Fornos Elétricos : “Manobra eleitoralista apenas para captar votos”

O famigerado processo da aquisição dos Fornos Elétricos, que o nosso jornal avançou, em primeira mão, em julho de 2017, continua envolto em grande polémica.

Joaquim Amaral, Vereador do PSD, na reunião de Câmara de ontem, 26 de junho, aludindo à grande reportagem que a SIC fez sobre o assunto, qualificou o anúncio do presidente da Câmara, na época, de “uma manobra eleitoralista apenas para captar votos, colocando até uma placa a dizer VENDIDO”. “Não era o valor de compra de 400 mil euros, com pagamento em 10 anos, que inviabilizaria o negócio”, sustentou. Amaral defendeu também que “o problema sempre foi o passivo ambiental, que coloca em causa a saúde pública”. “Urge, junto do Governo, pressionar para que seja resolvido”, concluiu, sugerindo um moção para o efeito.

O edil de Nelas esclareceu que “os Fornos Elétricos estavam prometidos ser vendidos à autarquia, mas com a condicionante de termos financiamento para remover todos os metais pesados e resolver assim este passivo ambiental, nomeadamente com acesso ao programa POSEUR”.

Autarca de Nelas anunciou em 2017 instalação da empresa Loureiro & Filhos no terreno dos Fornos Elétricos. Empresa acabou por se instalar em Carregal do Sal

As nossas notícias, factuais, sobre este rocambolesco processo, foram esclarecedoras :

Empresa de metalurgia Loureiro & Filhos desiste da possível instalação em Canas de Senhorim, depois de ter assinado, em setembro de 2017, protocolo para o efeito, com o presidente da Câmara de Nelas

É uma informação que obtivemos de fonte segura e nos foi confirmada pelo presidente da Câmara Municipal de Carregal do Sal – a empresa que se iria instalar no famigerado Centro Empresarial de Canas de Senhorim (instalações dos Fornos Elétricos), já está a construir um pavilhão em Oliveirinha. Lembramos que este caso esteve envolto em polémica, dado o anúncio, em pleno período pré eleitoral, por parte do edil de Nelas, que a Loureiro & Filhos iria transferir-se de Beijós para Canas de Senhorim, tendo para o efeito sido assinado protocolo, amplamente divulgado (com fotos) pela autarquia de Nelas. A nossa notícia é de 10 de setembro de 2017.

Contactado pelo nosso jornal, o autarca de Carregal do Sal, Rogério Abrantes, revelou-nos : “Os proprietários da empresa voltaram a contactar-nos, dizendo que o presidente da Câmara de Nelas não cumpriu com a sua palavra e necessitavam de construir com urgência o novo pavilhão. Chegamos a acordo e já estão a construir num terreno vendido na Zona Industrial de Oliveirinha”. A criação de mais empregos será uma realidade, pois “a empresa está com muitas encomendas”, acrescenta.

Este portal utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização Saiba mais sobre privacidade e cookies