Hospital de Miranda do Corvo tem tecnologia de ponta, 55 camas e está fechado

O Hospital da Compaixão, construído pela Fundação Assistência, Desenvolvimento e Formação Profissional de Miranda do Corvo, está concluído, mas ainda não abriu.

Foram ali investidos 10 milhões de euros, com tecnologia de ponta e tem 55 camas disponíveis a ser usadas. É neste momento uma unidade hospital “fantasma”.

O presidente da Fundação ,em declarações ao nosso jornal, sublinha  que é apenas  “por falta de vontade” do Governo em reunir com seus dirigentes.

Jaime Ramos, nesta entrevista realizada pelo cronista residente do nosso jornal, Nuno Pereira, explica que a unidade de cuidados de saúde está pronta a funcionar, mas continua encerrada por falta de acordo com o ministério da Saúde.

Os doentes continuam a ter de percorrer dezenas quilómetros para terem acesso a cuidados hospitalares, em Coimbra. Explica ainda o que é e como serve a comunidade a Fundação Assistência, Desenvolvimento e Formação Profissional :

Parte 1

Parte 2