Sementeira lembra em Viseu o movimento Punk

Convencida de que as ideias não morrem e o punk também não, a SEMENTEIRA 7 conta com a associação cultural FORA DE REBANHO para celebrar esta cultura subversiva, veículo incontornável de lutas e protesto desde os anos 70. E fazemo-lo à volta de uma figura central da cena nacional, o saudoso JOÃO RIBAS (1965-2014). Desaparecido antes de tempo, a sua generosidade fica bem patente se considerarmos a dimensão monumental do legado que nos deixa, assente num corpo de trabalho que atravessa sucessivas vagas do estilo em Portugal. comandou ferozmente as bandas Ku de Judas, Censurados e Tara Perdida e participou em variadíssimos outros projectos, como Kamones e Osso Ruído.

A sessão arranca com o documentário UM PUNK CHAMADO RIBAS, numa projecção enquadrada pela presença do realizador Paulo Antunes, bem como de Pedro Mourinha e Miguel Canaverde (equipa técnica) para uma agradável conversa mediada por Miguel Maia.

E não fosse esta uma sessão punk, segue-se um concerto Do It Yourself (Faça Você Mesmo), momento de reavivar este património com as contribuições enérgicas de António Baptista (Basalto, Angriff), António Fonseca (Zurrapa, Nexo, DaFonseca, Xunga Revenge), Miguel Maia (Old Skull Inn), Nuno Mendonça (Zurrapa, Basalto), Pedro Sales (Zurrapa, Inercia, Verniz, Arco da Velha, On a Plain, Luna Celta), Rui Costa (Dr. Molotov, Inercia, Madame Limousine, Arco da Velha, On a Plain, Luna Celta ) e Vitor Vicente (Shiver, Bastardos do Cardeal).

A Sementeira 7 decorre nos dias 27, 28 e 29 de Setembro em Viseu com a sua sede nas Galerias Ícaro, reabrindo a Sala de Cinema que ali se encontra fechada desde 2005.
SOBRE O FILME Um Punk chamado Ribas conta a história de João Ribas, figura de proa de algumas das bandas de punk rock mais influentes e históricas de Portugal. Com recurso a testemunhos de músicos, amigos, familiares e radialistas, traça-se um retrato do músico e presta-se-lhe a devida homenagem. Nomes de peso do panorama musical português como Henrique Amaro (radialista), Tó Trips (Dead Combo) ou Orlando Cohen (guitarrista dos Peste & Sida e Censurados), entre muitos outros, falam da sua relação com Ribas, do seu génio e do homem que ajudou a moldar a cena Punk em Portugal. O filme estreou em 2019 no Festival IndieLisboa.

SOBRE O REALIZADOR Paulo Antunes nasceu na vila de Pontével, em 1987. Estreia-se como realizador com a curta-metragem Metamorfose (no âmbito do curso Kino-Doc), presente na 1.ª Edição do Festival Interuniversitário de Cinema e Conhecimento, Cinenova.
TODO O PROGRAMA Acompanha todo o programa da Sementeira 7 em:

Este portal utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização Saiba mais sobre privacidade e cookies