Autarquia de Viseu investe 900 mil euros na requalificação do Bairro de Santa Rita (Abraveses)

Intervenção permitirá reabilitar um dos mais antigos bairros de Viseu. Obra demorará um ano

O Executivo Municipal aprovou esta quinta-feira, 3 de outubro, o lançamento do concurso da empreitada de requalificação do Bairro de Santa Rita, em Abraveses.

Com um prazo de 364 dias, a intervenção tem um custo na ordem dos 900 mil euros.

A empreitada em causa vem satisfazer uma ambição antiga dos moradores daquele bairro, um dos mais antigos de Viseu.

A intervenção inclui trabalhos de abate de árvores, plantação de novas espécies, ajardinamentos, colocação de molok’s, correção de passeios, pavimentações, sinalização vertical e horizontal, drenagem de águas pluviais e residuais, abastecimento de águas, instalações elétricas e de telecomunicações e iluminação pública.

A reabilitação do Bairro de Santa Rita decorre no âmbito do programa municipal “Eu gosto do meu bairro”, no qual já foram intervencionados cinco bairros – alguns com várias fases de obra -, num total de 888 mil euros. 

Em fase de adjudicação da empreitada está também a Urbanização Viso Sul, o Bairro das Mesuras (2.ª fase) e o Bairro da Quinta de São José. Estas intervenções totalizam um valor global superior a 1,3 milhões de euros.

A par disso, foi já lançado o concurso público internacional para a requalificação do Bairro Municipal, num valor de cerca de 7 milhões de euros.

Também no Bairro da Balsa vão ser requalificados três blocos habitacionais, num valor aproximado de 600 mil euros.

“O programa ‘Eu gosto do meu bairro’ permite devolver a atratividade e a centralidade a alguns dos bairros mais importantes e queridos do concelho. Permitirá reforçar o bem-estar de muitos milhares de residentes, alguns nos respetivos bairros desde a sua criação”, destaca o Presidente da Câmara Municipal, Almeida Henriques.

175 mil euros para 9 freguesias

Também esta quinta-feira, o Executivo Municipal aprovou um conjunto de contratos-programa e protocolos com 9 freguesias do Concelho.

O valor total é de cerca de 175 mil euros e visa a manutenção e reparação da rede de fontanários, requalificações de ruas, criação e manutenção de escolas de música, reparação de estradas, entre outras.

 “Este Executivo tem feito um investimento democrático e de proximidade sem precedentes na melhoria da qualidade de vida de todos os cidadãos do Concelho, bem patente no valor já investido nas freguesias. Damos um bom exemplo ao Estado do que é praticar a coesão territorial”, refere o Presidente da Câmara, Almeida Henriques.

Desde 2013, o Município já investiu mais de 73 milhões de euros nas freguesias, traduzidos em mais de 1.000 obras de proximidade, a que acresce mais de 40 milhões de euros no sistema de água e saneamento.

Até final deste ano, será inaugurados mais de 5 milhões de euros de obra em fecho do sistema de água.

1,2 milhões de euros para refeições escolares

O Executivo Municipal aprovou ainda a abertura de procedimento para fornecimento de refeições, para 2020, nos estabelecimentos de ensino do pré-escolar e 1.º ciclo de Viseu. O valor base por refeição a pagar pelo Município é de 1,96 euros.

Partindo de uma previsão de 3.100 alunos e da necessidade de assegurar o fornecimento de refeições escolares durante os dias úteis letivos, as interrupções letivas e a transição de ano letivo, estimam-se necessárias 620 mil refeições com um custo total estimado de quase 1,2 milhões de euros.

“Não entendemos este valor que destinamos às refeições escolares como uma despesa, mas sim como um investimento. Estamos a investir na saúde das nossas crianças”, observa o Presidente da Câmara Municipal. 

O fornecimento de refeições nos estabelecimentos de ensino visa assegurar uma alimentação equilibrada e adequada às necessidades da população escolar, segundo os princípios dietéticos preconizados pelas normas de alimentação definidas pelo Ministério da Educação, e com a observância das normas gerais de higiene e segurança alimentar a que estão sujeitos os géneros alimentícios.

As ementas são elaboradas por uma nutricionista da empresa adjudicatária, sendo entregues semanalmente nas escolas e jardins de infância do concelho.

Ensino superior de Viseu com 380 alunos estrangeiros

As instituições de ensinos superior de Viseu têm mantido uma assinalável capacidade de captar alunos estrangeiros, atingindo o número significativo de 380 novos estudantes no presente ano letivo.

Em 2019/2020, o número de alunos estrangeiros nas escolas do Instituto Politécnico de Viseu ascende a 250, a Universidade Católica conta com 80 e o Instituto Piaget 50.

“Este é o melhor resultado de sempre das instituições de ensino superior de Viseu, o que denota a atratividade que estas têm demonstrado”, congratula-se Almeida Henriques.

Este portal utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização Saiba mais sobre privacidade e cookies