MAI esclarece : “Dispositivo de combate a incêndios dispõe de mais 35 meios aéreos”

Imagem de Arquivo

Na sequência da notícia do jornal Expresso, com o título “Menos meios para combate a fogos”, o Ministério da Administração Interna esclarece:

O dispositivo de combate a incêndios previsto até 15 de outubro dispõe de mais 35 meios aéreos face a igual período de 2017.

Este dispositivo foi prolongado por decisão do Ministério da Administração Interna até 15 de outubro, face às previsões meteorológicas: temperaturas superiores à média para esta época do ano e baixa probabilidade de ocorrência de precipitação, um quadro que deverá levar à manutenção do risco de incêndio florestal em níveis elevados.

Nesse sentido, foi prorrogado até 15 de outubro o período crítico no âmbito do Sistema Nacional de Defesa da Floresta Contra Incêndios e decidido prolongar o dispositivo de combate a incêndios no Nível de Empenhamento Operacional (Reforçado) Nível IV, que terminava a 30 de setembro.

Assim, entre 1 e 15 de outubro, o dispositivo contará com 53 meios aéreos, ou seja, com mais 19 do que os previstos na Diretiva Operacional 2018 para esse período.

Os três contratos cujo período de vigência será prorrogado até 15 de outubro terminavam a 30 de setembro. Esses contratos dizem respeito a 21 helicópteros ligeiros e médios. Considerando a avaliação operacional em função das previsões meteorológicas e do nível de risco, decidiu-se prolongar até 15 de outubro a atividade de 19 dessas aeronaves.

Este portal utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização Saiba mais sobre privacidade e cookies