O ano de 2018 em Revista …

Balanço do ano, com as imagens comentadas das capas das 11 edições impressas do CENTRO NOTÍCIAS

Janeiro : O primeiro mês de 2018 ficou marcado por mais acidentes nos fatídicos IP3 e EN234. A região viu também desaparecer um dos seus grandes homens e autarcas – Atílio Nunes. Esteve 24 anos à frente dos destinos da Câmara Municipal de Carregal do Sal – um dos presidentes de Câmara com mais anos no poder em Portugal.

Fevereiro : O caso de sucesso da Movecho (sedeada em Nelas), no âmbito da revolução industrial 4.0, com a introdução da robótica, foi o grande destaque do mês, que teve também uma ocorrência criminal em Laceiras (Carregal do Sal) : um tiroteio que envolveu um Nelense e um agente da GNR, alegadamente por motivos passionais.

Março : Como gostamos muito de dar boas notícias – mesmo sabendo que são as más que têm mais impacto e público -, Fevereiro e Março foram meses de grandes conquistas para três Nelenses : Eurico Amaral, proprietário da Quinta da Fata (Vilar Seco), conquistou o prémio de produtor do ano, pela conceituada Revista dos Vinhos ; André Coelho, atleta formado no ABC de Nelas, brilhou a grande altura no Europeu de Futsal, fazendo parte da equipa ideal do torneio (concedeu-nos uma entrevista em que afirmou : “Este título é também do ABC de Nelas”) e por fim o super campeão Lapense, Cristiano Pereira, bateu, nos campeonatos de Portugal, o recorde mundial nos 3 000 metros (atletismo adaptado). Para eles, “orgulhosamente”, demos o grande destaque na edição de Março.

Abril : A Covercar, situada na ZI da Ribeirinha, em Canas de Senhorim, e em contra-ciclo com a generalidade das empresas que produzem componentes para a indústria automóvel, que se mostraram, nos últimos anos, pujantes na região e no país, decide cortar 70‰ dos empregos, por, alegadamente, estar a incrementar a sua produção na unidade que tem em Marrocos. É um processo que poderá ter mais desenvolvimentos em 2019. Aguardemos. Cristiano Pereira voltou a bater um recorde mundial : desta vez nos 10 000 metros INAS.

Maio : O mês ficou marcado pela inauguração da profunda requalificação do Parque Alzira Cláudio, nova centralidade da Vila de Carrega do Sal, pela grande “aula” de Laborinho Lúcio, sobre educação, na Fundação Lapa do Lobo e pela notável iniciativa da Ancose (Associação Nacional de Criadores de Ovinos Serra da Estrela), sedeada em Oliveira do Hospital, de reposição do efetivo animal perdido com os grandes incêndios de 2017 : entrega aos criadores das primeiras 175 borregas. Manuel Marques continua a mostrar serviço ao leme da instituição.

Junho : Depois de algumas tentativas de entrevistar o presidente da Câmara de Nelas, fomos ouvir o vereador do PSD, Joaquim Amaral, que mostrou “grande preocupação” com a situação financeira da autarquia. Estivemos presentes também num magnífico jantar vínico promovido pela Lusovini, com clientes de todo o mundo, no seu “Wine Center” em Nelas. Memorável evento, do qual nunca esqueceremos o Gun Bei (brinde Chinês) e em que ficámos a saber que a empresa criadora e distribuidora de marcas, estava já a vinificar o seu primeiro vinho em talha, na sua Quinta no Alto Alentejo (Serra de São Mamede – Portalegre).

Julho : No dia do Município em Carregal do Sal, o edil Rogério Abrantes, criticou o Governo, falando de “distância e vazio”, que o tem “atormentado”. Julho foi também o mês de um grande evento multicultural na Lapa do Lobo. “Lapa do Lobo – Aldeia Cultural”, atraiu milhares de visitantes à aldeia e fechou com chave de ouro, com um magnífico concerto intimista de António Zambujo.

Agosto : É nesta época que direcionamos grande parte da nossa energia jornalística para o setor vitivinícola e gastronómico. Nesta edição fomos ouvir grandes produtores e enólogos do Dão, aos quais demos um rosto : Carlos Lucas, Patrícia Santos, Sónia Martins, Peter Eckert, Cristina Simões e Eurico Amaral. Fomos também saber como anda o Queijo Serra da Estrela na Quinta da Lagoa (Vale de Madeiros), um dos melhores de toda a região. Pedimos ao seu proprietário, Jorge Figueiredo, para nos dar dicas de degustação com vinhos do Dão, num casamento que é simplesmente perfeito. Demos também particular destaque a restaurantes de referência da região, e como a gastronomia tem que necessariamente andar de mãos dadas com o vinho.

Setembro/Outubro : Setembro foi um mês turbulento para o presidente da Câmara de Nelas. Logo após a realização da Feira do Vinho, Borges da Silva, decide afastar a sua Vice Presidente, Sofia Relvas e a responsável pelo departamento administrativo e financeiro da autarquia. Célia Tavares, técnica superior, estava há décadas no cargo e era vista como muito “competente e idónea”.

Novembro : Ato quase contínuo a estes afastamentos, Borges da Silva aproxima de si o seu amigo de longa data, Luís Pinheiro. O presidente da junta de freguesia de Canas de Senhorim, passa a ser o braço direito do edil Nelense e promete, acima de tudo, “muito trabalho”. A Lusofinsa recebeu  o Primeiro Ministro, António Costa, na sua unidade de Nelas, anunciando que ali irá investir cerca de 50 milhões de euros, envolvendo a criação de 51 empregos.

Dezembro : A suspeita de uma grande fraude, num trabalho exclusivo de investigação jornalística do nosso jornal, envolvendo o alegado uso indevido de um apoio à reconstrução de moradias de primeira habitação que arderam nos incêndios de 2017, na antiga Casa dos Cantoneiros (Felgueira Velha),foi o tema forte da última edição do ano. Ainda demos conta da morte de um jovem Nelense, Luís “Gijo”, supostamente por morte súbita, quando jantava, que consternou a Vila, depois de ter dedicado grande parte da sua vida ao Sport Lisboa e Nelas.

José Miguel Silva

DIRETOR

Este portal utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização Saiba mais sobre privacidade e cookies