Maia Rodrigues afirma que Borges da Silva ao nomear Luís Pinheiro terá tido um “espasmo cerebral ou AIT”

Comunicado que o Presidente da Comissão Política Concelhia do PS Nelas, Maia Rodrigues, fez chegar à nossa redação, onde lança duras críticas à nomeação de Luís Pinheiro para Chefe de Gabinete de Borges da Silva :

NÃO MEDRAM GALINHAS ONDE A RAPOSA MORA

Num momento em que as duas grandes potências militares mundiais começam a dar sinais de estar às avessas, resta ao mundo uma nova esperança pois pelas nossas bandas está a dar-se um pequeno milagre:

O “Trump” de Canas de Senhorim de braço dado com o “Obama”i de Nelas.

O homem que liderou vitorioso uma multidão, qual Maria da Fonte do séc XX, com um caixão à porta da sede do município, barricando-se depois nele, vai agora entrar com o “rabo entre as pernas” pela porta do cavalo e pela mão do seu presidente.

Pasme-se!

O mundo está mesmo de pernas para o ar…

Uns dizem que se está a meter um cavalo de Tróia na fortaleza, mas a este episódio falta a astúcia e discernimento que esta figura mítica representa. Ao contrário, parece-me que o presidente da câmara está a meter, pela sua mão, uma raposa no galinheiro.

Lembrar-se o sr. Presidente da câmara, num espasmo cerebral, ou num acidente isquémico transitório (AIT), que pode comprar o principal inimigo do concelho de Nelas e da maioria dos seus munícipes, oferecendo-lhe um tacho, é cometer um tremendo erro. Errar é humano e sempre é suscetível de perdão, apesar de o passado recente lhe dever lembrar precisamente o contrário. Mas sempre lhe fica o altruísmo e a intenção…

Mas o que podemos pensar do sr. Luís Pinheiro?

Que princípios, que ideais, que valores presidiram à sua decisão? Alguém consegue entender? Terá esta figura princípios? Que se pode pensar de alguém que rompe com os seus, quando outros lhe acenam com um osso?

Mal o conheço para além do que se escreveu nos jornais. Dizem ter ameaçado Jornalistas, maltratado um Presidente da República. Afirmou em entrevista (não há muito tempo) que é o único em defesa dos valores e da “histórica luta pela restauração do concelho” (de Canas entenda-se).

De professor, dizem que só tem o nome e que existe a suspeita de ter uma licenciatura daquelas tais muito faladas e que, agora, temos sabido existirem muitas…

A sua carta aos “caros conterrâneos” é a prova dos nove desta raposa…

O chefe de gabinete do Presidente da CMN não consegue dirigir-se, por escrito, aos “seus” com um texto, um parágrafo que fosse, da sua autoria? E, a ter que plagiar um texto de alguém, não poderia escolher outro de um qualquer desconhecido? Logo do José Saramago que tanta gente lê? É esta figura alguém com dois dedos de testa, ou está a querer, mais uma vez, chamar-nos de estúpido a todos? Por quem nos toma sr Luís Pinheiro?

Segundo a DECO, em 13 outubro 2017:

“A prática de plágio é crime, punível por lei. (…) A pena pode ir até 3 anos de prisão.”

Independentemente do que se possa pensar da decisão do sr Presidente da Câmara de Nelas ao convidar Luís Pinheiro para seu chefe de gabinete, face à declaração dirigida por este aos seus

“caros conterrâneos” em breve podemos vir a ter um criminoso à frente dos destinos da Câmara Municipal de Nelas.

É também claro que, até que exista uma hipotética condenação, todo o suspeito é presumível inocente. Mas perante o acontecido ficará lançada para sempre essa dúvida (pelo menos) sobre a pessoa escolhida pelo presidente da câmara para estar à frente da Educação. Não podíamos arranjar melhor exemplo para os nossos alunos de hoje, nossos homens e políticos de amanhã?!

“Vou-lhe dizer um grande segredo, meu caro. Não espere o juízo final. Ele realiza-se todos os dias.“ — Albert Camus

O sr Presidente da câmara tirou uma raposa da cartola para “cumprir um programa e que garante tudo fazer para honrar até final do mandato…” não podia escolher melhor… eu é que sempre pensei que a pessoa à “sua imagem é semelhança” pudesse ser outra. O tempo dirá quem está certo ou errado.

“O egoísmo pessoal, o comodismo, a falta de generosidade, as pequenas cobardias do quotidiano, tudo isto contribui para essa perniciosa forma de cegueira mental que consiste em estar no mundo e não ver o mundo, ou só ver dele o que, em cada momento, for susceptível de servir os nossos interesses.“ — José Saramago.

Nelas, 2018-10-24.

Maia Rodrigues – PS Nelas

i Nome do verdadeiro herói a quem foi dirigido o texto de José Saramago e plagiado na “carta aberta” dirigida aos “caros conterrâneos”

Este portal utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização Saiba mais sobre privacidade e cookies