Luso Finsa é a causa de foco de poluição hídrica na Zona Industrial de Nelas

O Bloco de Esquerda, aquando da realização de um Périplo Ambiental pelo sul do distrito de Viseu com Marisa Matias, em novembro, denunciou mais um foco de poluição hídrica na Zona Industrial de Nelas. A denúncia foi apresentada à Agência Portuguesa do Ambiente, SEPNA-GNR e IGAMAOT.

Na resposta recebida este mês, o SEPNA-GNR afirma que verificou a coloração escura e odor a “resina” das águas, presumindo assim que a proveniência da poluição seria a empresa Luso Finsa.

Depois de levantar algumas caixas de saneamento com o intuito de verificar a proveniência da rejeição, o SEPNA-GNR confirma que a poluição injetada na rede de águas pluviais provém da empresa Luso Finsa.

No final da fiscalização ficou ainda estipulado, pela APA-ARH de Viseu, que posteriormente iria ser efetuada uma colheita com vista a verificar, ou não, o cumprimento dos parâmetros da licença da referida empresa.

Este ponto de descargas poluentes é apenas um dos vários que existem no concelho e que têm duas origens: as ETAR ou a indústria, como neste caso. Apesar dos investimentos que têm havido em Nelas, a maior parte dos ribeiros daquela zona continuam visivelmente poluídos, com espuma e maus cheiros.

Assim, o Bloco de Esquerda reafirma a sua posição na defesa de ações que garantam o fim dos focos de poluição hídrica:

  • Capacitar e assegurar o pleno funcionamento das atuais ETAR para fazer os tratamentos necessários;
  • Criar condições para que as águas pluviais também sejam alvo do devido tratamento;
  • Apurar responsáveis, numa investigação séria e continuada que possa condenar quem polui os cursos de água.

Continuaremos a acompanhar e denunciar esta e outras situações que coloquem em causa o ambiente e a saúde pública!

A Comissão Coordenadora Distrital de Viseu do Bloco de Esquerda