Almeida Henriques suspeito de envolvimento em corrupção e viciação de contratos no Turismo do Porto e Norte. Autarca nega acusação e mostra-se “indignado”

PJ suspeita que empresário do negócio de lojas interativas é testa de ferro de Almeida Henriques. Presidente diz-se “estupefacto e indignado”.

A Polícia Judiciária (PJ) do Porto está a investigar eventuais ligações entre o empresário José Simões Agostinho, detido no processo por suspeitas de corrupção e viciação de contratos em torno do Turismo do Porto e Norte de Portugal (TPNP), e Almeida Henriques, ex-secretário de Estado da Economia e Desenvolvimento Regional até 2013 e atual presidente da Câmara de Viseu. Existem suspeitas de que pode ser Agostinho um testa de ferro ou sócio oculto do autarca.

Contactado pelo JN, Almeida Henriques diz-se “estupefacto e indignado”, negando a veracidade da suspeita, assumindo, no entanto, que a PJ efetuou, em junho passado, uma busca ao seu computador, a fim de pesquisar informação sobre contratos relativos a turismo (ler texto ao lado). O autarca não foi constituído arguido.

Fonte : https://www.jn.pt/justica/interior/autarca-de-viseu-investigado-por-ligacoes-a-corrupcao-no-turismo-10083140.html

COMUNICADO do Presidente da Câmara Municipal de Viseu, enviado há pouco à nossa redação :

O Presidente da Câmara Municipal de Viseu, Almeida Henriques, foi confrontado esta quinta-feira, 25 de outubro, por uma notícia do Jornal de Notícias, com a associação do seu nome à designada “Operação Éter”.

Foi com surpresa, estupefação e profunda indignação que toma conhecimento pela Comunicação Social que o seu nome poderá constar da investigação da Polícia Judiciária, associando-o aos interesses ou atividades do empresário José Agostinho.

O Presidente da Câmara Municipal de Viseu não conhece a investigação, nem foi em qualquer momento chamado a depor nem constituído como interveniente no processo. Refuta, assim, com veemência, a pretensa ligação ilícita ao empresário José Agostinho, que lhe é agora imputada por esta notícia, e com quem não tem, nem nunca teve, qualquer relação de sociedade, direta ou indireta.

O Presidente da Câmara Municipal de Viseu está disponível, como sempre esteve, para colaborar com as autoridades judiciais no cabal esclarecimento dos factos, esperando e exigindo a defesa do seu bom nome.

Tendo em vista a defesa pública do seu bom nome, o presidente da Câmara Municipal de Viseu prestará todos os esclarecimentos à Comunicação Social esta quinta-feira, pelas 11h30, na Câmara Municipal de Viseu.

Este portal utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização Saiba mais sobre privacidade e cookies