programa de reutilização de resíduos porque precisamos de um melhor ambiente e a economia circular é essencial, quer em termos económicos quer ambientais”.

“Esta campanha vem na hora certa” avançou o anfitrião José Carlos Alexandrino certo de que este Plano de Sensibilização “poderá fazer a diferença” e vai contribuir para “criar consciência cívica, ecológica e ambiental na população” com particular enfoque nos mais jovens que são o alvo privilegiado desta ação por estes dias, e que precisam “ter um mundo mais ecológico”.

O presidente do Município de Oliveira do Hospital lembrou que a autarquia não paga a reciclagem mas os depósitos em aterro e por isso a separação de lixo é tão importante, tendo sido instalados, nos últimos tempos, “63 ecopontos de superfície e 16 ilhas ecológicas na cidade e algumas freguesias”. Um “investimento, com apoio do POSEUR, que rondou os 500 mil euros” e que veio conferir “modernidade” à cidade onde não há ecopontos de superfície.

Também o vice-presidente da autarquia oliveirense, José Francisco Rolo sublinhou a importância para a prática dos 3R’s – Reduzir, Reutilizar e Reciclar por toda a comunidade que possibilitará “valorizar resíduos reduzindo os custos para o cidadão e os municípios”, e por isso a autarquia tem vindo a concretizar investimentos em equipamentos e sensibilização “para uma correta e eficaz deposição dos resíduos”.

Sobre esta ação itinerante junto das escolas, o também vereador do Ambiente considera que é “ter a comunidade escolar aliada” a esta causa e objetivos porque permite aos alunos – “os melhores produtores de mudança de comportamentos – apreender conhecimentos, reproduzir as boas práticas em casa e disseminá-las por todos”. A campanha de sensibilização é acompanhada pela entrega de miniecopontos domésticos, cerca de 6 mil, em todo o concelho para promover a separação de resíduos em casa e posterior deposição nos ecopontos respetivos. “Estamos a cuidar do ambiente, a defender a biodiversidade e a garantir o futuro das nossas comunidades. Estamos a falar do que é fundamental para as nossas vidas: sustentabilidade”, concluiu José Francisco Rolo.

Município de Oliveira do Hospital, 28 de abril de 2021