Identificados pelo crime de incêndio florestal

O Comando Territorial de Viseu, através do Núcleo de Proteção Ambiental de Moimenta da Beira, ontem, 26 de fevereiro, identificou dois homens com 24 e 47 anos, pela prática do crime de incêndio florestal, no concelho de Moimenta da Beira.

Após a realização de diligências no âmbito de investigações a incêndios florestais, ocorridos no dia 26 de fevereiro, foi possível identificar os seus autores e as causas dos mesmos, apurando-se que os incêndios tiveram origem em queimas para eliminação de sobrantes vegetais, em que os suspeitos perderam o controlo do fogo, consumindo uma área de 2000 m2 de pinheiro bravo.

Nesta ação estiveram ainda empenhados militares do Posto Territorial de Moimenta da Beira.

O Comando Territorial de Viseu, através do Núcleo de Proteção Ambiental de Lamego, ontem, dia 26 de fevereiro, identificou um homem e uma mulher de 30 e 56 anos, respetivamente,  pela prática do crime de incêndio florestal, no concelho de Resende.

Após a realização de diligências no âmbito da investigação de um incêndio florestal, ocorrido na manhã de ontem, dia 26 de fevereiro, foi possível identificar os seus autores, apurando-se que o incêndio teve origem numa queima de sobrantes de exploração agroflorestal, que se encontrava devidamente comunicada ao Instituto de Conservação da Natureza e das Florestas, em que os suspeitos perderam o controlo do fogo, consumindo uma área de mato e de pinheiro bravo.

Os factos foram remetidos ao Tribunal Judicial de Lamego.

Este portal utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização Saiba mais sobre privacidade e cookies