Faltam apoios a milhares de Agricultores lesados pelos incêndios

Imagem de Arquivo

A MAAVIM, teve conhecimento, que hoje o Ministro da Agricultura visitou as zonas afetadas pelos incêndios desta semana na região de Vila de Rei e Mação.

Achamos que todos devem ser ajudados e apoiados pelos prejuízos causados.

Não achamos correto que comparem as ajudas anunciadas hoje, às dos incêndios de 15/16 de Outubro de 2017.

Alertamos que existem milhares de pessoas com perdas Agrícolas, que nunca receberam apoio, quer monetário, quer técnico.

Explicamos que nunca os Agricultores de 15/16 de Outubro de 2017, como os de Junho de 2017, tiveram a possibilidade de serem apoiados na medida de 6.2.2. acima dos 400000€, porque as candidaturas nunca estiveram abertas para os Agricultores com essas condições.

Chamamos também para a atenção que mais de 10 milhões de Euros foram anunciados como entregues aos Agricultores afetados pelos incêndios de 2017, mas nunca chegaram a esses Agricultores.

Esperemos que não seja mais uma operação de campanha política, tendo em conta que o Sr. Ministro é candidato às próximas eleições, o que nos confere no direito de duvidar nas suas palavras, aparentemente de boa vontade. Vejamos que em Monchique os agricultores não receberam apoios simplificados e dos projetos a execução ainda não ultrapassou os 10%. E não esquecemos que em Mação nunca abriram apoios para as perdas dos incêndios de 2017, conforme sempre reivindicámos.

Desde os Incêndios de 2017 que milhares de pessoas estão à espera de ajuda para as perdas Agrícolas, Florestais e para um sector muito importante na região que são os apicultores.

Estamos Abandonados.

Nenhum plano de apoio à Agricultura e Floresta foi traçado para a região, e o futuro é medonho.

Nuno Tavares Pereira

Porta-Voz MAAVIM

Este portal utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização Saiba mais sobre privacidade e cookies