Entrevista Queijaria Vale da Estrela (Mangualde) : “Este é um projeto de e para a região”

Luís Ferreira, Administrador da Queijaria Vale da Estrela (Mangualde)

O queijo Vale da Estrela conquistou a medalha de prata no “Mondial du Fromage”, um dos concursos mais conceituados da Europa (foi atribuída pela primeira vez a um queijo Serra da Estrela DOP). Jorge Coelho partilhou o feito com os 40 pastores, as queijeiras e os agricultores da cooperativa.

Que importância a Vale da Estrela atribuiu a este galardão?

É um momento importante para a marca Vale da Estrela, pois, foi obtido num contexto internacional, logo em França, e em competição com os melhores queijos do Mundo. Mas acima de tudo é um prémio justo que reconhece a qualidade de um produto único como o QUEIJO SERRA DA ESTRELA VELHO DOP, elevando-o a um patamar de excelência, confirmando que que quem trabalha para a qualidade e a excelência acaba sempre por obter o justo reconhecimento. Uma palavra muito especial de reconhecimento para as nossas Queijeiras pelo seu extraordinário trabalho, à perseverança dos pastores que mantêm os seus rebanhos de Ovelha Serra da Estrela e a inequívoca singularidade do seu leite, e do papel no terreno da COAPE. Vem desta forma confirmar que produtos endógenos de qualidade singular, com história e tradição e sabores únicos, acabam por ter o justo reconhecimento. Na Vale da Estrela temos como propósito a missão de preservar um queijo com corpo e alma, que carrega história desde o século XII e as tradições de uma região e das suas gentes, proporcionando as pessoas a oportunidade de os degustar a um nível de excelência.

A vossa empresa, embora de criação recente (2017) é já um símbolo da região do Queijo Serra da Estrela DOP, promovendo o produto nacional e internacionalmente. Quais os fatores em que assenta esta estratégia bem sucedida? Quais os vossos principais canais e mercados?

Desde a fase de projeto que decidimos que este seria um projeto de e para a região. A missão com que partia, produzir única e exclusivamente o Rei dos Queijos Portugueses e um dos melhores do Mundo, o Queijo Serra da Estrela DOP, não poderia limitar-se a uma unidade de produção por si só. Na base a escolha de uma equipa coesa e unida por um espirito de missão, com forte ligação emocional aquilo que fazemos todos os dias e que nos enche de orgulho e que garante a excelência e a qualidade de tudo aquilo que produzimos, depois, entendeu-se desenvolver um conjunto de iniciativas com agentes que estão na cadeia de valor e dessa forma conseguir implementar e desenvolver um conceito de valor agregado. Conjuntamente com a COAPE estabelecemos um protocolo de colaboração para a vertente do leite de ovelha serra da estrela, tendo neste momento no circuito 40 pastores que trabalham connosco, com a ANCOSE na proteção da raça de Ovelha Serra da Estrela com quem colaboramos regularmente e de forma muito ativa aquando dos incêndios de Outubro de 2017, com a Estrelacoop Cooperativa dos Produtores de Queijo Serra da Estrela DOP fazendo parte da sua Direção, a ligação a Câmara Municipal de Mangualde, a CCDR-C, entre outras iniciativas. Implementamos conceitos de qualidade e excelência para elevar o patamar deste produto ao nível dos melhores do mundo, permitindo transporta-lo além fronteiras e dessa forma conferir um estatuto de Queijo Gourmet, um produto único e um momento de gula e prazer que perdura para sempre na nossa mente. Definimos também uma política de comunicação assertiva que engloba as iniciativas de degustação em Portugal e estrangeiro, presença em feiras, evento Vale da Estrela no arranque do alavão (novembro) uma newsletter mensal, etc.

Além da comercialização no mercado nacional, com destaque para a Loja Vale da Estrela na Queijaria, destacamos a presença nas Lojas dos Aeroportos, na Fromagerie Portuguesa em Gaia e a Mercearia do Museu do Pão em Seia. A nível internacional estamos presentes em diversos pontos de França com destaque para a Fromagerie Cantin, dirigida pela notória Marie Anne Cantin, afinadora de Queijos DOP Franceses, onde o Vale da Estrela é o único representante português. Em Inglaterra estamos presentes em varias delicatessen, na maioria dirigidas por portugueses, e no Luxemburgo num dos mais reputados distribuidores alimentares que abastece aquele mercado, Alemanha e Bélgica, La Provencale. Em Espanha vendemos na Casa Portuguesa, em Barcelona, vamos iniciar agora em Setembro distribuição na rede El Corte Inglês Espanha. Outros mercados de exportação têm sido a Arabia Saudita, Austrália, e no futuro forte hipóteses de iniciarmos as vendas para o Brasil, Macau e Estados Unidos.

Têm uma forte vertente pedagógica e de turismo associado ao Queijo Serra da Estrela. Tem sido uma aposta ganha?

