Município de Viseu não faz distinção entre alunos do ensino público e privado

Executivo Municipal aprovou apoio superior a 1,1 milhões de euros para livros de fichas, manuais escolares, visitas de estudo, refeições e transportes escolares

O Município de Viseu tem, nos últimos 5 anos, implementado uma política de apoio às famílias em diversos domínios, entre os quais o setor educativo.

Desta forma, além da distribuição de kits escolares a todos os alunos do pré-escolar e do 1.º ciclo do concelho de Viseu, quer do ensino público, quer privado, o Município ofereceu, no ano letivo anterior, os livros de fichas a todos os alunos do 1.º ciclo.

Também em 2018/2019, o Ministério da Educação introduziu um sistema de empréstimo de livros aos alunos de todos os níveis de ensino até ao 12.º ano, de todos os estabelecimentos de ensino públicos do país.

Uma medida que deixou de fora os alunos do setor privado e que, para o novo ano letivo, o Município de Viseu irá colmatar, assumindo um apoio financeiro às escolas privadas do Concelho de Viseu, para que possam introduzir esse mesmo sistema de empréstimo de manuais escolares.

“Em Viseu não fazemos distinção entre os alunos do ensino público e do privado”, explica o Presidente da Câmara Municipal de Viseu, Almeida Henriques.

Desta forma, para o ano letivo 2019/2020, o Município de Viseu continuará a oferecer os kits escolares a todos os alunos do pré-escolar e do 1.º ciclo do concelho de Viseu, os livros de fichas a todos os alunos do 1.º ciclo, bem como irá apoiar as escolas privadas para aquisição dos manuais escolares e introdução do respetivo regime de empréstimo.

Só na aquisição dos livros de fichas e manuais escolares, o Município investe cerca de 220 mil euros.

Já esta quinta-feira, em reunião do Executivo Municipal, foi aprovado um protocolo com associações sem fins lucrativos para refeições escolares no pré-escolar e 1.º ciclo, num valor superior a 140 mil euros.

Foi ainda assinado um outro protocolo na componente de apoio à família no pré-escolar, no valor de 57 mil euros.

O Executivo aprovou também um acordo de colaboração para o programa de visitas de estudo do pré-escolar e 1.º ciclo, com diversos agrupamentos escolares, num valor próximo dos 80 mil euros e a aquisição de serviços de transporte escolar no valor de 689 mil euros.

Este portal utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização Saiba mais sobre privacidade e cookies