Carregal do Sal. Tarde Interativa reuniu a rede social concelhia

Promovida pela Câmara Municipal de Carregal do Sal, através da Rede Social Concelhia, realizou-se na sexta-feira, 22 de fevereiro, mais uma edição da Tarde Interativa.
Música, dança e teatro, protagonizados por utentes e técnicos de instituições particulares de solidariedade social do Concelho e de outras instituições convidadas, juntaram cerca de 200 pessoas no auditório do Centro Cultural.
O início do espetáculo coube à Cooperativa de Solidariedade Vários, de Tondela, que apresentou a dança coreografada de dois temas musicais.
Depois, subiu ao palco o grupo do Equipamento 2 de Oliveira do Conde da APCV também com uma coreografia ao som de “Take a Chance on me” dos ABBA.
A ternura dos mais novos assumiu o seu lugar no palco com as crianças da Creche da Santa Casa da Misericórdia de Carregal do Sal e a coreografia da música “O Quadrado” e a dança de roda ao som do tema “O peixinho vai nadando”…
OS Idosos da Estrutura Residencial da Santa Casa da Misericórdia juntaram-se depois aos mais pequeninos e cantaram “Apita o Comboio” e “Oh Rosa arredonda a saia”.
Era chegado o momento de utentes e técnicas da Cáritas Paroquial de Beijós subirem ao palco. E não se fizeram rogados. Dançaram “Time of my life” do filme Dirty Dancing e terminaram a sua atuação com uma breve referência ao Carnaval.
A apresentação que se seguiu foi de pura diversão – a Cáritas Paroquial de Oliveira do Conde e a Fundação Comendador José Nunes Martins levaram o público até “A Escola dos Traquinas!” e o resultado foram largos sorrisos e muitas gargalhadas.
Depois, o Centro Social Professora Elisa Barros Silva, de Cabanas de Viriato propôs uma viagem no tempo ao apresentar o Festival da Canção Sénior de 1967 a 1994 fazendo-nos recordar grandes temas da música portuguesa, entre os quais, “Amor d’Água fresca”, da carregalense Dina Veloso.
Faltava a prestação da instituição convidada – a USCSAL. Uma vez mais, a boa disposição e as gargalhadas fizeram-se ouvir perante o sketch teatral protagonizado por Orísia Silvestre e Mimi Fontes no “Bilhete de comboio”.
Para o final, a surpresa – a atuação do grupo “As Fantásticas”, constituído pelas técnicas das instituições da Rede Social, pela vereadora Cristina Borges e pela técnica da autarquia, Ana Marília Pega, na coreografia de “A Desfolhada”.
Um momento contagiante que teve direito a repetição, após as palavras da vereadora para agradecer aos dirigentes das instituições o carinho e a colaboração de todas as IPSS’s no evento e a todos os auxiliares e técnicos que trabalham diariamente com os idosos com o único e grande objetivo de lhes proporcionar o bem-estar e a qualidade de vida que merecem.

Este portal utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização Saiba mais sobre privacidade e cookies