Autárquicas Carregal do Sal: O tabu de Rogério Abrantes que poderá avançar pelo PSD

O presidente da Câmara de Carregal do Sal,Rogério Abrantes, militante do PSD (com quotas pagas), eleito pelo PS, abriu o tabu sobre uma eventual recandidatura a um terceiro mandato. Disse ao nosso jornal: “Concerteza que a minha decisão está tomada, mas só a revelarei no momento que entender ser o ideal”.

Em guerra aberta com o candidato designado pela concelhia, Paulo Catalino, Rogério Abrantes opta por manter no “limbo”, não só o PS (leia-se estrutura nacional – que conforme já avançámos, vai optar por , salvo casos excecionais, reconduzir como candidatos os atuais autarcas), mas quiçá o PSD, pois temos informações de que poderá estar a negociar com o partido de que sempre foi militante, uma candidatura. Além da hipótese PS, uma última seria a saída de cena. Tudo em aberto.

Contactado pelo nosso jornal, o presidente da distrital de Viseu, Pedro Alves, remeteu-se ao silêncio. Um silêncio ensurdecedor. Também Rogério Abrantes, instado pelo nosso jornal a tomar uma posição sobre o assunto, não respondeu. Silêncios que falam por si.

O PS já tem candidato: Paulo Catalino. O PSD já fez um convite, declinado, ao empresário Filipe Rodrigues. O líder da concelhia, Manuel Santos, diz ao nosso jornal que são “assuntos internos” e, citada pelo Jornal do Centro, a distrital do PSD adianta que “chegou o momento de tomar a decisão”.