“Olhar+ Para Quem Cuida” e Seminário “Um Futuro Seguro e Saudável no Trabalho” no IPV

Decorreu na Escola Superior de Saúde de Viseu (ESSV) a segunda sessão de educação para a saúde no âmbito do projeto “Olhar+ Para Quem Cuida”. A iniciativa contou com a presença de 22 cuidadores formais e informais na sessão de educação para a saúde intitulada “Posicionamentos no leito e Transferências”.

A próxima sessão do projeto “Prevenção de úlceras por pressão” está agendada para o dia 8 de maio, pelas 15 horas, nos laboratórios de práticas da ESSV.

Segundo dados da Direção Geral da Saúde, as úlceras por pressão provocam muito sofrimento (físico e psicológico), aumentam a prevalência de infeções, diminuem a qualidade de vida dos doentes e dos seus cuidadores. A prevenção da ocorrência de úlceras por pressão é um desafio e deve ser uma prioridade.

Os cuidadores poderão inscrever-se acedendo ao link elencado na página da ESSV: http://www.essv.ipv.pt/

Outras sessões estão planeadas com temáticas como: “Eliminação – vesical e intestinal” (29 de maio), “Higiene oral” (12 de junho), “Alimentação” (12 de junho), “Prevenção de acidentes/quedas” (18 de setembro), “Gestão da terapêutica” e “Cuide de si próprio” (ambas no dia 9 de outubro).

A entidade responsável do projeto é a Escola Superior de Saúde de Viseu do IPV, tendo como coordenadoras as professoras Rosa Martins e Odete Amaral e o apoio dos estudantes do 4º ano do curso de Enfermagem. Parceiros: Município de Viseu, Juntas de Freguesia, Centro Hospitalar Tondela-Viseu e Agrupamento de Centros de Saúde.

Viseu, 12 de abril de 2019

Odete Amaral • Docente da Escola Superior de Saúde de Viseu • IPV

Joaquim Amaral •Comunicação e Relações Públicas • IPV

jamaral@sc.ipv.pt

Seminário assinala o Dia Nacional de Prevenção e Segurança no Trabalho e Dia Mundial da Segurança e Saúde no Trabalho

Integrado nas comemorações do Dia Nacional de Prevenção e Segurança no Trabalho e Dia Mundial da Segurança e Saúde no Trabalho, irá realizar-se no próximo dia 23 de Abril, na Aula Magna do Instituto Politécnico de Viseu (IPV), um seminário intitulado “Um Futuro Seguro e Saudável no Trabalho”. O evento resulta de uma parceria entre a Autoridade para as Condições do Trabalho (ACT) e o IPV, contando ainda com a colaboração da Universidade de Coimbra e da Universidade de Évora.

No evento serão apresentadas comunicações sobre o conceito de Trabalho Digno (Decent Work), conceito este proposto pela Organização Internacional do Trabalho (OIT; 1919-2019) em 1999 procurando responder a questões de políticas internacionais relativas ao trabalho. Desde então tem sido o foco da agenda da OIT/ACT, assim como alvo de significativo desenvolvimento sendo considerado o 8º Objetivo de Desenvolvimento Sustentável para 2030 da Agenda da Organização das Nações Unidas (ONU, 2015). O objetivo fundamental da OIT é a existência de trabalho digno e produtivo para mulheres e homens em condições de liberdade, equidade, segurança e dignidade humana.

Paralelamente, será também apresentado um projeto que se encontra em desenvolvimento sobre a Economia para o Bem Comum (EBC), conceito alinhado com o conceito de Trabalho Digno. A EBC surge num contexto de crise financeira, propondo um modelo mais sustentável focado no bem comum, e a sua principal bandeira é a de que a economia deve servir as pessoas, ou seja, o bem comum. Este modelo propõe que as relações de mercado sejam orientadas por valores humanos, nomeadamente dignidade humana, solidariedade e justiça social, sustentabilidade ambiental, transparência e codeterminação. A recomendação de adesão a este modelo económico, alinhada com a Estratégia Europa 2020, emerge do Comité Económico e Social Europeu (CESE), em setembro de 2015. Trata-se de um modelo ético para a sociedade e a economia, proposto em 2010 por um economista austríaco, Christian Felber, movimento hoje apoiado já por mais de 2000 empresas em 40 países.

A EBC é assim um modelo cooperativo e holístico que visa criar um sistema social e económico resiliente, sustentável e inclusivo, evitando tensões sociais fraturantes e inesperadas crises sociais disruptivas. A adesão a este modelo económico acarreta consigo um conjunto de práticas favoráveis a uma gestão de recursos humanos eficaz, com consequentes benefícios para os demais atores sociais, independentemente da dimensão ou setor de atividade das organizações aderentes. Aqueles que quiserem e puderem estar presentes serão encorajados a participar neste movimento e na disseminação e aplicação do trabalho digno, no que estiver ao seu alcance.

Inscrições gratuitas em: www.adiv.pt

Viseu, 12 de março de 2019

ACT – Unidade Local de Viseu

Este portal utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização Saiba mais sobre privacidade e cookies