Detidos por posse ilegal de armas de fogo e caça

O Comando Territorial de Viseu, através do Núcleo de Proteção Ambiental e Núcleo de Investigação Criminal de Mangualde, ontem, dia 19 de fevereiro, deteve, três homens com idades compreendidas entre os 52 e 67 anos, pelo crime de posse ilegal de armas de fogo e caça ilegal, no concelho de Sátão.

No âmbito de uma investigação, que decorreu durante seis meses, a GNR apurou que os indivíduos, no período noturno e em locais ermos nas imediações das suas residências, utilizava processos e meios de caça ilegais, como “laços” feitos com cabos de aço e cevadouros, que eram utilizados para atrair os animais.

As diligências efetuadas culminaram no cumprimento de quatro mandados de busca domiciliária e seis a veículos, resultando na apreensão de:

·         Cinco caçadeiras;

·         247 cartuchos de calibre 12 (50 carregados com zagalote; 19 carregados com bala, e 178 carregados com chumbo de vários diâmetros);

·         11 cabos em aço que serviam para efetuar armadilhas para os animais selvagens (“laços”);

·         Dois binóculos e um monóculo;

·         Duas lanternas;

·         Um aerossol de defesa – gás pimenta;

·         Uma lança metálica.

Nesta ação foi ainda constituído arguido um homem com 64 anos, por ser suspeito de estar envolvido na prática deste tipo de crimes. Os detidos foram constituídos arguidos e sujeitos à medida de coação termo de identidade e residência.

A ação contou ainda com o empenhamento de militares da Secção de Prevenção Criminal e Policiamento Comunitário de Mangualde, dos Núcleos de Investigação Criminal de Santa Comba Dão, Moimenta da Beira e Viseu e com dois binómios do Destacamento de Intervenção de Viseu, contando ainda com a colaboração de inspetores da Autoridade de Segurança Alimentar e Económica.

Este portal utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização Saiba mais sobre privacidade e cookies