Desde a fase de projeto que identificamos o potencial acrescido com a implementação de uma vertente de turismo gastronómico e vertente pedagógica. Por isso, a Queijaria Vale da Estrela tem uma área de mezanine com capacidade para 100 pessoas onde è possível assistir a todo o processo de produção e uma Loja onde vende todos os produtos que produzimos, mas também outros produtos da região, como o artesanato local, o azeite, o Vinho do Dão, etc.

Entendemos que sem consumidores bem informados não teremos o reconhecimento adequado de todo aquilo que envolve o processo de preservação de um produto com mais de 500 anos, totalmente artesanal, desde a fase de produção de leite à transformação em Queijo Serra da Estrela DOP, com origem em leite cru, algo muito raro a nível mundial, nomeadamente, de Ovelha. Este património não poderia ficar fechada dentro das paredes de produção, tem de ser partilhado com todos aqueles que procuram momentos únicos, de experiencias de saberes e sabores. Dessa forma, já recebemos desde 2017 mais de 1.000 alunos do ensino básico, mais de 500 alunos de ensino universitário, incluindo estudantes estrangeiros, instituições públicas, privadas, empresas de turismo etc.

Costumamos referir que esta região tem um potencial enorme desde o turismo de natureza (quem nunca pensou em vir à Serra da Estrela?), ao turismo da gastronomia (com a qualidade dos vinhos e um dos melhores queijos do mundo?), cultural, etc. Costumo referir que a região do Dão e muito semelhante à Borgonha francesa e que tem um potencial superior a explorar.

Temos recebido muitos turistas, portugueses e estrangeiros, que vêm visitar-nos para para verem a produção do Queijo Serra da Estrela DOP e Requeijão Serra da Estrela DOP, em que a nossa equipa, se solicitado, prepara uma mesa de degustação com todos os nossos produtos e vinho do Dão. A entrada da Queijaria Vale da Estrela na rota de que uma agência de turismo tem de excursões à nossa região fez aumentar o conhecimento dos produtos prevendo 2.500 pessoas durante 2019 neste circuito, maioritariamente, estrangeiros. Mas também portugueses que se deslocam propositadamente do Porto, Lisboa, Aveiro, Coimbra, etc, para visitarem a Queijaria Vale da Estrela.

Podemos afirmar que tem sido uma aposta ganha mas que podemos fazer ainda muito mais e é nesse sentido que estamos a trabalhar com os agentes locais, nomeadamente, com unidades de alojamento, Quintas de Vinho do Dão, com destaque especial para as localizadas em Mangualde e que têm um vinho de excelência, em que a Câmara Municipal de Mangualde tem tido um papel determinante na dinamização de sessões de trabalho e definição de estratégias articuladas e de conceção de rotas turísticas / gastronómicas.

A associação Queijo Serra da Estrela, vinhos do Dão resulta inequivocamente num casamento perfeito. Que papel têm tido e o que falta fazer na região para promover estas parcerias, a que podemos associar também os enchidos da região?

A Vale da Estrela desde o início que identificou o Vinho como o par perfeito do Queijo Serra da Estrela DOP, estando na região do Dão ainda mais certeza tínhamos dessa oportunidade. O Terroir de onde nasce o vinho do Dão e o mesmo onde as ovelhas serra da estrela se alimentam, o Terroir é único, os sabores são complementares, e logo, a combinação e inevitável. Podemos acrescentar o pão de centeio que confere um elemento de sabor e tradição importante nesta trilogia. Dessa forma temos estando sempre presentes nas iniciativas do Dão, desde o Dão Invicta, o Dão Capital, a Feira de Nelas e outras, procurando promover o Queijo Serra da Estrela DOP, a sua historia, a sua tradição, a forma de degustar, preservar e harmonizar com o vinho. Conforme referi anteriormente, cada vez mais temos de pensar numa logica de valor agregado, nesse sentido, e necessário implementar estratégias conjuntas na preservação e promoção dos produtos locais e endógenos de grau superior. Quando um turista chega a nossa região, os agentes económicos devem preferenciar os produtos locais de qualidade, tal como o Queijo Serra da Estrela DOP e o Vinho do Dão, devemos implementar rotas turísticas, restaurantes que promovam esses produtos e que possam ser destacados com um determinado selo de qualidade, etc. veja o que estamos a fazer ao proporcionar visitas a Queijaria com degustação dos nossos produtos, como alguns dos produtores de vinho do Dão já promovem as vindimas turísticas.

Hoje em dia não chega vender apenas produtos, se queremos criar valor acrescentado, distribuição de riqueza pela cadeia de valor, temos de ter a capacidade de criar experiencias únicas, memoráveis, com produtos de qualidade.

O nosso objetivo e conquistar um lugar na mente dos consumidores que permita perdurar essas memórias e assim a ligação aos nossos produtos.

Este portal utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização Saiba mais sobre privacidade e cookies