MAAVIM reafirma “Ministro da Agricultura anunciou medidas de apoio de milhões que nunca chegaram a milhares de lesados afetados pelos incêndios”

Imagem de arquivo

Em plena época alta na região para o sector Agrícola, a Maavim relembra o Ministério da Agricultura da falta de apoio aos Agricultores da região afetada pelos Incêndios de Outubro de 2017.

São milhares as pessoas que tiveram perdas agrícolas e não foram até ao momento compensadas, quer pelos prejuízos, quer pela perda de rendimento.

O Ministro da Agricultura anunciou medidas de apoio de milhões que nunca chegaram a milhares de Lesados afetados pela catástrofe de 2017.

 

E os problemas continuam, com falta de medidas para incentivar a Agricultura, a Floresta e a luta contra as alterações climatéricas. Existiram candidaturas abertas para a região que ainda não saíram do papel, etc.

 

O abandono é total quer para com as populações locais, quer pelas atividades agrícolas, que muitas vezes são o rendimento das famílias. A limpeza das florestas e o modo como querem impedir das mesmas se realizarem normalmente, fazem com que muitos proprietários por e simplesmente abandonem os terrenos.

 

Não precisamos que venham Ministros e Secretários fazer inaugurações dos eventos, que teimosamente são feitos por esta altura para promover os produtos regionais, e venham de mão vazias.

 

Precisamos sim, que venham anunciar apoios e que paguem o que prometeram a todos os Lesados pelos Incêndios de Outubro de 2017 e outras catástrofes. Devem por isso ser pagos todos os prejuízos a todos os lesados Agrícolas e Florestais, para que ninguém fique de fora.

 

Já passaram mais de 500 dias e muitos já abandonaram a atividade Agrícola, outros emigraram e muitos estão com muitas dificuldades para se simplesmente alimentarem. Enfim estamos ABANDONADOS.

 

As candidaturas rejeitadas, os valores cortados, os projetos cancelados, a perda de rendimento, a recomendação para abertura das candidaturas, etc, são tudo medidas aprovadas em Assembleia da República para ajudar as regiões afetadas pelos Incêndios de Outubro de 2017 e todos as outras catástrofes que o MAFDR não acatou.

 

Exigimos que seja feita justiça.

 

Nuno Tavares Pereira

Porta-Voz Maavim

 

Podem consultar alguma da nossa atividade em https://www.facebook.com/Maavimmov/

e-mail: maavimmove@gmail.com                                     Tel: 238605810

Este portal utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização Saiba mais sobre privacidade e cookies