Oliveira do Hospital.Orçamento autárquico de 32 milhões é “muito ambicioso”

“Temos um orçamento com muita ambição”, revelou à agência Lusa o presidente da Câmara Municipal de Oliveira do Hospital, José Carlos Alexandrino. O edil realçou a aposta “muito significativa” na educação e nas áreas social e cultural.

Com um ajustamento de menos 4,89% relativamente a 2018, “é nas despesas correntes que o decréscimo surge com maior volume, em cerca de um milhão de euros”, sublinhou. O orçamento para 2019, no valor de 32.060.238 euros, regista, apesar disto, um “aumento nas despesas com pessoal, resultante do processo de regularização de vínculos precários” de 58 trabalhadores.

“Temos uma política de fixação das pessoas. Esta é também uma oportunidade de fixarmos muitos jovens em Oliveira do Hospital”, enfatizou José Carlos Alexandrino.

O orçamento deste concelho do distrito de Coimbra, um dos mais afetados pelo grande incêndio de 15 de outubro de 2017, afeta ainda cerca de um milhão de euros para ajuda à reconstrução de imóveis de segunda habitação destruídos pelo fogo, com recurso ao Fundo de Apoio Municipal.

Das 50 vítimas mortais daquele incêndio, que começou junto a Vilarinho, concelho da Lousã, 25 ocorreram no distrito de Coimbra (13 em Oliveira do Hospital,12 em Arganil, Pampilhosa da Serra, Penacova e Tábua) e 17 no distrito de Viseu, nos municípios de Carregal do Sal, Mortágua, Nelas, Oliveira de Frades, Santa Comba Dão e Tondela.

Segundo o sumário da autarquia enviado à Lusa, o novo orçamento “reflete um aumento de cerca de 500 mil euros nas receitas provenientes das transferências do Orçamento de Estado”.

Este portal utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização Saiba mais sobre privacidade e cookies