Crescimento do preço das casas desacelera: Mangualde regista forte aumento e Nelas redução

Os dados divulgados esta terça-feira pelo Instituto Nacional de Estatística (INE) mostram uma tendência de abrandamento nos crescimento dos preços das casas em Portugal durante o terceiro trimestre do ano.

O valor mediano das vendas de casas em Portugal ascendeu a 1.160 euros por metro quadrado no terceiro trimestre de 2020. Este valor representa uma subida de 2% em relação ao segundo trimestre de 2020 (12 meses até junho de 2020) e um aumento de 10,1% face a igual período do ano precedente (12 meses até setembro de 2019).

Nos cinco concelhos onde fazemos cobertura jornalística, excetuando Nelas, onde a variação homóloga foi negativa em 4%, nos restantes concelhos, registou-se uma variação positiva. Viseu teve um crescimento de 8,6% no preço/m2, que no final de 2020 foi de 973€ (próximo da média nacional).

Aqui deixamos os restantes concelhos, onde se destaca a forte valorização homóloga em Mangualde (18,6%), agora com um preço/m2 de 555€, ainda assim suplantado por Oliveira do Hospital, com 569€ por m2.

 

(Infografia de Jornal de Negócios online)

Nesta metodologia (a única em que o INE reporta os dados de todos os concelhos), os preços das casas desceram em 76 municípios na comparação com o trimestre anterior, estabilizaram em 14 e aumentaram em 212.

Na comparação homóloga (preço mediano nos 12 meses até setembro de 2020 contra preço mediano nos 12 meses até setembro de 2019) a descida de preços verificou-se em 56.