Amianto Escola de Oliveira do Hospital.Substituição das placas de fibrocimento em “lançamento de novo procedimento”

Instada pelo nosso jornal a esclarecer o prazo para a resolução definitiva do problema da toxicidade do amianto na Escola Básica e Secundária de Oliveira do Hospital, a autarquia assegura estar a “ultimar o projecto de lançamento de novo procedimento, com a burocracia que é inerente a este tipo de situações”, isto em virtude da empresa a quem, anteriormente, foi adjudicada a obra “não ter cumprido com o que estava estava estabelecido no concurso daquela empreitada”.
A edilidade garante que o risco para a saúde (potencial cancerígeno), das placas de fibrocimento, está, no entanto, “devidamente acautelado”.
Por último, enfatiza que neste processo “existiu um  grande esforço por parte da Câmara Municipal para obter financiamento para a obra em questão, através de um protocolo com o Ministério da Educação, num edifício escolar que não está sob a alçada da Câmara Municipal”.

Este portal utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização Saiba mais sobre privacidade e cookies