Associação do Folhadal recebe mais pessoas dementes. Construção do novo edifício poderá ser uma realidade

Os casos de demência no concelho de Nelas estão a aumentar. O diagnóstico suscita apreensão a Patrícia Monteiro, diretora técnica da Associação do Folhadal. Em declarações ao nosso jornal a responsável diz que a sua instituição tem recebido pessoas com demência desde há cerca de dois anos.

“Estamos a receber cada vez mais estas pessoas. Só no nosso centro de dia, temos quatro. Em sete anos tínhamos um ou dois, agora temos quatro e fora aqueles que não estão diagnosticados. Acho que os casos vão aumentar, o que me preocupa porque as famílias não têm suporte e as nossas estruturas também não estão preparadas para os receber”, revela-nos Patrícia Monteiro, explicando : “A Demência é uma condição em que ocorre perda da função cerebral e essa pode estar relacionada com vários fatores. Alguns fatores, como idade, histórico familiar ou mesmo associados a outras doenças. Não consigo justificar o porque do aumento, devido às doenças mentais serem uma área bastante diversificada e com muitas possíveis causas. Posso preparar-me e preparar a equipa que trabalha comigo e organizar medidas para maximizar a segurança dos nossos utentes de forma a proporcionar um ambiente familiar e confortável para que não se sentiam deslocados”.

A completar 80 anos de atividade, a Associação do Folhadal projeta a construção de um novo edifício. Rui Barros, tesoureiro, contou ao nosso jornal que “o projeto ainda está em fase de estudo porque nós só recentemente é que conseguimos adquirir um terreno contíguo às atuais instalações que vai permitir fazer umas instalações de raiz. Para já, ainda estamos na parte do sonho. Queremos chegar lá. A parte mais difícil foi a aquisição do terreno, porque as atuais instalações foram adaptadas mas já não cumprem hoje em dia os requisitos todos”. Instado a dar conta de eventual candidatura a Fundos Europeus, diz-nos : “Quanto a candidaturas para construção de novos equipamentos, que seja do nosso conhecimento não existe nada aberto  de momento. Pensamos (pelo que nos foi dito) que essas candidaturas irão abrir mas não sabemos em que data”.

Este portal utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização Saiba mais sobre privacidade e cookies