Fundação Lapa do Lobo completou 10 anos de vida

Entrevista com o Presidente do Conselho de Administração, Carlos Torres

Que balanço faz destes 10 anos de atividade e que momentos mais marcantes escolheria?

Não é fácil escolher um momento “mais marcante”, tantos foram eles ao longo destes 10 anos de existência. Mas enfim, já que me é pedida uma escolha, refiro a visita à Fundação Lapa do Lobo de Sua Excelência o Presidente da República em Abril de 2017. Foi o reconhecimento do mais alto magistrado da Nação de todo um trabalho desenvolvido por uma entidade da sociedade civil em prol da comunidade.

2Vivemos num período conturbado, que exigiu de todos uma grande capacidade de adaptação. A transição digital acelerou e as atividades culturais estão fortemente limitadas. Como reagiu a FLL? 

Naturalmente que a Fundação Lapa do Lobo também teve de se adaptar às actuais circunstâncias. Confinámos totalmente durante o período do estado de emergência, suspendemos o serviço gratuito de boleias, suspendemos as aulas presenciais dos cursos de aprendizagens e cancelámos muitos eventos já agendados e contratualizados. Temos promovido alguns eventos no pátio exterior, cumprindo sempre as normas sanitárias impostas pela DGS e pela nossa consciência. Temos também lançado algumas acções remotas, mas naturalmente que nada substitui o contacto pessoal e presencial.

O que nos pode perspectivar para o futuro da instituição*

O futuro da instituição Fundação Lapa do Lobo está devidamente acautelado e assegurado, pelo que logo que seja possível prosseguiremos o cumprimento dos nossos objectivos tal como o fizémos nestes 10 anos de existência, retomando a nossa actividade normal e todas as valências em que a mesma se desdobra. Que assim seja tão brevemente quanto possível!

 

Este portal utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização Saiba mais sobre privacidade e cookies