Furacão Lorenzo na Ilha de São Miguel

O Lorenzo afeta o Arquipélago dos Açores, mais nas ilhas do Norte e Centro. Professora de Nelas mora em Vila Franca do Campo (São Miguel) e fala ao nosso jornal sobre os seus efeitos, menos reduzidos do que se poderia esperar.

Marta Dias, Nelense, professora, há 13 anos, na EBS de Vila Franca do Campo, onde reside, revelou ao nosso jornal, esta tarde, que em São Miguel “não são esperados ventos muitos fortes, com o furacão a afetar com menor impacto as Ilhas do Sul”. “Já se nota alguma agitação marítima, mas estamos para já protegidos e as Escolas não fecharam”, relata-nos, desde a localidade onde leciona, que está situada na costa Sul da maior das nove ilhas dos Açores.

No vídeo que acaba de nos enviar de sua casa, é visível a agitação marítima, mas para já nada de preocupante, assim como o vento que sopra com alguma intensidade, mas não de forma a colocar em risco bens e pessoas.

Este portal utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização Saiba mais sobre privacidade e cookies