Investigadores do Politécnico de Viseu desenvolvem tecnologia para mobiliário com cardo

No âmbito do projeto “LIGHTWOOD – Compósitos de madeira e poliuretano inovadores” (CENTRO-01-0246-FEDER000003-6183), um grupo de investigadores do Politécnico de Viseu desenvolveu uma nova tecnologia de compósitos de madeira, recentemente patenteada, que combina partículas de madeira e cardo com uma matriz de espuma de poliuretano para obter um material leve, mas resistente mecanicamente. A planta do cardo (Cynara cardunculus) é utilizada na produção de queijo, mas só se aproveita a flor, pelo que as restantes partes da planta constituem um resíduo agroflorestal não aproveitado.

Inserido no conceito de economia circular, foi possível desenvolver um material compósito de baixa densidade, que foi usado no fabrico de uma linha de mobiliário para a fileira do queijo (sob a designação Say Cheese). 

A materialização da nova tecnologia desenvolvida resultou na criação de peças de mobiliário apresentadas publicamente em dois dos maiores certames internacionais de design e mobiliário: London Design Fair e Salone del Mobile (Milão), tendo suscitado a atenção generalizada de vários representantes europeus da indústria deste sector. 

LIGHTWOOD marcou presença, de 19 a 22 de setembro, na London Design Fair integrado no stand de Portugal, a cargo da Associative Design e da AIMMP – Associação das Indústrias de Madeira e Mobiliário de Portugal) (https://www.londondesignfair.co.uk/galleries/portugal-best-portugal-associative-design). No Salone del Mobile, Milão, evento que decorreu entre os dias 9 e 14 do passado mês de abril, estiveram presentes os membros do projeto: Luisa Carvalho, Jorge Martins, Cristina Coelho e Marcelo Oliveira, docentes do Departamento de Engenharia de Madeiras da ESTGV/IPV, e o bolseiro de investigação Nuno Ferreira. 

(https://www.salonemilano.it/)

O projeto “LIGHTWOOD – Compósitos de madeira e poliuretano inovadores” é coordenado pelo Departamento de Engenharia de Madeiras da Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Viseu do IPV, através do seu grupo de investigação aplicada em tecnologia de processamento de derivados de madeira inovadores WBPTech | Grupo de I&DA Wood Based Products Technology, que desenvolve há mais de 20 anos soluções para a indústria de compósitos de madeira. O projeto contou com a colaboração dos designers da empresa portuguesa RO:SE e do professor Paulo Barracosa da Escola Superior Agrária do Politécnico de Viseu. São parceiros do projeto: ARCP, IPB, FEUP, LEPABE, RO:SE.

https://dep.estgv.ipv.pt/departamentos/demad/lightwoodconcurso/

O projeto, co-financiado pelo FEDER através do PT2020, no âmbito do Programa Operacional Competitividade e Internacionalização, tem por objetivo potenciar os resultados de I&D obtidos no projeto LightFillers (QREN), em que foi desenvolvido um painel de baixa densidade, baseado na combinação de partículas de madeira com uma matriz de espuma de poliuretano, que foi objeto de patente a nível nacional, demonstrando a viabilidade técnica da sua aplicação em mobiliário de forma a aumentar a competitividade das empresas da região centro, a montante (produtores de derivados de madeira) e a jusante (fabricantes de mobiliário).

Departamento de Engenharia de Madeiras • ESTGV • IPV

Joaquim Amaral • Comunicação e Relações Públicas • IPV

Este portal utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização Saiba mais sobre privacidade e cookies