O que esperar das Autárquicas em Carregal do Sal

Estamos a chegar à hora de todas as decisões em matéria de candidatos à próxima eleição para as autarquias, que se deverá realizar em setembro ou outubro de 2021. Até final do mês, mais nomes serão conhecidos, um pouco por todo o país, e nas primeiras semanas de abril, os processos estarão todos concluídos.

No concelho de Carregal do Sal, depois do PSD ter apresentado o seu candidato (o independente e advogado, Luís Fidalgo), o PS prepara-se para decidir qual o seu cabeça de lista à Câmara Municipal.

Fonte ligada ao partido,  adianta ao nosso jornal que dentro de poucos dias a estrutura nacional deverá confirmar o nome do médico Paulo Catalino, líder da concelhia e da bancada socialista na Assembleia Municipal. A confirmar-se representa a saída de cena do atual Edil, Rogério Abrantes. Resta saber se foi por vontade própria que decidiu não se recandidatar a um terceiro e último mandato.

O candidato do PSD, Luís Fidalgo, já saiu entretanto em defesa de Rogério Abrantes, usando a sua página no Facebook:

“O Presidente da Concelhia do PS assumiu-se prematuramente como candidato à Câmara Municipal, pretendendo, com isso, impedir a recandidatura do actual Presidente da Câmara. As “coisas” não têm, infelizmente, sido bonitas de ver e acompanhar. A verdade é que a inusitada e censurável postura do Presidente da Concelhia do PS, fundamentada numa incompreensível ambição pessoal, “deitou para o lixo” o princípio e a “regra”, definida e vincada pelo seu Secretário Geral, António Costa, da “recandidatura” dos actuais Presidentes de Câmara. Mas… ao que parece, um verdadeiro “golpe de teatro” está em preparação!!! O receio da perda da Câmara para o PSD, está a obrigar a deitar por terra tal “regra” fixada pelo Secretário Geral do PS, António Costa e, ao que se sabe, irá ser “imposta” uma candidatura em Carregal do Sal, com violação de um “princípio” ou “regra”, há muito definido por António Costa e que visou, precisamente, impedir “golpes de aparelho”, como o que foi preparado pelo Presidente da Concelhia do PS”.Se isto se confirmar…. onde ficam os “valores”!!!???

Na mesma publicação a  Vice Presidente da concelhia do PS, Celina Gomes, reagiu da seguinte forma:  “Percebi. Estamos num concelho de atores. Quando há uns anos um vereador eleito pelo PS (que tinha sido cabeça de lista) se muda, a meio do mandato, para o PSD, onde ficaram os valores? Depois faz um mandato pelo PSD e candidata-se pelo CDS. Onde ficaram os valores e as convicções? E agora volta a ser candidato pelo PSD. Onde estão os valores e as convicções? Ou será interesses pessoais? Ou será teatro? O PS tem os seus órgãos democraticamente eleitos para tomar as decisões que entender”.

Na corrida à Câmara Municipal está também praticamente certo Hermínio Marques, professor e ex diretor do Agrupamento de Escolas de Carregal do Sal. Deverá encabeçar a lista pelo Bloco de Esquerda, que pela primeira vez concorre a este órgão. A apresentação oficial deverá ocorrer em Abril.

Aguardam-se ainda eventuais candidaturas do CDS e do Chega e talvez de outros partidos.