Escola de Queijeiros arranca em Viseu

Escola Superior Agrária de Viseu (ESAV) recebe amanhã, 6 de novembro, sexta-feira, a partir das 10h00, a primeira aula da “Escola de Queijeiros”. A formação, com coordenação do Politécnico de Viseu (PV) e Instituto Politécnico de Castelo Branco (IPCB), vai ser ministrada nas escolas agrárias das duas instituições de ensino superior, a ESAV e a Escola Superior Agrária do IPCB (ESA – IPCB).

Esta nova formação surge no âmbito do Programa de Valorização da Fileira do Queijo da Região Centro e envolve 14 parceiros, entre os quais o Politécnico de Viseu (PV) e a ESAV. Para as 20 vagas disponíveis da Escola de Queijeiros foram recebidas 58 candidaturas, que foram sujeitas a um processo de seleção, sendo que no total foram admitidos 23 formandos e matriculados 21, dos quais 7 da DOP da Serra da Estrela, 11 da DOP da Beira Baixa e 3 da DOP do Rabaçal. Os formandos têm como média de idade 44 anos e formação académica desde o antigo 5.º ano até ao doutoramento.

Em Viseu, a formação incidirá a sua ação no âmbito do queijo “Serra da Estrela”, sendo os candidatos selecionados provenientes de diferentes setores e origens geográficas e com diversas habilitações.

Para António Monteiro, Presidente da Escola Superior Agrária de Viseu, “a Escola de Queijeiros visa incentivar a atividade secular do fabrico do queijo Serra da Estrela, contribuindo para a fixação de novos produtores e valorização dos já existentes, promovendo um produto que é um ex-líbris da nossa região.”

Este portal utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização Saiba mais sobre privacidade e cookies