Crianças Mangualdenses constroem armadilhas para Vespa Velutina

Na passada segunda-feira, dia 25 de março, a COOPBEI – Cooperativa Agrícola e Apícola das Beiras, recebeu uma centena de armadilhas para captura das Vespas Velutinas. Construídas pelos alunos e professores da Escola Básica Ana de Castro Osório, para distribuição direta aos seus apicultores associados, a ação é o resultado da campanha de sensibilização inserida no Plano de Vigilância e Controlo da Vespa Velutina, comummente designada por Vespa Asiática.

A campanha foi promovida pela Câmara Municipal de Mangualde, através do Gabinete Técnico Florestal, do Gabinete de Educação, do Serviço Municipal de Proteção Civil e da Cooperativa Agrícola e Apícola das Beiras (COOPBEI), durante os meses de fevereiro e marçojunto de mais de meia centena de criançasO principal objetivo era a elaboração de armadilhas com recurso a materiais recicláveis, para captura das vespas fundadoras.Posteriormente, cada um deles colocou-as em locais próximos das suas áreas de residência. Desta forma, conseguiu-se atingir uma boa distribuição geográfica, por forma a capturar um maior número de vespas fundadoras e, assim, evitar a proliferação dos ninhos primários e subsequentes ninhos secundários. O público alvo foram os alunos do 1º ciclo – Escola Básica Ana de Castro Osório (400 alunos) e do pré-escolar – Centro Social e Paroquial de Santiago de Cassurrães, Obra Social Beatriz Pais Raúl Saraiva e Centro Social e Paroquial de Mangualde (120 crianças).

Com esta iniciativa, a repetir anualmente, a Câmara Municipal de Mangualde pretende minimizar o problema e ajudar o ecossistema a adaptar-se a esta praga invasora. Por outro lado, a ação contribui para a diminuição do encargo de meios humanos e materiais na destruição dos ninhos secundários, durante os meses de verão e outono, época do ano em que se verificam dimensões consideráveis dos ninhos e a predação atinge o seu máximo.

EM 2018, A CÂMARA MUNICIPAL DE MANGUALDE DESTRUIU 230 NINHOS DE VESPA VELUTINA

No ano de 2018 foram eliminados pelos serviços municipais cerca de 230 ninhos de vespa asiática, quase sempre com uma forte correlação com a existência de apiários e localizados na interface urbano/rural. Na maioria dos casos, a referenciação dos ninhos foi desencadeada por apicultores do concelho e por munícipes residentes sobretudo em zonas rurais.

Desde de 2016, ano em que foi confirmada a presença da vespa asiática em território concelhio, o Município de Mangualde tem seguido as orientações do Plano de Ação para a Vigilância e Controlo da Vespa Velutina em Portugal, tendo adquirido equipamento de proteção individual e de eliminação de ninhos.

De realçar que esta praga invasora representa uma ameaça ecológica e económica, para a atividade apícola, agrícola e para o serviço de polinização desempenhado pelas abelhas, a principal presa desta praga. Para além disso, a capacidade de adaptação e a relação de proximidade preferencial com as atividades humanas, levam a que este novo risco ambiental a que a comunidade se encontra exposta, represente também um problema de segurança e saúde pública.

Este portal utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização Saiba mais sobre privacidade e cookies