António Costa: “Portugal tem uma grande dívida para com o interior”

António Costa, afirmou ontem (21 de agosto) que o país tem “uma grande dívida para com o interior”, justificando que é nesta zona que se produz um quarto da energia consumida em Portugal.

“Aqui produz-se, no interior do país, um quarto da energia elétrica que o país consome. Hoje, felizmente, já produzimos metade da energia que consumimos, que é renovável, e metade da energia renovável que consumimos é energia hidroelétrica, e isso significa uma das grandes dívidas que o conjunto do país tem para com o interior”, admitiu o Secretário Geral do PS, que falava aos jornalistas depois de uma visita à Barragem da Aguieira, em Mortágua, no final dos primeiros dois dias de percurso pela Estrada Nacional 2 (EN2), deixando para a semana o restante percurso a começar no Algarve e a terminar do outro lado do Rio Mondego, no concelho de Penacova, distrito de Coimbra.

“Escolhi este local, porque esta barragem é muito importante e demonstra aquilo que todo o interior, e ao longo de toda EN2 tem para oferecer a todo o país”, enalteceu, depois de durante a manhã ter visitado a Cooperativa Capuchinhas do Montemuro, na aldeia de Campo Benfeito (Castro Daire).

António Costa realçou ainda que além da energia, há “outras oportunidades de desenvolvimento” que “estes planos de água hoje oferecem” e, nesse sentido, enalteceu um investimento de 5,5 milhões de euros que vão ser feitos pelo Grupo Visabeira “para aproveitamento dos recursos e oferta turística” na região, de acordo com informação do presidente da Câmara de Mortágua, Júlio Norte.

Este portal utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização Saiba mais sobre privacidade e cookies