Pia baixinho. Opinião por Diogo Sousa

Alguém se lembra daqueles degredos morais que se sucederam no ano de 2002 quando se descobriu que existia um bando de “adoradores de meninos” que se juntavam numa casa e sodomizavam criancinhas sem remorsos das mazelas psicológicas que assombrariam as mesmas para o resto da sua vida?

Parece que mais um escândalo destes rebentou há pouco tempo. Um fã das atrocidades que se sucederam em 2002 decidiu que tentaria ultrapassar o recorde da altura. Parece que foi bem-sucedido, para além de ter conseguido infantes mais novos, por exemplo, 1 mês, também somou uns impressionantes 583 crimes de abuso sexual perpetuados a 8 crianças sendo que nestes crimes estão envolvidos sobrinhos e primos, conseguindo também o incrível feito de incesto, e para além disso também foi condenado a mais de 70 000 crimes de pornografia Infantil. Temos campeão este correu para a medalha de ouro!!!

Bem, parece que estou a ver a cara do “bibi” (Carlos Silvino), e os demais envolvidos nos crimes da casa pia, a desilusão de um miúdo mais novo, com 25 anos, ter conseguido tamanha barbaridade, para além disso ainda era cabecilha de uma rede internacional de pornografia infantil.

Coitados, tantos juntos e o máximo que conseguiram foi uma casa de apoio a crianças e jovens esquecidos, e um só, consegue uma rede de abuso de meninos conhecida internacionalmente e ainda junta mais crimes de abuso de menores do que todos os envolvidos nas “brincadeiras” sucedidas para com os pequenos da casa pia.

Aaaaah pá!! Parece que o Carlos Cruz depois de se ter banqueteado com tantos putos, acabou por virar menino aos olhos deste verdadeiro papão de crianças.

Diogo Sousa no13332, 1o ano de Comunicação Social, Escola Superior de Educação de Viseu

trabalho realizado no âmbito da unidade curricular de Técnicas de expressão em comunicação social, da responsabilidade da docente Maria João Macário.