A surpreendente “Rentrée” política em Nelas. Opinião por José Miguel Silva

De destituição em destituição, Borges da Silva continua a marcar a agitada vida política no concelho de Nelas.

Recuemos no tempo até Maio de 2016 (https://www.centronoticias.pt/2016/05/19/ultima-hora-borges-da-silva-destitui-alexandre-borges-da-vice-presidencia-da-camara-e-vereador-a-tempo-inteiro/).

Foi no dia 19 desse mês, embora com data rasurada (a anterior era de 14.10.2015), que o edil de Nelas destituiu o seu vice presidente, Alexandre Borges. Dois anos e quase quatro meses volvidos, destitui a vice presidente, Sofia Relvas. A justificação, que poucos acreditam como sendo a verdadeira, ou pelo menos a única (para o efeito o nosso jornal já contactou, via e mail, a ex vice presidente), prende-se com a aceitação de “compromisso profissional remunerado na AIRV”, o que é “incompatível” com os cargos executivos de Sofia Relvas na CM de Nelas.

A ex vice presidente foi desde o início deste mandato, em muitas das iniciativas da autarquia, o seu rosto mais visível. Basta recuarmos até 30 de agosto, no arranque da 27ª Feira do Vinho do Dão, em que foi Sofia Relvas a mais elogiada publicamente pelo trabalho efetuado na sua organização. Serviço Educativo, CPCJ Nelas, Cultura e Unidade Empreende, são outras áreas onde a sua atuação foi decisiva para os êxitos alcançados. Era notória a cada vez maior delegação de poderes do presidente da Câmara na sua vice (ao que nos dizem cada vez menos presente em Nelas e mais em Lisboa, junto aos corredores do poder).

Afinal o que poderá ter acontecido ? Aceitação de uma função, certamente eminentemente técnica, numa Associação Industrial, justifica a saída de quem tanto se dedicou em cinco anos à atividade autárquica ? A vox populi Nelense tem outra versão : desentendimentos, por divergência de opiniões, levaram o edil Nelense a decidir exonerar a sua vice ou a própria Sofia Relvas, aproveitando o convite de João Cotta para a AIRV, terá decidido bater com a porta.

O Executivo fica agora claramente enfraquecido, com dois Vereadores que até ao momento não têm qualquer iniciativa digna de relevo – publicamente não se conhecem sequer quaisquer propostas ou ações. Borges da Silva navegará, finalmente, em águas totalmente calmas, com uma estrutura política com “yes man” e “yes woman”, no seu círculo mais restrito ?

O nosso jornal tentou ouvir militantes dos três partidos que têm lugar na vereação. O PSD remeteu para depois de Sábado (quando se realizam as eleições para os órgãos concelhios) uma reação, enquanto uma destacada militante do PS, por nós contactada, não quis prestar declarações. Manuel Henriques do CDS/PP fez-nos chegar a seguinte declaração : 

Manifestamos a nossa surpresa face ao despacho do Sr. Presidente da Câmara Municipal conhecido ontem, com a certeza de que há muito por explicar. Importa saber se esta foi uma decisão voluntária da (ex) Vice-Presidente Sofia Relvas ou se, pelo contrário, se tratou apenas de mais uma “guerra” na Vereação como tem sido apanágio em todos os executivos de que o Dr. José Borges da Silva fez parte desde 2005.

Dado o papel estrutural que Sofia Relvas tinha até ontem na máquina Administrativa e Financeira da Câmara Municipal de Nelas, é com preocupação que vemos esta debandada e  a capacidade do executivo em cumprir o mandato, num contexto de agravamento (diário) da situação financeira. Politicamente é mais fuga aos compromissos com o eleitorado. Embora do ponto de vista estritamente formal Sofia Relvas tivesse inteira liberdade para se afastar, entende o CDS-PP que o abandono (ou a destituição ?) contraria frontalmente a expectativa de quem votou no PS a 01/10/2017. Não acreditamos que haja um único eleitor do concelho de Nelas que nas últimas autárquicas considerasse a hipótese da Vice-Presidente abandonar as funções executivas para um trabalho no sector privado. Se foi uma decisão do Presidente da Câmara Municipal só podemos censurar a situação aguardando mais informação sobre as motivações políticas.

 

Este portal utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização Saiba mais sobre privacidade e cookies