Dão à prova do tempo na Essência do Vinho no Porto

A Comissão Vitivinícola Regional do Dão marca mais uma vez presença no evento e organizará a prova intitulada “Dão, vinhos à prova do tempo”, que terá lugar no Salão Árabe do Palácio da Bolsa, no sábado, dia 23 de fevereiro.

No âmbito da 16ª edição do da Essência do Vinho, a CVR do Dão organiza ainda a prova “Dão, vinhos à prova do tempo”, que decorrerá no Salão Árabe do Palácio da Bolsa, no Porto, no sábado (dia 23) entre as 15h30 e as 16h30. A prova, na qual estará em destaque a elegância e a versatilidade gastronómica dos vinhos do Dão, será orientada pelo sommelier e crítico da Revista de Vinhos Manuel Moreira e a entrada tem o valor de 35 euros (a compra online inclui a entrada geral no evento).

Além disso, e à semelhança do que tem acontecido em edições anteriores, a Comissão Vitivinícola Regional do Dão marcará presença no evento, que decorrerá entre os dias 21 e 24 de fevereiro, com o espaço “Vinhos do Dão”, que será instalado na Sala Dourada (1º piso).

Para Arlindo Cunha, presidente da Comissão Vitivinícola Regional do Dão, a presença na Essência do Vinho é fundamental para a divulgação da região e dos seus vinhos: “É nossa missão dar a conhecer os nossos vinhos junto do grande público, daí a nossa presença no evento que recebe milhares de visitantes durante quatro dias. Por outro lado, não estamos apenas a divulgar o trabalho dos nossos produtores aos portugueses, mas também aos turistas que estão de visita ao Porto e que passam pelo evento. Por todos estes motivos, esta é uma excelente oportunidade de promoção da região”.

O espaço “Vinhos do Dão” irá reunir 11 produtores, com vinhos exclusivamente da região: Adega de Mangualde; Casa da Passarella; Madre de Água; Quinta da Fata; Quinta do Medronheiro; Quinta do Mondego; Quinta das Camélias; Artemis; Casa Américo; Soito Wines e Quinta dos Monteirinhos.

No evento, também a Rota dos Vinhos do Dão estará presente, numa ação de promoção da região.

Sobre a CVR do Dão:

A Comissão Vitivinícola Regional (CVR) do Dão é a entidade que representa os interesses dos agentes económicos envolvidos na produção e comercialização dos vinhos (ou outros produtos vínicos) que possuem a Denominação de Origem Controlada (DOC) Dão. Compete a este organismo garantir a sua genuinidade e qualidade, pelo que os submete a uma rigorosa coordenação e controlo. Estas atividades abarcam todo o circuito de produção e comercialização dos vinhos, com presença exclusiva dos Agentes de Verificação Técnica do Organismo em todas as operações.

Simultaneamente, a CVR do Dão apresenta funções de certificação e autenticação dos vinhos, através da atribuição de Selos de Garantia, sendo responsável pela sua promoção.