Santar celebrou o 93º aniversário de elevação a Vila

Foi ao som do hino nacional e com o içar da bandeira da União de Freguesias de Santar e Moreira, do Município de Nelas, de Portugal e da União Europeia, que se iniciaram as comemorações do 93º Aniversário de elevação de Santar a Vila, cerimónia que contou com o Presidente da Junta de Freguesia e restantes elementos da sua equipa, incluindo da Assembleia de Freguesia, com o Presidente da Câmara e Presidente da Assembleia Municipal, Vice-Presidente da Câmara, adjunto do Presidente da Câmara e outras personalidades presentes.
De seguida a comitiva visitou as obras da infraestrutura CAVES- Centro de Artes do Vinho e do Espaço de Santar, obras já em curso por parte do empreiteiro e que constitui uma enorme aspiração da população, associações e autarcas da freguesia.
Nas Fontanheiras, no espaço fronteiro à Igreja de S. Cristóvão local, foram plantadas quatro tílias de média dimensão, cada qual apadrinhada; uma pelo Presidente da Junta e restante executivo a qual batizaram de ESPERANÇA (num futuro mais risonho para as pessoas e as comunidades depois desta terrível pandemia que ainda vivemos); outra pela representante da Assembleia de Freguesia, que batizou de UNIÃO (entre todos os povos e localidades, maiores ou mais pequenas, da freguesia); outra pelo Presidente da Assembleia Municipal, que batizou como COESÃO (sinal do reforço de desenvolvimento igualitário entre todas as comunidades e todas as pessoas ); e ainda outra pelo Presidente da Câmara, que batizou como GRATIDÃO (nisso querendo agradecer à população das Fontanheiras que no final de 2017 deixou sacrificar as pequenas tílias que tinha plantadas naquele local para que os camiões pudessem aceder, na sua circulação, ao Rio Dão para proporcionar água às populações e unidades fabris na grande seca da época).
Depois da missa na Igreja Matriz, cerimónia com regresso presencial este domingo, depois de mais de dois meses de ausência e com uma rica e bonita homilia sobre o espírito de missão que a todos, da mais relevante personalidade ao mais humilde cidadão, está reservada, sem necessidade de esperar qualquer reconhecimento ou gratidão, que não seja o da concretização do espírito de serviço ao outro, rumou a comitiva ao Cemitério de Santar, onde depositou um ramo de flores em homenagem aos Santarenses que já partiram, em especial aos que pereceram nos últimos meses e em solidariedade às suas famílias.
Foi, assim, com esperança, união, coesão e gratidão que se viveu mais um aniversário da LINDA VILA DE SANTAR.
Fonte : CM de Nelas