Identificados pelo crime de incêndio florestal

O  Comando Territorial de Viseu, através do núcleo de Proteção Ambiental de Mangualde e do Posto Territorial de Tarouca,  nos dias 1 e 4 de março, identificou uma homem e uma mulher, de 73 e 77 anos, respetivamente, pela prática do crime de incêndio florestal, nos concelhos de Tarouca e Penalva do Castelo.

Após a realização de diligências no âmbito da investigação dos incêndios florestais, foi possível identificar os seus autores, apurando-se que ambos os incêndios tiveram origem em queimas para eliminação de sobrantes vegetais, em que os suspeitos perderam o controlo do fogo, acabando por se propagar a áreas de mato, pinheiro bravo e a uma estufa agrícola.

Os factos foram remetidos aos Tribunais Judiciais de Mangualde e Lamego.

O  Comando Territorial de Viseu, através do núcleo de Proteção Ambiental de Moimenta da Beira,  no dia 4 de março, identificou um homem e três mulheres, de 68, 45, 51 e 70 anos, respetivamente, pela prática de crimes de incêndio florestal, nos concelhos de Tabuaço e Penedono.

Após a realização de diligências no âmbito da investigação dos incêndios florestais, foi possível identificar os seus autores, apurando-se que os três incêndios tiveram origem em queimas para eliminação de sobrantes vegetais, em que os suspeitos perderam o controlo do fogo, acabando por se propagar a áreas de mato.

Os factos foram remetidos ao Tribunal Judicial de Moimenta da Beira.

Este portal utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização Saiba mais sobre privacidade e cookies