Diagnóstico do turismo/hotelaria no concelho de Nelas aponta a novos investimentos (Parte I)

O setor que mais puxou pela Economia portuguesa nos últimos anos, bateu recordes em 2018. Foram 21 milhões de turistas, dos quais 12,8 milhões de estrangeiros. No que toca ao PIB, o contributo total estimado das atividades turísticas foi de 19,1%.

Um recorde absoluto, que contudo ainda não se fez sentir, pelo menos nesta amplitude, no interior do país, em particular no concelho de Nelas, cujo número de camas na hotelaria é dos mais elevados da região.

O nosso jornal foi falar com empresários do setor e investidores que olham para a hotelaria e restauração como um setor atrativo e de grande potencial. João Paulo Monteiro, empresário do comércio/distribuição, acredita nu futuro do turismo na região. No seu estilo “low profile”, prefere dar passos seguros, e assim tem em fase final de construção o seu hotel em Algeraz, que terá 30 quartos e 10 apartamentos.

A abertura está prevista para janeiro de 2010. “O hotel terá uma decoração inspirada no vinho do Dão – ali faremos diversos eventos, ligados ao vinho e à gastronomia da Beira Alta”, conta ao nosso jornal. A aquisição, que acaba de concluir, de todos os terrenos contíguos ao edifício principal, vai permitir construir, além de mais apartamentos e quartos, “uma piscina, ginásio e jacuzzi”. O investimento de João Monteiro no setor, não se fica por aqui. No centro da Vila de Nelas, prepara-se para desenvolver novo projeto : “Uma Guest House ou Hostel, com restaurante, e mais 10 quartos”.

Concelho vai ter o primeiro cinco estrelas em Santar

Na vila “Coração do Dão”, vai também ser uma realidade a primeira unidade de alojamento no concelho, com cinco estrelas, na Casa das Fidalgas.

“O hotel será um boutique hotel de charme, mantendo toda a personalidade da casa, que sempre foi o denominador comum do que se pretende na vila de Santar – qualidade e  beleza dentro da sua autenticidade”, explica ao nosso jornal, José Luis Vasconcellos e Sousa, um dos promotores. A obra já está em execução.

João Rego, empresário na área do transporte de mercadorias e vinho, é outro dos investidores com interesse no setor. Projetos não faltam. Depois de gorada a possibilidade de instalar um hotel de cinco estrelas na Casa Maial (Caldas da Flegueira), imóvel que tem à venda, dado que, como justificou ao nosso jornal “não tenho capacidade financeira para avançar com o projeto”, revela-nos pretender “centralizar todos os investimentos em Santar”, designadamente com o “Fidalgas de Santar Rural Houses”. O objetivo é abrir ao público “durante o ano de 2020”, no Largo da Carvalha, mas esta “operação”, está condicionada a vendas que o empresário tem que fazer : “Tenho 17 imóveis para vender”, adianta.

 

Este portal utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização Saiba mais sobre privacidade e cookies