Nelas : Autarquia avança para a construção de nova ETAR em Canas de Senhorim

Foi assinado esta manhã o contrato de empreitada para construção de uma nova Etar na zona da Ribeirinha em Canas de Senhorim, entre a Câmara Municipal e a empresa “Lopes  e Irmão, Lda”, Etar essa que no futuro tratará todo o saneamento da Zona Industrial próxima, da Zona das Lameiras e Canas Nascente e terá potencial com mais investimento para o tratamento do saneamento de Vale de Madeiros.

O contrato tem o valor de 479.597€ e o prazo de execução de 12 meses contados depois do necessário visto do Tribunal de Contas (que se prevê ocorra em 60 dias), chegando o investimento total com projecto, fiscalização, terrenos e outros custos, a mais de 500 mil euros, financiamento que tem o apoio do PT2020/POSEUR Programa Operacional da Sustentabilidade e Uso de Recursos.

O Sistema de águas residuais de Ribeirinha/Canas de Senhorim Nascente realizará a drenagem e o tratamento das águas residuais pré tratadas da zona industrial da Ribeirinha, de acordo com o regulamento municipal, e ainda as águas residuais da bacia de drenagem de Canas de Senhorim Nascente/Lameiras. A Estação de tratamento de águas residuais do sistema tem como grande objectivo tratar satisfatoriamente todas as águas residuais urbanas, dotando esta zona de um sistema satisfatório de tratamento de águas residuais, produzindo-se assim uma mais-valia ambiental e social no concelho de Nelas. O sistema concebido permite abranger uma população equivalente de 1000 habitantes e funcionará em simultâneo com a nova Etar construída em 2014 na Zona poente de Canas de Senhorim.

O projecto tem, assim, como objectivos a execução da drenagem das águas residuais de Canas Nascente, a construção de um colector de chegada gravítico e de uma Etar que realize o tratamento satisfatório das águas residuais;

Tendo em conta as características especificas do efluente a tratar, bem como a qualidade exigida para a descarga, a ETAR é do tipo lamas activadas, com tratamento preliminar a montante, incluindo as seguintes fases principais: O nível de tratamento da nova ETAR da Ribeirinha, dimensionada para 1000 habitantes equivalentes, é secundário, baseado num sistema de lamas activadas, que permite responder às exigências de qualidade definidas para o meio receptor. Assim, a ETAR inclui os seguintes órgãos e respectivas etapas de processo :Fase líquida: – Obra de entrada, constituída por: Grelha de entrada de limpeza mecânica (com “by-pass” para limpeza manual); Câmara de remoção de areias;- Reactor biológico, constituído por: Tanque de arejamento em regime de arejamento prolongado; – Decantador secundário circular equipado com ponte raspadora;- Estação elevatória constituída por: Recirculação de lamas, elevação das lamas em excesso e elevação de escumas. E a Fase sólida constituída por Espessador gravítico para espessamento e armazenamento das lamas produzidas (que serão transportadas periodicamente até à ETAR de Canas de Senhorim ou até à ETAR de Nelas III).

A assinatura deste contrato de empreitada sucede depois de terem ficados desertos os dois concursos públicos anteriores lançados em 2018 e inicio de 2019 para o mesmo efeito, havendo necessidade de aumentar o preço base para que um empreiteiro estivesse disposto a fazer a obra.

Com a implementação desta operação estamos a garantir a drenagem e tratamento de águas residuais de uma forma satisfatória em toda a população de Canas de Senhorim, conforme compromissos assumidos no sentido de resolução acelerada de todos os problemas ambientais existentes no Município de Nelas.

Fonte : CM de Nelas

Este portal utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização Saiba mais sobre privacidade e cookies