Encontro da CPCJ de Carregal do Sal decorreu sob o mote do Bullying

Bullying em contexto escolar – da teoria à prática” – foi este o mote do 7.º Encontro da CPCJ de Carregal do sal, realizado na tarde de 4.ª feira, dia 3 de abril, no Salão Nobre dos Paços do Concelho.

Participado por cerca de 100 pessoas, a iniciativa juntou técnicas e representantes das CPCJ de Santa Comba Dão, Tábua, Nelas, Mortágua e Penalva do Castelo; das IPSS do Concelho; alunos da Escola Superior de Enfermagem de Viseu e do Instituto Piaget; parceiros da Rede Social do Concelho e comissários em representação das entidades com assento na Comissão (Restrita e Alargada) de Carregal do Sal; pais, encarregados de educação e professores.
Na sessão de abertura, Ana Cristina Borges, presidente da CPCJ de Carregal do Sal deu as boas vindas a todos e justificou a escolha da problemática a abordar. Referiu que a iniciativa decorria também no Mês da Prevenção dos Maus Tratos na Infância, pelo que, à entrada do Encontro, a todos tinha sido ofertado um laço azul e uma pequena história sobre a simbologia do mesmo, em jeito de alerta/sensibilização. A propósito informou que em todos os edifícios públicos tinham sido colocadas tarjas alusivas à efeméride.
Sobre o Encontro, Ana Cristina Borges augurou uma tarde de reflexão e fez votos para que a jornada constituísse uma mais-valia em prol do bem-estar das crianças e jovens, tarefa que a todos diz respeito.
Manuela Correia, da Segurança Social e Hermínio Cunha Marques, diretor do Agrupamento de Escolas de Carregal do Sal, usaram depois a palavra para agradecerem o convite e reforçarem a importância destas iniciativas.
A jornada de reflexão teve então início com a constituição do painel de oradoras – – psicólogas do Observatório de Bem-estar dos alunos do Concelho de Viseu, designadamente Anabela Carvalho, Isidra Costa, Cláudia Coelho, Susana Santiago e Catarina Almeida, cabendo a moderação das abordagens a Maria do Rosário Teixeira, psicóloga representante da CPCJ de Carregal do Sal, pelo IEFP.
Ao longo da tarde, as especialistas fizeram alertas, deixaram dicas sobre como identificar/lidar com situações de bullying em contexto escolar, tanto ao nível dos agressores como das vítimas. Depois, revelaram o resultado de estudos realizados recentemente que indicam que a maioria das vítimas tem entre 11 e 14 anos e aludiram a indicadores que nos podem ajudar a identificar estas situações e que se refletem ao nível do desempenho e aprendizagem, mas também no desenvolvimento pessoal e social.
Pegando no exemplo da prática e metodologia seguidas pelo Observatório do Bem-estar dos Alunos do Concelho de Viseu, as técnicas divulgaram algumas estratégias eficazes de programas antibullying que se focam nas competências e no comportamento positivo e demonstraram a importância da promoção do Bem-estar considerado essencial para a saúde mental das crianças e jovens, sendo que “Saúde Mental significa Equilíbrio… Bem-Estar… SER FELIZ!”
Terminadas as abordagens e reflexões, os participantes foram convidados a apreciarem um momento musical proporcionado pelo Ensemble de Guitarra do CMAD – Conservatório de Música e Artes do Dão, constituído maioritariamente por alunos do Concelho de Carregal do Sal e conduzido pelo professor João Ramos.
Os aplausos sucederam-se e o agradecimento não se fez tardar. Ana Cristina Borges usou da palavra para enaltecer o momento e aproveitou para lhes agradecer, estendendo o agradecimento pela participação e contributo no 7.º Encontro da CPCJ às oradoras, moderadora e demais presentes.
Depois convidou todos para um lanche convívio, disponibilizado à entrada do Salão Nobre dos Paços do Concelho.

Este portal utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização Saiba mais sobre privacidade e cookies