Portal da Queixa : Dispara o número de reclamações dirigidas às operadoras em agosto

Portal da Queixa – a maior rede social de consumidores de Portugal -, analisou os dados referentes às reclamações registadas contra as operadoras de telecomunicações e detetou um aumento do número de reclamações dirigidas às operadoras durante o mês de agosto: 1207 queixas. Em igual período do ano passado, foram registadas na plataforma 1127 queixas, verificando-se um aumento de 7%. Desde o início de 2019, já foram registadas mais de 8.700 reclamações contra o setor. A insatisfação com os serviços contratados continua a ser o principal motivo de reclamação.

insatisfação com os serviços contratados continua a ser o principal motivo de reclamação entre os consumidores portugueses, relativamente às operadoras de telecomunicações. Falhas e avarias no serviço de televisão, velocidades de internet muito abaixo dos valores contratados, traffic shaping nos períodos nocturnos, cancelamentos e instalações de serviço, são outros dos motivos reportados nos textos das reclamações apresentadas através do Portal da Queixa.

Balanço das reclamações 2018 vs. 2019: 

A operadora MEO é a marca com mais reclamações no setor das telecomunicações, sendo também a marca líder no número de reclamações no Portal da Queixa, com 3928 reclamações em 2019. Em seguida surgem as operadoras NOS com 2576 reclamaçõesVodafone com 1721 (que registou um aumento do número de reclamações na ordem dos 33%) e a NOWO com um total de 504.

Marca Número de reclamações

2018

Número de reclamações

2019

Variação

%

VODAFONE 1298 1721 33 %
NOS 2412 2576 8  %
MEO 4911 3928 – 20 %

(Período analisado: 1 de janeiro – 11 de setembro)

De acordo com a equipa do Portal da Queixa, face às reclamações recebidas e às avaliações dos consumidores, segue a lista das marcas e respetivos campos de avaliação:

Marca Índice de Satisfação Taxa de solução
NOS 71.7 53.2%
MEO 66.5 26.6%
NOWO 62.0 18.4%
VODAFONE 60.6 7.4%

Principais motivos das reclamações:

Motivos das reclamações total
Insatisfação Serviços   42%
Contrato 33%
Fatura 17%
Mau atendimento 6%
   

Perante a realidade dos números, Pedro Lourenço, CEO & Founder do Portal da Queixa, considera que:“Durante muito tempo, as operadoras alimentaram uma ideia de monopólio, junto dos consumidores, onde a qualidade era remetida para segundo plano em detrimento do fator concorrencial, o preço. Esta consciência global de que o serviço de apoio ao cliente das operadoras era todo igual, criou condições para que os consumidores se desacreditassem no resgate deste paradigma. Hoje em dia, devido ao impacto das redes sociais e plataformas de opinião como o Portal da Queixa, a tendência estratégica das operadoras será obrigatoriamente contornar este estigma, que em nada abona para a confiança e reputação que o setor das telecomunicações necessita. Por conseguinte, são os consumidores que tomam a dianteira do futuro do serviço de telecomunicações em Portugal, ao denunciarem com frequência o mau serviço prestado e as condições contratuais abusivas. Resta apenas aos administradores destas empresas, terem a humildade de assumir que as insatisfações são reais e diariamente relatadas pelos seus próprios clientes, na esfera social como o Portal da Queixa.” 

Alguns dos casos testemunhados no Portal da Queixa:

Manuel Café:“Contratei o serviço há 3 meses e ainda não tive um único dia sem falhas na internet.”

Francisco: “Neste momento encontro-me na Dinamarca e fiquei sem rede e sem dados móveis. O que aconteceu foi que não tinha saldo suficiente para renovar o tarifário e fiquei sem rede.”

Fátima Moura: “Participei a avaria no serviço internet no passado dia 27 de agosto e até à data (11 de setembro) continuo a aguardar o contacto do técnico para se deslocar ao local e resolver a situação.”

SOBRE O PORTAL DA QUEIXA:

O Portal da Queixa é uma startup tecnológica que se tornou numa referência nacional em matéria de consumo em Portugal. Lançado em 2009, com 10 anos de existência, posiciona-se hoje como a única e maior rede social de consumidores de Portugal. Por dia, recebe 400 reclamações, um total de mais de 300 mil reclamações até hoje, apresentadas por uma comunidade de 350 mil utilizadores registados online. O Portal da Queixa regista, todos os meses, 3,5 milhões de páginas visitadas pelos consumidores portugueses, que procuram na plataforma comunicar diretamente com outros consumidores, marcas e entidades públicas, além de compararem marcas com base no Índice de Satisfação. Mais de 6 mil marcas estão presentes na plataforma.

Os portugueses reconhecem o serviço prestado como uma mais-valia, por permitir apresentar uma reclamação em qualquer lugar, em apenas 3 passos e sem qualquer custo associado.

O Portal da Queixa não intervém na relação dos consumidores com as marcas e por isso não efetua a mediação entre as partes, no entanto, assim que uma reclamação é validada, é enviada uma notificação por email para a marca visada, permitindo que seja dada oportunidade de resposta e de resolução.

Para informações adicionais consultar
https://portaldaqueixa.com

Este portal utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização Saiba mais sobre privacidade e cookies